Perdidos e Achados regressa à embaixada

Em Junho de 1983 a Embaixada da Turquia em Lisboa foi alvo de um atentado terrorista. O único que até hoje ocorreu em Portugal. Cinco homens, que diziam pertencer ao auto-denominado Exercito Revolucionário Arménio, exigiam que Turquia reconhecesse a responsabilidade no genocídio do seu povo em 1915.
O grupo acreditava que a luta armada era a única forma de assegurar a autodeterminação da Arménia.
Foi nesta ocasião que pela primeira vez entrou em acção o GOE, Grupo de Operações Especiais da PSP, recém-criado nessa altura.
O ataque e o cerco à embaixada prolongaram-se por várias horas. O desfecho, inesperado, acabaria por provocar a morte de sete pessoas.
O Perdidos e Achados foi à procura daqueles sobreviveram, 28 anos depois. Recordamos um dos momentos mais dramáticos da história recente, reconstituímos aquela trágica manhã e recuperamos imagens que nunca antes tinham sido reveladas.

Jornalista: Isabel Osório
Imagem: Rafael Homem
Edição: João Nunes
Produção: Madalena Durão; Diana Matias
Coordenação: Sofia Pinto Coelho
Direção: Alcides Vieira

Uma reportagem para ver este sábado, dia 11 de Junho na SIC!

Comentários