DANCIN' DAYS

estreia SEGUNDA na SIC a novela onde vale a pena sonhar!

ÍDOLOS

Domingo temos músicas do século XXI com os 10 finalistas

BOA TARDE

O talk show das tardes da SIC

ROSA FOGO

Assiste à novela no horário nobre da SIC

FINA ESTAMPA

Já estreou na SIC!

30 de novembro de 2010

Rita Ferro Rodrigues e Rúben já foram papás!!!

O Eduardo já nasceu! A notícia foi dada à poucos minutos
em directo por Francisco Menezes e por Vanessa Oliveira
no Companhia das Manhãs!!!

Por um Natal mais verde

Neste Natal, o Expresso, a SIC, a Fundação Vodafone e 10 estrelas da SIC trazem-nos um Natal mais verde. Um livro de contos natalícios, que ensina as crianças a serem ecologicamente mais responsáveis, e um CD com a narração dos contos e o tema "Um presente para o planeta", interpretado por André Sardet. Por cada produto que comprar estará a ajudar, não só a mãe natureza, mas as crianças do Hospital D. Estefânia. Todas as receitas revertem na totalidade para a reabilitação dos corredores e janelas do Hospital D. Estefânia, tornando-o mais acolhedor e energeticamente mais eficiente.
A partir de 13 de dezembro poderá ouvir estes contos de Natal, todas as noites na SIC, narrados por estas estrelas.
Dias 11 e 18 de dezembro, compre por apenas 1€ com o Expresso o livro e o CD deste projeto e junte-se a esta causa.
Nesta quadra o importante é ajudar.
Ajudar o planeta e ajudar as crianças do Hospital D. Estefânia.

Datas de exibição dos contos na SIC:
13 de Dezembro - Henrique Gil - Vamos proteger as nossas florestas
14 de Dezembro - Raquel Strada - Televisão? Sempre, não!
15 de Dezembro - Rui Porto Nunes - Os enfeites eco-fantásticos
16 de Dezembro - José Figueiras - Não deites fora o velho telemóvel
17 de Dezembro - Vanessa Oliveira - A nossa escolha é o futuro
20 de Dezembro - Nuno Graciano - É preciso ser criativo
21 de Dezembro -Ana Marques - O velho pode ser novo
22 de Dezembro -Mário Daniel - Vamos fechar a torneira
23 de Dezembro - Ana Rita Clara - Temos que separar
24 de Dezembro - Rita Andrade - Vamos apagar as luzes

