DANCIN' DAYS

estreia SEGUNDA na SIC a novela onde vale a pena sonhar!

ÍDOLOS

Domingo temos músicas do século XXI com os 10 finalistas

BOA TARDE

O talk show das tardes da SIC

ROSA FOGO

Assiste à novela no horário nobre da SIC

FINA ESTAMPA

Já estreou na SIC!

31 de março de 2012

Audiências de sexta-feira

Total:
Cabo/Outros: 38,8%
TVI – 23,0%
SIC – 20,0%
RTP1 – 14,4%
RTP2 – 3,8%

fonte: aTV

Bernardo Ferrão e Anselmo Crespo 'retiram' jornalismo de Lisboa

Bernardo Ferrão e Anselmo Crespo recebem, hoje, Rui Santos e Marques Mendes. Os anfitriões do programa da SIC Notícias 'Conversas Improváveis' contam como surgiu a "sala de estar improvisada". No último sábado de Janeiro, numa sala improvisada, dois jornalistas da SIC sentaram-se para mediar um debate improvável: Ricardo Araújo Pereira frente a frente com Marcelo Rebelo de Sousa. O arranque do programa da SIC Notícias Conversas Improváveis não podia ter sido mais auspicioso (foi o programa mais visto do ano na TV de informação de Carnaxide e está entre os sete mais populares de sempre do canal do cabo). 
Bernardo Ferrão e Anselmo Crespo são as caras do Conversas Improváveis
Colegas de trabalho e amigos de longa data, os jornalistas contaram à NTV como passaram da ideia à prática: "Pensámos criar um programa de tertúlia, de conversa, mas algo que fosse um pouco diferente ao vivo, com público, que saísse do formato do frente-a-frente. Queríamos um formato que desconstruísse o habitual modelo que estamos habituados a ver e que juntasse duas pessoas que nada tivessem que ver uma com a outra", explica Bernardo, coadjuvado por Anselmo Crespo: "A ideia não é nem nunca foi juntar inimigos. Nós não queremos juntar duas pessoas que não se respeitem só porque isso poderá fazer bem nas audiências", explica o jornalista de economia que está há dez anos na SIC. Bernardo Ferrão, nascido no Porto, e Anselmo Crespo, natural de Leiria, tinham desde início um ponto de honra para o arranque de Conversas Improváveis: o programa tinha de ser feito fora de Lisboa. Leiria recebeu as primeiras duas edições (Ricardo Araújo Pereira/Marcelo Rebelo de Sousa e José Cid/ Manuel Alegre. A Figueira da Foz será palco do terceiro). "Nós não somos de Lisboa, viemos para cá trabalhar há alguns anos e também achamos que a televisão não tem de passar toda por Lisboa. Achámos que era importante descentralizar e levar o mundo e as pessoas da televisão para fora da capital", explica Bernardo Ferrão. Ferrão e Crespo são dois dos rostos mais conhecidos do jornalismo televisivo português. Especializaram-se ambos em política e economia, duas áreas que, fruto das circunstâncias que o País atravessa, são a pedra-de-toque dos noticiários. "O jornalismo nas nossas áreas, está muito centrado em Lisboa. Mas acho que isso é um reflexo do País", conta Bernardo, opinião corroborada por Anselmo. "A área económica está erradamente centrada em Lisboa. A economia real não é Lisboa, mas está centrada na capital porque os protagonistas estão em Lisboa. Mas aí é a ação e a consequência. Se os políticos saírem de Lisboa, nós, jornalistas também saímos de Lisboa. 

Créditos: Revista Invest
'Improváveis' por uma boa causa 
Conversas Improváveis resulta de uma parceria entre a revista Invest e a SIC. As receitas dos bilhetes da plateia revertem a favor de várias instituições de solidariedade escolhidas pela SIC Esperança. "Achámos que o programa podia ter esse lado mais humano. Não é muito, é uma receita de 200 lugares, mas é o que podemos dar. E os convidados ficam muito contentes com esse lado solidário", explica Bernardo Ferrão. No final do programa, a "sala de estar improvisada" onde os jornalistas recebem os convidados também será convertida em solidariedade, como explica Anselmo Crespo: "Os sofás onde nos sentamos são assinados, a cada edição, pelos convidados. No fim vão ser leiloados e o valor vai ser entregue a uma instituição de solidariedade social". Amanhã será a vez de Crespo e Ferrão se sentarem entre o comentador desportivo Rui Santos e o político Luís Marques Mendes. Os fãs do programa têm sido afoitos a sugerir parcerias improváveis e nem os anfitriões pensam noutro assunto. "A coisa em que mais pensamos, até temos sonhos, é com duplas [risos]", brinca Bernardo Ferrão, revelando qual seria a parceria de sonho: "Era giro juntar José Mourinho e Mário Soares." 
Anselmo e Bernardo são dois rostos facilmente reconhecíveis da informação da estação de Carnaxide. Habituaram os telespetadores a mostrar o lado mais sério da notícia, mas não receiam o registo mais descontraído de Conversas Improváveis: "Acho que o programa não pisa a linha", garante Bernardo. Anselmo alinha pela mesma bitola: "O percurso da SIC, desde que apareceu, é sempre muito mais arriscado do que o convencionado. E nós somos produto dessa escola. Arriscar não significa transpor a linha. Não me parece que o nosso papel de jornalistas saia diminuído por fazermos um formato diferente." Novidade para os dois jornalistas foi estarem cara a cara com uma plateia ansiosa por assistir a um diálogo improvável entre algumas das caras mais conhecidas da vida pública nacional. "É diferente, apesar de tudo, de falar para uma câmara. Quando falamos para uma câmara, falamos para um milhão de pessoas, mas não as vemos. É diferente de falar para uma plateia que reage, que sorri, que fica séria", explica o jornalista de economia. 

