A sinopse de A Força do Querer

É já nesta segunda-feira que chega à SIC a novela A Força do Querer que vem substituir A Lei do Amor no horário. 
A pouco mais de 24 horas da estreia da nova produção da TV Globo, revelamos a história que vai prender os telespectadores ao final da noite já a partir do dia 5 de junho. 

Se existe algo comum a todo ser humano é que temos sonhos, desejos, quereres. Pode ser relacionado a amor, dinheiro, sucesso, identidade, poder, realização profissional.
Enfim, os quereres são múltiplos e interagem entre si neste grande painel da convivência humana, harmonizando-se ou chocando-se uns com os outros.
Movidos pelo querer, somos o tempo todo desafiados a fazer escolhas. Escolhas que nos fazem bem ou que se voltam contra nós. São questões que nos unem num mundo em ebulição, no qual as certezas e os valores estão sempre a ser questionadas. Num tempo em que as distâncias são relativas, a vida de todos é arrebatada por uma enxurrada de informações e surgem novas linguagens, novos modelos e novos códigos.
Na próxima novela, de Gloria Perez, com direção artística de Rogério Gomes, os caminhos de diferentes personagens cruzam-se quando as suas trajetórias pessoais os levarem ao limite, fazendo-os ultrapassar os seus horizontes, desafiar barreiras e vencer conflitos.
Nesse percurso, a força do querer de um afeta a força do querer do outro, determinando, assim, os rumos inesperados desta história.
“Estamos a viver um tempo em que os quereres são mais fortes. Com o avanço da tecnologia, as pessoas expressam-se por conta própria, impõem a sua personalidade, a sua presença. A novela vai mostrar que quereres são esses e como eles se organizam”, define Gloria Perez.
Como é comum nos seus trabalhos, a autora vai falar de diversidade, de tolerância e das dificuldades de compreender e aceitar o que é diferente de nós. E através da saga das personagens, irá levantar discussões muito presentes no mundo contemporâneo, como a identidade de gênero. “Escrever novela é uma maneira de conversar sobre o que acontece à nossa volta. Quero abordar a dificuldade que as pessoas têm de conviver com a diferença. Tolerância é a palavra-chave deste trabalho”, ressalta.
E, para contar as histórias com uma boa dose de encantamento e magia, ‘A Força do Querer’ traz a riqueza da cultura paraense, a lenda dos botos e das sereias e até a sabedoria da tribo indígena Ashaninka, que vive na fronteira do Acre com o Peru. A novela foi gravada durante um mês na região Norte do país, a maior parte do tempo em Vila de Acajatuba, cenário da fictícia Parazinho, que fica a cerca de uma hora de barco de Manaus. “Passamos seis meses procurando uma locação para gravar Parazinho e encontramos Acajatuba. É um lugar especial, de muita tranquilidade e beleza. O clima da região Norte estará na novela até o final, já que os personagens do Pará se mudam para Portugal Pequeno, em Niterói, levando sua cultura”, explica o diretor artístico Rogério Gomes, que trabalha pela primeira vez com Gloria Perez e acredita que será uma excelente parceria. “A novela trata de temas muito universais, o público irá se identificar”, aposta.

Com estreia marcada para amanhã, A Força do Querer chega à SIC logo após a novela Espelho d'Água quando o relógio marcar as 23h35.

Fonte: Globo via sic.pt (adaptado)

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.