A responsável da roupa das caras da SIC

Se pensa que a roupa que se veste é um assunto frívolo, sem importância, faça uma pesquisa sobre a T-shirt preta e justa de Anderson Cooper, o super-repórter da CNN. Ou siga a discussão acerca do corte de cabelo de Hillary Clinton. Ou pense em algumas das razões por que Mad Men é uma série de culto. Ou veja o reality show de Rachel Zoe, a stylist que produz a imagem de Nicole Kidman ou Cameron Diaz na passadeira vermelha. Chegará a uma questão inesgotável: o que é que se comunica através da imagem?
Helena Carmona é fã de Mad Men, aprecia o estilo cuidado de Hillary Clinton. Fez com que a parceria de Bárbara Guimarães e José António Tenente ou a de Catarina Furtado e Nuno Baltazar acontecessem e funcionassem. É responsável desde a fundação da SIC pela imagem dos profissionais da estação (informação e entretenimento).
Nesta entrevista, fala da roupa que se veste, do corte de cabelo, de como isso importa. As audiências confirmam-no. Os profissionais de televisão sabem-no - os políticos também. Os anunciantes compram essa atenção, a economia imiscui-se no que apenas parecia ser um certo vermelho no vestido.
É uma mulher discreta, que se licenciou em Filosofia na Universidade Clássica de Lisboa e fez o curso de Design de Moda no IADE. Um dia, decidiu que não queria passar o resto da vida fechada numa sala de aulas.
Como é que se cria uma imagem que seja forte?
Estamos a falar de uma imagem para televisão? É completamente diferente se falamos de um cliente particular que vem ter comigo a dizer que quer mudar de imagem ou retrabalhar a sua imagem. Em televisão, como em tudo o que é espectáculo, as coisas são mais fabricadas para aquele momento, aquele público, aquele cenário, aquele horário. Temos de considerar um número vasto de itens. A imagem de um pivot de informação ou apresentador de televisão no momento em que está a trabalhar pode ser completamente diferente daquilo que ele é quando sai do palco, do ecrã. Muitas vezes, as pessoas estão na rua, de jeans, desmaquilhadas, e não as reconhecem. "Ah, a menina é tão diferente do que é na televisão."
Esse elemento de fantasia, em televisão, é assumido. O ideal é que não haja um grande desfasamento entre a imagem televisiva e a identidade daquele que comunica fora do palco?
O que se tenta é não corromper essa identidade. Cada pivot é patrocinado por uma marca e no momento de a escolher tento que ela coincida com aquela personalidade (que já conheço, de conversas anteriores à escolha da marca, e que são importantes para que a pessoa não esteja com uma farda que não tem nada que ver com ela). Os pivots e apresentadores não estão contrariados, a usar uma coisa que os violenta, que os incomoda, com a qual não se identificam. Esse é outro item a considerar: a pessoa sentir-se bem.
Procura-se elaborar uma imagem que passe coisas como credibilidade, seriedade, maturidade, jovialidade... Como é que isso se faz através da roupa, ou do corte da cabelo, ou da maquilhagem?
Parece uma ironia dizer que isso se consegue com tempo (porque trabalhar em televisão significa trabalhar muito depressa e contra o tempo). Uma imagem não é só a roupa. É o corte de cabelo, os óculos, os cuidados com o corpo (fazer uma dieta, ginástica). Tudo isso precisa de tempo. A solução é: vamos criar esta imagem o melhor possível para o arranque, e depois vamos fazer experiências, as coisas vão evoluindo. No cabelo, fazem-se muitas experiências, de corte, de cor, ao longo do período em que a pessoa está no ar, ou nos três ou seis meses que dura o programa.

"A partir de agora sou um produto SIC"

Manuela Moura Guedes disse ao Diário Económico que está a trabalhar com as direcções da SIC no novo programa.
"A partir de agora sou um produto que a SIC foi buscar e espero corresponder às suas expectativas", disse Manuela Moura Guedes ao Diário Económico, no dia em que se conheceu oficialmente a sua contratação pela SIC. E acrescenta: "Acima de tudo, sou uma profissional. Já fui muita coisa ao longo da minha carreira, adaptando-me sempre àquilo que esperavam de mim".
Sobre o programa que irá fazer na estação de televisão do grupo Impresa, apenas adianta que é sobre a actualidade nacional e internacional, "sobre a vida das pessoas, do País e do mundo". Mas também diz o que não será: "Não vai ser um programa com as notícias do dia-a-dia. Isso é dos jornais e confesso que não me apetece nada fazer jornais".
DE

Está preso por detalhes o regresso à televisão

O CM sabe que a jornalista já tem agendado um novo encontro com os responsáveis de Carnaxide, em que vão estar em cima da mesa vários tópicos: o formato do programa, a equipa que vai trabalhar para o mesmo e onde vai estar inserida Moura Guedes, se na direcção de programas se na de informação.
No que diz respeito ao formato, parece seguro que este vai assumir o género de Magazine, mas sempre ligado à informação, até porque Moura Guedes já disse que vai regressar "como jornalista".
Uma das maiores dúvidas prende-se com a equipa que vai trabalhar com Moura Guedes. Ou seja, falta saber se a SIC vai dar margem à jornalista para contratar fora de Carnaxide, provavelmente na TVI e, particularmente, na equipa que tinha no ‘Jornal Nacional de 6ª’, ou se vai criar a sua equipa com profissionais que já estão em Carnaxide.
Por definir está também a que direcção vai Manuela Moura Guedes reportar, se a Nuno Santos, director de programas, se a Alcides Vieira, director de informação. Estes dois profissionais, em conjunto com Luís Marques, director-geral da SIC, e Gabriela Sobral, directora de produção e coordenação de projectos, reuniram-se com Moura Guedes na semana passada.
Desde esse encontro que quer Nuno Santos quer Manuela Moura Guedes referem ao CM que as negociações não sofreram qualquer evolução. "Está tudo igual", adiantam. Novidades podem surgir após a nova reunião.