Um 'chef' e um 'marketeer' 
Com consciência do momento difícil que o País atravessa, Bernardo e Anselmo são sinceros quando afirmam que a perspetiva do desemprego, uma sombra que paira sobre a cabeça de todos os portugueses, também lhes ocupa o pensamento. "Não tenho medo de ficar sem trabalho. Isto não é pretensiosismo nem presunção. No limite, terei sempre trabalho. Se não for nesta profissão, será noutra. Mas seria hipócrita dizer que não me assusta", diz Anselmo Crespo. E se não fossem jornalistas, de que viveriam os dois rostos da SIC? "Eu adoro cozinhar", confessa Bernardo Ferrão. "Serias cozinheiro?", indaga Anselmo, curioso. "Não sei se seria cozinheiro, mas adorava ter um negócio, um restaurante, um pequeno hotel. Mas é um hobby. Não sei se seria uma profissão." Já o leiriense via-se a mudar a vida para o marketing. "Gosto de marketing, gosto muito da área do domínio das ideias que, felizmente, é muito compatível com a área do jornalismo, que vale muito pelas ideias. Eu gosto da área criativa." 
E porque é de improbabilidades que falamos, quisemos saber qual foi a pergunta mais improvável que a dupla fez no exercício da profissão. Bernardo Ferrão, que já foi apelidado pelo ex-primeiro-ministro José Sócrates de "insuportável", considera que "não há perguntas improváveis". E nem o facto de algumas figuras políticas o considerarem incómodo tira o sono ao jornalista da SIC. "Se me consideram... não é coisa que me preocupe muito, sinceramente", diz, acrescentado: "Nunca me telefonaram a dizer isso." Já Anselmo dá um exemplo caricato: "Uma vez ia a correr atrás de alguém que não queria responder e perguntei-lhe pelo resultado da bola, na brincadeira." Na memória de ambos ficou o receio da pergunta que colocaram a Ricardo Araújo Pereira e Marcelo Rebelo de Sousa no arranque de Conversas Improváveis. "Estávamos um bocadinho receosos de perguntar se já tinham fumado um charro", conta Bernardo. "Era uma pergunta que nunca faria a um político, mas, ali, no programa, há espaço para isso", acrescenta. Crespo e Ferrão confessam que nunca foram alvo de pressão política ("se a pressão são os célebres telefonemas, pressão para escrever num determinado sentido, a resposta é não", afirma taxativamente Ferrão), e que a exigência faz parte da profissão que escolheram. "Se a pressão é fazer uma pergunta incómoda, ter uma reação má, mas ter a certeza da pergunta que se está a fazer... então essa pressão existe. Mas isso comes with the job", diz Anselmo.
NTV

Júlia Pinheiro critica atitude da TVI em relação à GfK

Júlia Pinheiro, directora de Conteúdos da SIC, disse ao CM estar "muito desiludida" com o comportamento da TVI em relação à GfK. "Estou perplexa que num momento em que os resultados das audiências não são muito positivos para a TVI haja uma ruptura de um acordo. 
É quase infantil", diz sobre a decisão da TVI, anunciada na quinta-feira e explicada ao CM por José Fragoso na mesma data. "Considero isto de uma enorme gravidade e pouco sério. Não se defendem lideranças com reacções deste género". E acrescenta: "Será nervosismos? Para mim isto é medo e mostra alguma imaturidade. Se calhar quem toma estas decisões não tem experiência". Júlia Pinheiro considera ainda que colocar "em causa a seriedade do sistema um mês e meio depois não é honesto". RTP e TVI cortaram com a GfK na quinta-feira, deixando a SIC isolada. No mesmo dia, a Associação Portuguesa de Anunciantes disse que "respeitará o sistema aprovado pela CAEM". 
Ontem, o presidente da Associação Portuguesa de Agências de Meios, Alberto Rui Pereira, enviou um comunicado no mesmo sentido. Uma posição que Manuel Falcão, director-geral da Nova Expressão, refuta: "É abusivo falar-se de uma posição comum das agências de meios neste caso", sublinha. Contactado, António Salvador, presidente da GfK, diz ao CM que "a nossa posição é de reserva". A CAEM vai reunir segunda--feira com os seus associados e a APAME com a sua direcção.

30 de março de 2012

SIC com 3 no top e liderança das generalistas em dia de futebol

Destaques do dia: 
  • 1.º lugar – Futebol Liga Europa (Sporting X Metalist) com 49,0% de share e 21,2% de rating 
  • 2.º lugar – Homens do Jogo Futebol Liga Europa com 13,7% de rating e 32,3% de share 
  • 4.º lugar – Rosa Fogo com 9,2% de rating e 21,6% de share 
Total: 
Cabo/Outros – 36,6% 
SIC – 26,7% 
TVI – 21,6% 
RTP1 – 11,7% 
RTP2 – 4,4%

fonte: aTV

Albano Jerónimo grava em veleiro

Ao longe, ao sabor do vento e da corrente, o ‘Sul 1’ sulca o Tejo. Lá dentro, Albano Jerónimo e Sisley Dias, actores de ‘Dancin’Days’, têm mais um dia de formação com o instrutor António Pinto Correia. No papel de Duarte (Cacá), Albano Jerónimo é um diplomata apaixonado por barcos. 
"Para o Cacá, o rio e os barcos são um escape, um momento de reflexão e interiorização", explica o protagonista masculino da novela da SIC. Diplomata de carreira, profissão que abraçou apenas para satisfazer o desejo da família, Duarte atravessa, por isso, uma crise existencial. 
"O Cacá decidiu começar a lutar por aquilo que o faz feliz. Em todas as cenas de barcos, que vão ser longas, serão ditas coisas íntimas e muito intensas. A água, a luz, o som, tudo vai ajudar a criar imagens belíssimas", explica Albano Jerónimo. Durante duas semanas, a bordo de um barco regateiro da Associação Naval de Lisboa, Albano Jerónimo e Sisley Dias, que no enredo interpreta o irmão Gui, aprenderam um pouco da arte de velejar. "É um privilégio interpretar esta personagem que tem uma forte ligação ao rio", afirma Albano Jerónimo cuja personagem se vai apaixonar por Júlia (Joana Santos). 
Para Sisley Dias, de 22 anos, velejar é uma estreia. "Difícil foi aprender a terminologia e manobrar o barco consoante os ventos... Hoje, por exemplo, andámos à bolina", conta o actor que vai interpretar um "jovem rebelde", que andará "por maus caminhos".

Maya refere que não se considera tão bem paga como outras caras do canal

É uma das caras do canal. Maya, conduz diariamente desde Setembro do ano passado o Cartas da Maya - o Dilema.
A taróloga, que é a cara do programa das manhãs de segunda a sexta-feira, numa entrevista à Notícias TV desta semana refere que “comparativamente com outras figuras da estação” não se considera tão bem paga mas acrescenta: “paga-me mais do que qualquer outro trabalhador normal recebe. Posso dar-me ao luxo de dizer que ganho mais do que ganhava quando era professora".
Maya não esquece, no entanto, que a televisão lhe dá mais notoriedade e isso faz com que brevemente, já em Abril, lance um livro relacionado com o tarot e com o programa que tem feito nos últimos tempos para a estação. Um livro que está inserido no projecto 'Clube do Livro SIC'.
capa do livro

