Joana Santos regressa em Dancin Days

O sucesso que a Diana de "Laços de Sangue" fez foi tanto, com direito a um Emmy Internacional pelo meio e tudo, que aumenta o grau de exigência para este novo trabalho, Dancin’ Days, um remake do original brasileiro da SIC. 
A atriz não quer imitar a novela original de Gilberto Braga, que passou na RTP há 33 anos: “Esta é uma novela de 2012, com personagens portuguesas e dos dias de hoje e de Portugal. Não me inspirei na Sónia Braga, somos pessoas diferentes e eu vou fazer a Júlia portuguesa”, diz, referindo-se à atriz brasileira que deu vida a este papel na versão original da novela. 
Esta Júlia não tem nada em comum com a Diana a que Joana Santos deu vida na novela anterior: “É uma nova personagem e é esse o desafio!: Fazer personagens diferentes umas das outras e de mim. "Dancin’ Days" foi uma novela que fez muito sucesso. O arranque da história é forte. Júlia sai com a irmã, Raquel (Soraia Chaves), para comemorarem a passagem de ano. No regresso a casa, Raquel acaba por atropelar um homem, mas é Júlia quem assume a responsabilidade desse acidente. 
O que nunca imaginou foi que o homem morresse e que ela acabasse por ser presa: “Não existe aquela coisa da vilã e da boazinha”, diz. É na prisão que acabará por dar à luz a filha, Mariana (Joana Ribeiro), que fica entregue aos cuidados da irmã. Quando é libertada, Júlia vai ter a árdua tarefa de se aproximar da filha, que não vai reagir bem. Quando a novela estreou, em Portugal, em 1979, Joana Santos ainda não era nascida, por isso, a atriz andou a pesquisar: “Fui ao Youtube procurar o que foi o Dancin’ Days no Brasil. Tentei não ver muito, para não cair no erro de copiar alguma coisa”, avança a atriz. Joana Santos sente-se preparada para o trabalho que por aí vem: “Quem corre por gosto não cansa!” O tempo livre vai ser mais escasso. Porém, apaixonada por Ilya Yamasaki, ela garante que não vai deixar a vida pessoal ficar para trás: “Eu não deixo (risos).

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.