Entrevista Especial Ídolos: Diogo Dias, o cantor de rua

Foto: Lionel Balteiro /FremantleMedia
Diogo Dias, 23 anos, natural de Valpaços, foi uma das surpresas do segundo programa do Ídolos. O agricultor que trocou a terra pela calçada portuguesa foi uma das surpresas do programa deste domingo do Ídolos. 
Cantor de rua, Diogo Dias foi entrevistado pelo SIC Blogue em exclusivo onde nos revela alguns pormenores sobre a sua participação no programa que lhe pode mudar a vida… 

Aos 23 anos o que é que te levou a concorrer ao Ídolos? 
Acima de tudo foi ter alguma projecção. Quero muito divulgar o meu trabalho e o amor que tenho pela música.

Cantas na rua. Consideras a música como sendo algo da tua vida? 
Sim. Completamente! A música é a minha vida. 

Quais são as tuas influências no mundo da música? 
As minhas influências são grandes bandas, nomeadamente Bon Jovi, Guns N’ Roses, Aerosmith, The Doors. 

Já alguma vez tinhas tentado concorrer a algum programa do género? 
Não! É a minha primeira vez em televisão. 

O que é que os portugueses podem esperar das próximas exibições no Ídolos? 
Podem esperar muita garra e vontade de aprender e melhorar. Quero muito agradar a todos os meus fãs. Para isso é necessário deixar os nervos de parte. 

Qual foi o ‘sim’ mais especial para ti? 
O mais especial foi sem dúvida o do Manuel Moura dos Santos, porque ele aparenta ser o mais exigente e é também o jurado mais antigo da história do Ídolos. 

Foste dos poucos concorrentes que à saída da sala de casting não tinha gente à tua espera. A falta da família naquele momento foi compensada com o telefonema. O que é que sentiste na altura?
Senti uma grande emoção e uma grande vontade em partilhar aquele momento com eles. Eles não estavam presentes porque não estavam no Porto. Mas estavam presentes no meu coração.

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.