Meteorito de São Martinho do Porto relembrado no Perdidos e Achados

Amanhã no Jornal da Noite
No dia 1 de Abril de 2002, a SIC noticiou em exclusivo a queda de um meteorito em São Martinho do Porto. A reportagem mostrava um objeto negro no areal da praia e inúmeros curiosos que acorreram ao local para testemunhar o acontecimento. 
As imagens de um vídeo amador registaram o momento exato em que o meteorito embateu na praia de São Martinho do Porto. 
A SIC divulgou a notícia... mas o surpreendente acontecimento era afinal uma mentira de 1 de Abril que contou com a cumplicidade do Jornal da Noite. A partida começou a ser planeada em Janeiro, em segredo. Apenas oito pessoas em São Martinho do Porto conheciam verdade...e conspiraram para a tornar uma grande mentira. Entre o grupo, estava Carlos Trincheiras, construtor do meteorito, e de quem partiu a ideia; Miguel Pedro, proprietário de um bar; Luciano Matias, dono de um restaurante; Jorge Freixo, dono de um café; e Nelson Cairrão, proprietário de uma loja de fotografia. Manuel Pereira, na altura presidente da Junta de Freguesia, foi o responsável pela explosão que se ouviu naquela noite. Era o único que tinha licença para lidar com explosivos. 
Dez anos passados, o ‘Perdidos e Achados’ regressou a São Martinho do Porto. Quisemos re-encontrar quem idealizou e encenou a brincadeira do Dia das Mentiras em 2002. 
Jornalista: Isabel Osório 
Imagem: Odacir Júnior 
Edição: João Nunes 
Produção: Diana Matias; Madalena Durão 
Coordenação: Sofia Pinto Coelho 
Direcção: Alcides Vieira

29 de março de 2012

Soraia Chaves está a gostar de Dancin Days

Com um percurso feito no cinema e em séries de televisão, Soraia Chaves aceitou um novo desafio ao protagonizar, ao lado de Joana Santos, “Dancin’ Days”, a novela que irá substituir em maio “Rosa Fogo”, na SIC. 
A atriz, de 29 anos, é Raquel, uma mulher calculista e ambiciosa que vai fazer tudo para não perder Mariana (Joana Ribeiro), a sobrinha adolescente que criou desde bebé, enquanto a irmã Júlia (Joana Santos) estava na cadeia. Na primeira semana de gravações, a atriz mostrou-se entusiasmada, apesar dos horários exigentes da novela. “Está a ser muito intenso e bom! Só nesta semana gravámos um acidente, uma festa, uma entrada e saída da prisão...”, conta, no dia em que filmou a primeira cena com Alexandre Sousa, o Zé Maria da novela, com quem se irá casar e alcançar estatuto social. 
“Ela está apaixonada por ele e pelas coisas que ele lhe dá. Tem um fascínio pelo Zé Maria. Mas, mais tarde, as coisas vão mudar. É como na vida!”, sublinha a atriz, que confessou alguma ansiedade. “Ainda estamos muito no início e há sempre um certo nervosismo”, conclui.  

Perfil Televisivo: Pedro Mourinho VS Cláudia Vieira


Bem-vindos ao Perfil Televisivo.

Esta semana tivemos em votação uma das protagonistas da novela da noite da SIC Rosa Fogo e co-apresentadora de Ídolos, ou seja, Cláudia Vieira e um dos mais acarinhados rostos da informação portuguesa, Pedro Mourinho.
O público votou e decidiu:


CLAÚDIA VIEIRA foi eliminada do Perfil Televisivo.


Pedro Mourinho continua nesta competição.

Agora poderá votar em Liliana Campos ou Diogo Morgado.Vote naquele que quer que seja eliminado.


Um destes talentosos profissionais da SIC irá deixar o caminho do perfil televisivo. Vote!!


SIC reage à polémica do afastamento da TVI da GfK


Depois da constante insistência por parte da RTP em relação às audiências, esta quinta-feira fica marcada pelo facto de a TVI querer colocar de parte da GfK e negociar as audiências com a Marktest (última operadora de audiometria). 
Num comunicado enviado às redacções, a SIC informa que “foi a TVI que pediu, em 2010, uma ‘auditoria urgente’ ao sistema da Marktest que considerou estar em ‘total descrédito’”. No mesmo comunicado a SIC informa que “estranha” a decisão do canal de Queluz “antes mesmo da conclusão da auditoria ao sistema da GfK aprovado em 12 de Março”.





Comunicado da SIC
Foi unânime a decisão da CAEM de atribuir, a partir de 1 de Março, a medição de audiências televisivas à empresa Gfk. A CAEM (Comissão de Análise e Estudos de Mercado) é um organismo composto pelos meios (neste caso, operadores de televisão RTP, SIC,TVI, PT e ZON), pelos anunciantes (representados pela APAN) e pelas agências de meios (representadas pela APAME). Durante o mês de Março, esta decisão, tomada, repete-se, de forma unânime em sede de autorregulação, tem sido alvo de críticas públicas, da RTP e, mais recentemente, da TVI. 
A SIC optou, desde o início, por não se pronunciar sobre as questões levantadas ao novo sistema, mesmo quando os resultados de audiência foram penalizadores para a estação e para os seus canais. Esta posição, coerente em todos os momentos, foi tomada por respeito às decisões adoptadas no organismo que representa todo o mercado. 
A SIC sempre defendeu o princípio da autorregulação, submetendo-se às decisões aprovadas na CAEM, e não sobrepondo, ao sabor das conveniências de cada momento, os seus interesses aos consensos acordados. Apesar de terem aprovado o novo sistema de audiências, a RTP e, agora, a TVI, querem voltar atrás, depois de apresentados os resultados do mês de Março. 
Para uma análise objectiva da situação criada, é fundamental sublinhar que a SIC é alheia ao processo que conduziu à mudança do sistema de medição de audiências. Foi a TVI que, em 2010, pediu uma “auditoria urgente” ao sistema da Marktest, que considerou estar em “total descrédito”. 
O pedido, é bom recordá-lo, acabou por conduzir, por decisão da direcção de então, a um concurso que designou a Gfk como nova empresa de medição de audiências. Isso, apesar das dúvidas manifestadas pela SIC que, em sede própria, defendeu a manutenção da Marktest e solicitou uma avaliação à proposta técnica da Gfk. Efetuada essa avaliação, foi na base das respetivas conclusões que a Gfk foi confirmada como vencedora do concurso. A SIC lamenta, desde já, a opção de não se respeitarem as regras adotadas em sede de autorregulação, depois de as mesmas terem sido aprovadas por unanimidade pelos membros da CAEM. 
A SIC considera ter total legitimidade para o fazer: um dos seus canais, a SIC Notícias perdeu, com o novo sistema de medição de audiências, a liderança entre os canais temáticos, posição que ocupa, desde que surgiu, há 11 anos. 
Esse facto não levou porém a SIC ou a SIC Notícias, nem os seus responsáveis, a criticar publicamente a Gfk ou a CAEM. Aliás, no passado, mesmo quando a SIC se sentiu prejudicada, a estação sempre manteve uma posição coerente com a actual, manifestando a sua opinião na sede da CAEM. 
Por tudo isto, a SIC estranha que, antes mesmo da conclusão da auditoria ao sistema da Gfk, aprovado, em 12 de março, por todos os membros da CAEM, já tenham sido tomadas medidas paralelas e unilaterais para substituir pela mesma Marktest, que no passado foi considerada, pela TVI, “em total descrédito”, a empresa de medição (Gfk), escolhida, após concurso internacional, pelos cinco operadores de televisão, anunciantes e agências de meios. 
São lamentáveis estas mudanças de opinião e de posição, ao sabor dos resultados diários. Apenas têm servido para descredibilizar o próprio mercado televisivo. 
A SIC continuará, como sempre, disposta a debater, em sede de autorregulação, as questões e as dúvidas de todos os parceiros.

