'Mãe de Afecto" no Perdidos e Achados

Amanhã no Jornal da Noite
Gonçalo e Conceição Bénard são exemplo que a família por vezes também se escolhe. Ele nasceu prematuro, cego e deficiente mental, consequência do consumo de heroína dos pais. Da mãe de sangue recebeu a vida e o abandono. Aos sete meses foi entregue a uma instituição depois de ter esgotado as listas de adoção, nacionais e internacionais. 
Parecia terrivelmente certo o destino de uma criança deficiente largada ao abandono, não fossem os olhos de Conceição Bernard que viram em Gonçalo o que mais ninguém viu. Ela já tinha dois filhos, adolescentes, ele ganhou uma família entre o amor de estranhos. Vinte e dois anos depois, Gonçalo e a mãe, a única que conheceu, são companheiros de vida. 
Uma história de amor e sobretudo de enorme coragem para ver no ‘Perdidos e Achados’. 
Jornalista: Ana Moreira 
Imagem: Manuel Ferreira 
Edição: João Nunes 
Produção: Diana Matias; Madalena Durão 
Coordenação: Isabel Horta 
Direcção: Alcides Vieira

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.