SIC mantém 2 programas no top5

Destaques do dia:
  • 3.º lugar para o Gosto Disto com 10,7% de rating e 27,8% de share
  • 5.º lugar para a novela Rosa Fogo com 9,8% de rating e 26,5% de share
Total:
Cabo/Outros - 39,3%
TVI - 22,5%
SIC - 20,8%
RTP1 - 13,3%
RTP2 - 4,1%

fonte:aTV

28 de março de 2012

Curto Circuito com novidades a partir de sexta

O ‘Curto Circuito’ – SIC Radical - estreia já na sexta-feira, dia 30 de Março, um novo espaço de interatividade com os espectadores do programa. 
Quinzenalmente, uma figura pública coloca-se disponível para responder a questões colocadas pela audiência do programa através do facebook do programa, via telefone ou via Skype. 
Zé Diogo Quintela é o primeiro convidado deste novo espaço no CC e está preparado para responder a todas as questões que vão chegar à redacção do programa. Humorista, guionista, escritor e conhecido e fervoroso adepto Sportinguista ficou conhecido através do quarteto que mais divertiu o país na última década – Gato Fedorento. 
Sexta-Feira, a partir das 16:30H, em direto, na SIC Radical, com apresentação de Carolina Torres e Maria Botelho Moniz, o Gato Fedorento confessa-se aos fãs.

Ídolos5 teve a estreia com mais espectadores

A estreia da quinta série de Ídolos foi a mais vista de toda a história do talentshow em Portugal. De todas as edições já realizadas, o programa do passado domingo foi visto por um milhão e 412 mil pessoas a assistir ao arranque do concurso da SIC, conduzido por João Manzarra e Cláudia Vieira, na polémica noite de 25 de Março. 
Frederico Ferreira de Almeida ao lado de Luís Marques, director geral da SIC
Números que levam o produtor Frederico Ferreira de Almeida a explicar: “Independentemente das audiências, o que tenho confiança é que o Ídolos é um belíssimo formato, com uma edição absolutamente fantástica, é um produto de altíssima qualidade.”

Audiências de terça-feira

Destaques do dia:
  • 4.º lugar para o Gosto Disto com 11,1% de rating e 24,5% de share 
  • 5.º lugar para a novela Rosa Fogo a alcançar 11,1% de rating e 28,1% de share 
Total:
Cabo/Outros: 36,1%
TVI – 20,6%
SIC – 19,7%
RTP1 – 19,3%
RTP2 – 4,3%

fonte: aTV

Globos de Ouro realizam-se no Coliseu dos Recreios


Sala emblemática da capital volta a receber a gala
Tal como o SICBlogue avançou em primeira mão a gala dos Globos de Ouro será transmitida no dia 20 de Maio, um domingo. 
A gala que conta com a organização CARAS/SIC já tem a comissão de notáveis apresentada da qual fazem parte nomes como Miguel Dias, Rogério Samora, Anabela Teixeira, Manuel Moura dos Santos, Fernando Martins, Alda Gomes, Carlos Xavier, To Romano. São apenas alguns dos 51 membros que compõe a Comissão de Notáveis da XVII Gala dos Globos de Ouro. 
A revista TVMais desta quarta-feira desvenda também que o palco da gala é o Coliseu dos Recreios que, aliás, tem acolhido nos últimos anos a cerimónia que premeia o talento em Portugal. Há 60 nomeados para eleger e por isso mesmo a comissão de notáveis já trabalha com todo o afinco para que no dia 20 de Maio tudo seja revelado numa gala conduzida em directo por Bárbara Guimarães.

Taróloga com livro do mês lançado em Abril

A taróloga Maya vai lançar em Abril o livro “Cartas da Maya – O Dilema”, onde revela doze histórias de vida saídas do programa com o mesmo nome que apresenta nas manhãs da SIC.
Tal como o SICBlogue já havia avançado, a taróloga está responsável pelo livro do mês de Abril do 'Clube do Livro SIC'.

Taróloga conduz programa nas manhãs do canal

“São histórias com temas que fazem parte da vida de todos nós. Incluem sentimentos, saúde e drama”, adianta ela sobre o que os leitores podem esperar de “Cartas da Maya – O Dilema”. As doze histórias corresponderão a cada um dos doze signos do zodíaco e foram escolhidas por Maya de entre as muitas que tem recebido no programa da SIC. Verdadeira mulher dos sete ofícios, Maya revelou-se um verdadeiro sucesso na apresentação do seu programa diário na SIC, que conjuga com a organização de eventos, as relações públicas e a escrita.

Arranque de Ídolos garante topo nos social media

No dia de estreia de uma nova edição de Ídolos, na SIC, o nome do programa foi, entre as mais de 400 marcas auditadas pelo serviço Social Media Explorer do Grupo Marktest, o mais mencionado nas redes sociais. 
No dia 25 de Março de 2012 a SIC estreou a 5ª edição do seu concurso Ídolos, que procura encontrar o próximo ídolo nacional, depois de Nuno Norte (2003), Sérgio Lucas (2005), Filipe Pinto (2009) e Sandra Pereira (2010). 
Nesse dia, o serviço Social Media Explorer do Grupo Marktest contabilizou mais de 1610 menções ao programa em Blogues e sites como o Facebook, Twitter e Youtube. Este valor foi o mais elevado entre as mais de 400 marcas e personalidades que o serviço actualmente audita, mostrando por isso que o programa teve um forte impacto nos social media. Este impacto foi sobretudo evidente no Twitter, que foi responsável por 80% das referências a Ídolos. No Facebook, foram encontradas 18% destas referências e nos restantes meios 2%. 

O Marktest Social Media Explorer é um novo serviço para monitorizar os conteúdos que circulam nas redes sociais relacionados com marcas ou personalidades. 
Marktest

27 de março de 2012

SIC lidera generalistas e Jornal da Noite é o mais visto das 20h

Segundo o site Meios & Publicidade a SIC foi a líder dos canais generalistas nesta segunda-feira. Segundo dados disponibilizados pela GfK a que o M&P teve acesso a SIC liderou o dia no que respeita aos generalistas. Com 22,4% de share no total do dia, o canal de Carnaxide ficou à frente da TVI (21,8%) e RTP1 (11,7%). 
O canal colocou o Gosto Disto com 26,2% de share e o Jornal da Noite com 27,2% de share sendo respectivamente 2.º e 3.º no top dos 5 programas mais vistos desta segunda-feira.

Homens da Luta invadem instalações da RTP, TVI e SIC

Jel e Falâncio estão de segunda a sexta
no Gosto Disto
Os Homens da Luta continuam a defender as boas causas na antena da SIC e a causar embaraço por todo o lado. Desta vez, camuflaram-se e invadiram a RTP, a TVI... e a est ação para a qual trabalham! Motivo : a luta pelas audiências! 
Fardados de tropas, com foguetes na mão e megafone, lá foram os irmãos Nuno (Jel) e Vasco Duarte (Falâncio) em direção às instalações da RTP, em Lisboa; da TVI, em Queluz; e da SIC – o canal que lhes paga! –, em Carnaxide. Chegaram de mansinho e, como operacionais que se prezem, aproximaram- se das estações a rastejar, aproveitando qualquer obstáculo – moto ou carro – para se resguardarem de um possível ataque do “inimigo”. 
Os Homens da Luta levaram a missão tão a sério que chegaram, inclusivamente, a lançar um foguete para dentro das instalações da RTP – além de cassetes de Júlio Isidro e Catarina Furtado –, sem causar vítimas ou estragos materiais, conforme a TV 7 Dias pôde constatar. 
Mas, afinal, que missão era esta? Numa altura em que a luta pelas audiências está ao rubro – com o novo regulador, a GfK, a dar, nas primeiras semanas, resultados mais favoráveis à SIC e menos simpáticos à RTP e à TVI –, Jel e Falâncio resolveram “acender” esta luta! Jel, um dos “mercenários”, como o próprio se define, fez um balanço desta “operação”: “Quisemos pôr todos contra todos! Na TVI ainda atirámos umas cassetes com o Goucha e na SIC não poupámos as entrevistas do Daniel Oliveira!” Uma iniciativa que, esta semana, pode ser vista no programa Gosto Disto!, da SIC.

Tony Carreira refere que o Ídolos é uma das melhores experiências por qual já passou

“Uma das melhores experiências da minha vida”. É desta forma que Tony Carreira aborda o facto de ter aceite o convite para ser jurado do programa Ídolos que estreou neste domingo na SIC. 
Tony Carreira faz parte da equipa de jurados do Ídolos
Apesar de confessar que “no princípio não estava muito entusiasmado para o fazer”, o cantor de vários sucessos e de mais de 3 milhões de discos vendidos está a gostar da experiência enquanto jurado do programa. 
No entanto quando um concorrente diz que vai cantar uma música da sua autoria, Tony refere que “é muito difícil dizer que não nestas situações”. Com a primeira parte do programa toda gravada (castings) segue-se a fase do Teatro onde serão eliminados mais alguns concorrentes até chegarmos às galas em directo mas até lá ainda há muitas horas de Ídolos para os espectadores poderem ver na SIC!

MIPTV conta com presença da SIC

O MIPTV decorre já entre os dias 1 e 4 de Abril em Cannes. A SIC vai estar presente no certame onde já tem “reuniões agendadas”, antecipa João Pedro Nava, director de distribuição e negocíos internacionais da estação ao Diário de Notícias
O objectivo da estação passa por “levar a SIC Notícias” depois dos “resultados extraordinários” da SIC Internacional em França. “Séries de ficção, Grandes Reportagens SIC para vender” são alguns dos produtos com marca SIC que vão estar nas bancas do MIPTV. Negociar “os conteúdos da SIC nas televisões pelo mundo” é o grande objectivo de João Pedro Nava.

Dalila Carmo em Alta Definição

A actriz que é Florbela Espanca despe a personagem e revela-se numa entrevista intimista a Daniel Oliveira. Dalila Carmo é a próxima entrevistada do Alta Definição que vai para o ar a seguir ao Primeiro Jornal de sábado. 
O universo da actriz que brilha no filme Florbela (sobre a escritora) é a próxima convidada do apresentador e revela-se numa entrevista para ver neste sábado, dia 31 de Março.

26 de março de 2012

Mais de 1 Milhão e 400 mil assistiram à estreia do Ídolos

Segundo dados revelados ao início da noite no fórum do aTV, o Ídolos não conseguiu superar a concorrência do programa da TVI. 
Uma diferença de cerca de 24 mil espectadores deu a liderança ao canal de Queluz no horário da estreia de Ídolos que ontem conseguiu 36,1% de share e 14,9% de rating. 
Um total de 1 408 200 espectadores assistiu ao regresso do Ídolos à televisão com os castings realizados no Porto.
Recorde-se que o Ídolos estreou já com a emissão da TVI a decorrer e terminou ainda o programa do canal estava no ar.

Ainda não há audiências de domingo

Ainda não audiências de domingo. A razão é simples: a GfK, empresa responsável pela medição de audiências ainda não as publicou. 
Esta é a segunda vez que acontece num dia em que estreou Ídolos na SIC e que competiu directamente com o programa da TVI, A Tua Cara Não me É Estranha.
Segundo informação divulgada pelo Meios&Publicidade até às 17h desta segunda-feira ainda não havia dados das audiências de domingo que, curiosamente, movimentam milhares de euros no mercado publicitário. Segundo Luís Marques, presidente da CAEM os dados tem sofrido alguns atrasos "por uma questão de precaução" pois podiam estar "eventualmente errados".

25 de março de 2012

Ídolos, o sonho já começou! (c/vídeo)

O Ídolos está de volta à televisão. Depois de 15 minutos de intervalo, o programa estreou precisamente às 21h46 com um intervalo pelo meio (de pouco mais de 1minuto e meio).
Todos já nós sabemos que a produção do Ídolos e a montagem do programa são excelentes e este formato assenta que nem uma luva à Fremantle Media. 
A produtora que é responsável pelo programa sabe captar a atenção do espectador que está a assistir ao programa. Os “sim” são menos que os “não” dos jurados. Os cromos estão de volta. E vem aos ‘pacotes’. São muitos e querem mostrar o talento da tv portuguesa. A realização é excelente e consegue captar os momentos do programa. A equipa do Ídolos está de parabéns! 
Depois do Porto, segue-se agora Braga! As duas cidades juntam-se no próximo programa.

Revejam agora os primeiros momentos do programa.

Mas o Ídolos é feito também de frases, frases que marcam o programa, os concorrentes e os espectadores... Deixamos aqui algumas... 
Tu não cantas puto – Manuel Moura dos Santos
És um estripador de Lisboa – Manuel Moura dos Santos
Gosto do calor da tua voz – Tony Carreira
Não cantas a ponta de um corno – Manuel Moura dos Santos
Vou ver se me esqueço de ti – Manuel Moura dos Santos
Se o Marco Paulo te ouvisse desistia da carreira dele – Manuel Moura dos Santos

Final da Taça da Liga já tem data escolhida

Benfica X Paços de Ferreira foi a última final da prova
e contou com transmissão na SIC!
Já é conhecida a data e hora da final da Taça da Liga. A prova transmitida pela SIC culmina a 14 de Abril (sábado) com a transmissão do SL Benfica X Gil Vicente FC. O Estádio Cidade de Coimbra volta a receber a final da prova que pela terceira temporada consecutiva é transmitida pelo canal. 
O início do encontro está agendado para as 20h45 e a final terá transmissão em directo e exclusivo na SIC e que se espera ser mais uma grande final do futebol português onde ou Benfica ou Gil Vicente vão conquistar a 5.ª Taça da Liga.

2 horas de autógrafos no lançamento do CD de Rosa Fogo

Cláudia Vieira, Ângelo Rodrigues e José Fidalgo estiveram numa sessão de autógrafos este sábado no Colombo, Lisboa, e falaram com os fãs da novela.´
Durante duas horas, os actores da novela do horário nobre da SIC distribuíram sorrisos, beijinhos e até tiraram fotografias ao lado dos admiradores dos 8 aos 80 anos. "Correu muito bem, felizmente. Falámos com muitas pessoas o que é bom sinal", realçou Cláudia Vieira ao Diário de Notícias no final da sessão de autógrafos que teve como pretexto o lançamento do CD com a banda sonora da trama. 
José Fidalgo confessou que levou "alguns raspanetes" por causa das maldades da sua personagem e Ângelo Rodrigues frisou que é "fundamental ter o apoio do público".

ÍDOLOS começam hoje na SIC!

Arranca na noite de domingo, dia 25, a quinta edição do programa musical da SIC. Ídolos 2012 chega ao ecrã com promessas de marcar, nas palavras do diretor-geral do canal, Luís Marques, o "regresso do grande espetáculo" à estação de Carnaxide. Porém, além das expectativas no que diz respeito ao talento vocal dos concorrentes, aguardam-se também os comentários do painel de jurados, que conta com Bárbara Guimarães, Tony Carreira e Pedro Abrunhosa ao lado do veterano Manuel Moura dos Santos, bem como os momentos divertidos dos tradicionais "cromos". 
Este ano, o programa de caça-talentos voltou a não se revelar feliz para a maioria dos jovens que participaram nos castings. E é já na primeira emissão que os espectadores vão conhecer alguns dos "coitadinhos", que "não se enxergam", como diz Manuel Moura dos Santos. Ou seja, que não passaram no veredito dos jurados. Pedro é um desses casos. 
O jovem apresentou-se nas audições... acompanhado por uma "guitarra desafinada" e pelo desejo de ouvir um elogio de Moura dos Santos. "Acabou por ser um semielogio", disse Pedro ao DN.pt, sem adiantar detalhes. Quem também regressou a casa com uma crítica pouco simpática do presidente do júri foi Bruno. Ainda assim, o candidato não quis sair de mãos a abanar e aproveitou quando Bárbara Guimarães lhe perguntou o que ia cantar para fazer um convite. "Anda Comigo Ver os Aviões", respondeu. 
O tema é de Os Azeitonas, e a jurada brincou com o jovem. "Queres que vá contigo ver os aviões?" "Pode vir", retorquiu Bruno. David é outro dos concorrentes da emissão de estreia de Ídolos. O jovem já faz sucesso na Net a dançar com a avó. "É a minha musa", revelou, acrescentando que "toda a família o incentivou a embarcar nesta aventura". Dentista e bombeira voluntária, Vanessa não gaguejou quando o júri perguntou se queria continuar a "tratar doentes" ou preferia enveredar pela música? "Prefiro a música". Outra rapariga que os espectadores vão ver amanhã chama-se Rita e conquistou Abrunhosa. O músico até lhe disse que ela podia ser a nova Joan Baez, a cantora norte-americana de folk. Só que Rita não entendeu o elogio. "Não sabia quem era", confidenciou. Já Artur e Vítor invejam a "plateia" de Tony Carreira. 
Os rapazes não são fãs das músicas do cantor romântico, mas tal como este gostavam de estar em palco "só com mulheres viradas" para si. E, afinal, como é que Tony Carreira se sente quando os concorrentes entoam os seus êxitos? "Torna-se difícil dar um 'não'", rematou o jurado.

"O Destino Alemão e o Fado Português" na GR SIC

HOJE no Jornal da Noite
Bernd Robaczewski trabalha há 40 anos numa das maiores construtoras de pipelines do mundo. A Mannesmann tem sede em Hamm, a 120 quilómetros de Colónia. É um operário especializado, há dez anos no posto de presidente do sindicato dos metalúrgicos. O sindicato funciona dentro da empresa e Robaczewski passa mais tempo com os administradores do que com os colegas de ofício. Na Mannesmann nunca houve uma greve. Os operários especializados recebem, por mês, 2800 euros brutos. 
Em Portugal, Paulo Andias, é um operário especializado do sector metalúrgico. Trabalha há 17 anos na mesma empresa. Recebe menos de mil euros brutos. A mulher, também operária, cumpre funções semelhantes por menos 100 euros por mês. Têm dois filhos. Apertam o orçamento, usam a imaginação e esforçam-se para que nada, de verdadeiramente essencial, falte. A ginástica orçamental da família Andias é posta em prática, literalmente, pelos Robaczewski de Hamm. Tatiana, a mulher de Bernd, era engenheira na Bielorrússia. O vencimento do marido liberta-a do peso de uma ocupação a tempo inteiro na Alemanha. Tatiana vai ao ginásio, faz planos de férias e assiste às aulas de dança e de piano da filha de 15 anos. Alexandre Martins é assistente universitário na universidade de Colónia. O académico português defendeu uma tese de doutoramento sobre a poesia de Zeca Afonso. Dá 4 horas de aulas por semana e ganha, no degrau mais baixo da academia, 3800 euros brutos por mês. 
Em Portugal, o alemão Rolf köwitsch, é professor-leitor na Universidade Nova de Lisboa. Tem um contrato anual inferior a 500 euros mensais. Para compensar os apertos e chegar aos 2 mil euros, Rolf dá mais de 20 horas de aulas por semana. Dois países da mesma geografia global. Duas realidades separadas à nascença. Comparámos o incomparável para percebermos melhor o estado em que realmente estamos. 
“O DESTINO ALEMÃO E O FADO PORTUGUÊS” é a ‘Grande Reportagem’ deste domingo. 
Reportagem: Pedro Coelho e Rodrigo Lobo (imagem); 
Edição de imagem: Ricardo Sant’Ana; 
Grafismo: Carla Gonçalves; 
Pós-Produção áudio: Edgar Keats; 
Produção: Isabel Mendonça e António Cascais (Alemanha); 
Coordenação: Cândida Pinto; 
Direcção: Alcides Vieira

24 de março de 2012

SIC colocou 2 programas no top5 nesta sexta-feira

Destaques do dia: 
  • 3.º lugar da tabela para a novela Rosa Fogo a alcançar 11,1% de rating e 29,7% de share 
  • 4.º lugar para o programa Gosto Disto com 10,7% de rating e 24,5% de share 
Total: 
Cabo/Outros: 33,8% 
TVI – 25,5% 
SIC – 21,8% 
RTP1 – 15,6% 
RTP2 – 3,3%

Gosto lidera programas e Rosa Fogo lidera horário (22.3.2012)

Destaques do dia:

  • 1.º lugar da tabela para Gosto Disto a liderar horário com 12,0% de rating e 27,8% de share 
  • 3.º lugar para a liderança no horário de Rosa Fogo com 11,8% de rating e 34,0% de share 
  • 5.º lugar para o Jornal da Noite com 11,1% de rating e 24,9% de share

Total: TVI – 23,0%
SIC – 22,5%
RTP1 – 14,6%
RTP2 – 2,9%

Gravações de Dancin Days decorreram em Lisboa

A atriz de televisão e cinema Soraia Chaves, que encarna o papel de Raquel, uma empregada de uma loja de roupa, esteve nesta semana a gravar cenas na Avenida da Liberdade, em Lisboa. 
 "Esta é a minha primeira semana de gravações, está a ser muito intensa. Mas está tudo a ser muito bom", descreveu ao DN.pt a atriz Soraia Chaves que esteve ontem, terça-feira, na Avenida da Liberdade, Lisboa, a gravar cenas para o remake da SIC Dancin' Days. A atriz Soraia Chaves e o ator Alexandre de Sousa, com quem faz par romântico na trama, protagonizaram à frente das câmaras de televisão o primeiro "momento romântico". "Hoje é o momento chave na relação destas duas personagens. A Raquel trabalha numa loja de roupa e hoje é o dia em que eles têm coragem para marcar o primeiro encontro. Ele vai-se tornar o marido dela.", revelou a atriz de televisão e cinema. 
A participar pela primeira vez numa novela, Soraia Chaves, que se popularizou ao protagonizar os filmes portugueses O Crime do Padre Amaro e Call Girl, afirmou estar entusiasmada com o novo desafio profissional. "Há um certo nervosismo porque este é o arranque de uma novela, de um projeto no qual acredito bastante. Tenho em mãos um personagem que é muito rico, estou muito entusiasmada com o que está para vir."

Aniki Bobo no Perdidos e Achados

Hoje no Jornal da Noite
Aniki-bóbó era a fórmula mágica que as crianças usavam, há muitos anos, para dividir os grupos quando brincavam aos polícias e ladrões. A lengalenga vai ficar para sempre ligada ao universo do cineasta Manoel de Oliveira. Aniki-bóbó foi a primeira longa-metragem do realizador portuense.
O filme, que marcou o cinema português, estreou em 1942. Fala de amizade, de ciúme e de amor. A estória tem como protagonistas um grupo de crianças, entre elas, o “Carlitos” e a “Teresinha”. “Carlitos” gostava de “Teresinha” e rouba uma boneca para lhe oferecer. No ‘Perdidos e Achados’, desta semana, fomos à procura do “Carlitos” e da “Teresinha”, o casal de miúdos que ficou famoso. 
Passaram 70 anos...o que será feito deles? 

Jornalista - Patrícia Mouzinho 
Imagem - Franco Santos 
Edição - Andrés Gutierrez 
Produção: Madalena Durão e Diana Matias 
Coordenação: Sofia Pinto Coelho 
Direção: Alcides Vieira

23 de março de 2012

Soraia Chaves elogiada por Guilherme Bokel e Gabriela Sobral

Luís Marques e Guilherme Bokel na
apresentação de Dancin Days
O director executivo internacional da TV Globo, Guilherme Bokel está fascinado com Soraia Chaves. A actriz é uma das protagonistas da nova novela da SIC, Dancin' Days, uma co-produção entre a SIC e a TV Globo.
Uma novela onde, segundo Guilherme Bokel, "Soraia não se vai despir, mas antes ser uma mulher elegantíssima e com garra".
O regresso ao canal - depois de ter feito uma participação especial nos primeiros episódios de Rosa Fogo - traz uma outra Soraia. Uma Soraia que na opinião do homem forte da Globo, em declarações ao Correio da Manhã, "Acho que nem vocês [portugueses] conhecem as capacidades da Soraia Chaves, como elas vão ser expostas nesta novela".
Quem partilha da mesma opinião de Guilherme Bokel é Gabriela Sobral. A directora de produção da SIC confessa que a "Soraia é uma actriz que tem muito potencial e tem sido pouco explorada nestas temáticas".


Perfil Televisivo: Joana Santos VS João Manzarra


Bem-vindos ao Perfil Televisivo.

Esta semana temos em duelo o apresentador de Ídolos e a revelação de 2011 na ficção. 

Os leitores do SIC BLOGUE votaram, porque um deles vai ser eliminado desta competição ao título de Perfil Televisivo.
Joana Santos ou João Manzarra? O público votou e decidiu:

Como podemos observar, JOANA SANTOS foi eliminada da competição.


João Manzarra continua na competição do Perfil Televisivo.

Esta semana pode votar em Pedro Mourinho ou Cláudia Vieira para que um deles seja eliminado da competição. Vote naquele que quer que seja eliminado.


Na próxima semana um deles irá deixar o caminho do perfil televisivo. Vote!!

SIC desafia espectadores a criarem campanha publicitária dos 20 anos

Tens uma ideia? SIC? 20 anos? Aceitas o desafio? A SIC está neste ano de 2012 a comemorar os 20 anos do canal e consequentemente os 20 anos da televisão privada em Portugal. A SIC desafia os espectadores a criarem a campanha publicitária sobre os 20 anos SIC. 
As candidaturas devem ser enviadas até ao próximo dia 9 de Julho para sic20anos@sic.pt. Esta é a tua oportunidade de ficares na história da televisão.

Regulamento do passatempo AQUI

João Manzarra e Cláudia Vieira estiveram na RFM

João Manzarra e Cláudia Vieira
Os apresentadores do Ídolos, João Manzarra e Cláudia Vieira, foram esta manhã convidados do programa matinal da RFM (rádio oficial do Ídolos) onde foram respondendo às questões de José Coimbra e de Carla Rocha. Manzarra começou por ser questionado em relação à parte dos ‘cromos’ no programa. O apresentador refere que “esta parte exige um talento menor que, apesar de tudo, nos alegra e vamos ser salpicados, ao longos da emissão por esse ingrediente que é importante. 
O facto de haver músicos entre os jurados [n.d.r. Tony Carreira e Pedro Abrunhosa] dificulta a tarefa porque os próprios, segundo Cláudia Vieira “fazem uma análise muito concreta” tornando-se “mais difícil se optarem por cantar uma música do cantar”. A apresentadora quando questionada que de entre os mais de 17 mil candidatos cerca de 2750 cantaram “Someone Like You” de Adele, Cláudia confessa que “todos fazem interpretações muito pessoais mas enriquecem o tema à maneira de cada concorrente e o próprio programa.” 
A RFM volta a ser a rádio oficial e é no auditório da Rádio que os concorrentes que passarem às galas terão a oportunidade de ensaiarem os temas para apresentarem semanalmente.
Recorde-se que o Ídolos está de regresso domingo para a sua 5.ª edição e conta com Manuel Moura dos Santos, Tony Carreira, Pedro Abrunhosa e Bárbara Guimarães como jurados do programa

Nuno Graciano e Vanessa Oliveira juntos em Não Há Crise

É a edição desta semana da Notícias TV que avança a notícia. Vanessa Oliveira aceitou o desafio e fará dupla com Nuno Graciano na nova temporada de Não Há Crise. A dupla vai por os portugueses a rir com os novos vídeos de apanhados internacionais já a partir do “final de Abril” na SIC. 
Em declarações à publicação Graciano revelou um pouco sobre o programa. “Vamos apresentar vídeos novíssimos e divertidos. Mostrar cidadãos canadianos em situações de apanhados”. Em relação à companheira de trabalho (com quem já apresentou o Companhia das Manhãs) Nuno Graciano refere que “gosto de partilhar a apresentação de um programa. A Vanessa é uma pessoa com quem me dou bem, é minha amiga”. 
Já Vanessa Oliveira contactada pela NTV refere que a “nossa intimidade e amizade” ajudou muito para que o programa funcione. As gravações já decorrem e a apresentadora confessa que “na primeira gravação estava muito nervosa”.

22 de março de 2012

Ídolos já tem site oficial

sic.sapo.pt/programas/idolos2012… é este o site do programa que estreia já no domingo. Ídolos estreia já no domingo e João Manzarra e Cláudia Vieira voltam a juntar-se para juntos conduzirem a 5.ª edição do programa que procura o ídolo da música pop portuguesa. A Pedro Abrunhosa, Tony Carreira, Bárbara Guimarães e Manuel Moura dos Santos cabe a difícil tarefa de ajuizar o que os concorrentes cantam nos castings. O site oficial já está disponível e tem várias áreas: a de fotografia, a de vídeos, a de fotos, a de passatempos, tudo o que passou nas edições anteriores.

João e Claúdia acreditam em 'Ídolos'

Faltam três dias para a estreia de Ídolos. É já neste domingo que estreia a quinta temporada deste programa de sucesso e que termina o programa de Queluz de Baixo.
Em declarações à imprensa Claúdia Vieira afirma:“Estamos a oferecer ao público aí em casa a possibilidade de ver o melhor programa de entretenimento, que é o Ídolos, ou um programa da concorrência.”, começa por dizer a apresentadora, acrescentando ainda que “Não teme” o duelo com Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha.
Já João Manzarra: “Eu não tenho dúvidas de que tenho no programa de que mais gosto e, enquanto espetador seria aquele que eu veria, e isso para mim é o mais importante: ser consumidor dos programas que faço”, defendeu, acrescentando ainda que “o meu feeling é de que as audiências vão ser equilibradas, as pessoas vão ter muita curiosidade de passar de um programa para o outro, sim. Mas acho que, quanto mais equilibradas forem, mais bélicas as relações vão ser e mais popularidade vamos ter, portanto, é porreiro”.


Marques Mendes e Rui Santos juntos em Conversas Improváveis

Na SIC Notícias
Qual é a probabilidade de ver Luís Marques Mendes e o comentador desportivo Rui Santos juntos? Qual é a probabilidade de ver Rui Santos a comentar assuntos que não o futebol? Provavelmente nenhuma ou praticamente nenhuma. 
Por isso mesmo o próximo Conversas Improváveis da SIC Notícias terá o político e o comentador desportivo juntos no programa conduzido por Anselmo Crespo e por Bernardo Ferrão.
A gravação do Conversas Improváveis decorre na próxima semana (26 de Março) no Casino da Figueira na Figueira da Foz e o programa será emitido em Abril na SIC Notícias.

SIC lidera generalistas e só tem cabo pela frente

Destaques do dia:

  • 2.º lugar para o Jornal da Noite com Clara de Sousa a ser o mais visto do horário com 11,8% de rating e 28.0% de share
  • 3.º lugar para o Gosto Disto de Andreia Rodrigues e César Mourão com 11,0% de rating e 26,0% de share
  • 5.º lugar para a novela Morde & Assopra com 9,8% de rating e 30,0% de share
Total:

Cabo/Outros: 35,0%
SIC - 23,8%
TVI - 22,4%
RTP1 - 14,9%
RTP2 - 3,9%

Fonte: aTV

21 de março de 2012

Gosto Disto e Rosa Fogo na grelha de sábado

Gosto Disto, Rosa Fogo, Dr. White e Downton Abbey. São estas as apostas para a noite de sábado da SIC. Com as audiências de sábado à noite em baixo o canal aposta na inclusão na grelha de dois sucessos do canal. Gosto Disto de Andreia Rodrigues e de César Mourão são a aposta para o início da noite e depois há ficção portuguesa para ver. Rosa Fogo vai ter um episódio especial no sábado onde tudo poderá acontecer. 
 Da grelha habitual do canal fazem parte Dr. White e Downton Abbey que se mantém na grelha.