29 de novembro de 2010

Manuel Cavaco muda-se para a SIC

Para mim (pessoalmente) é uma brilhante contratação. Toda a gente gosta do Manuel Cavaco que actualmente podemos ver na novela Meu Amor recentemente premiada internacionalmente. Luís Marques confirmou a notícia de que o actor já assinou contrato de exclusividade com a estação e deve integrar a ficção do canal já a partir de meados de Fevereiro naquela que foi anunciada como a segunda linha de ficção.

"Quanto mais depressa melhor"

Regresso. "Quanto mais depressa melhor", diz Manuela Moura Guedes sobre a sua estreia no canal de Carnaxide. Admite que tem saudades da sua equipa na TVI e não teme os anticorpos que possa ter na redacção da SIC
Declarou recentemente, no Lado B, de Bruno Nogueira [RTP], que só voltaria ao ecrã se os "ventos mudassem". O que mudou para estar na SIC?
Não sei, não sou especialista em meteorologia [risos]. Mas pelos vistos eles [a SIC] têm interesse que eu vá para lá.
Em que é que consiste este programa original que vai ter?
Espero bem que seja original, mas não tenho muito para dizer. É um programa que tem de ser completo e sobre o qual eu e a SIC temos de estar de acordo e no qual eu me sinta confortável. Estamos na fase de decisão.
Regressa em Fevereiro...
Não sei, acho que quanto mais depressa melhor. Mas só começo quando as coisas estiverem totalmente definidas.
No meio televisivo, consta que o formato lembrará Raios e Coriscos [RTP, 1993] e Noite da Má- -Língua [SIC, 1994].
Não tem que ver com isso.
Mas é verdade que o projecto será de infoteinment [misto de informação e entretenimento]?
Não sei, mas digo já que embirro com essa designação, é uma estupidez porque a informação dos jornais também é entretenimento, no sentido em que as pessoas se entretêm a ler notícias. Informação pode ser feita sob a forma de entrevista, reportagem ou através da maneira como a própria pessoa a conduz. Misturar as duas coisas é impossível, são duas coisas completamente diferentes.
Então, como define o programa?
Não sei dizer, ainda é cedo para falar sobre o projecto.
Vai ter convidados?
O programa está em construção, andamos na fase das ideias.
Quais são os pressupostos para este projecto?
Há duas condições que eu preciso de ter no que faço: Tenho de me sentir bem e tenho de me divertir. Isto não quer dizer que seja um programa de humor.
Quer explicar melhor...
Sempre fiz informação com sentido crítico e humor. Ou de uma forma mais dura ou com recurso a formatos. Se não conseguir que estes dois ingredientes estejam presentes, então não consigo fazer os programas. Aliás, estão presentes no meu dia-a-dia e não consigo pensar, reflectir e tomar decisões sem eles. É isto que faz com que sinta que as coisas não são distantes, nem faz com que encolha os ombros e siga. É preciso passar a informação para o público de forma genuína, não tão pomposa e não tão cinzenta como tem sido passada. Mesmo a fazer jornais, divirto-me imenso. Vivi tempos fantásticos com a equipa do Jornal Nacional de 6ª [TVI], quase que choramos a recordar momentos altos.
Tem saudades da sua equipa?
Tenho.
Pode vir a trabalhar com eles?
Reunirmo-nos de novo? Era a coisa que mais gostava.
Vai trazê-los para o programa?
[Suspiro] Oh, eles estão todos lá, na redacção da TVI!
Este programa na SIC pressupõe posterior ida para a Informação?
Não sei. Não pergunte mais à frente do que a realidade. Aceito as coisas quando aparecem, a minha carreira tem sido feita à medida do que me tem acontecido. Não penso em mais nada para lá disso.
Receia os anticorpos que possa ter na Informação da SIC?
Não sei, não costumo tomar vacinas (risos). Já ouvi e passei por muita coisa. A minha fama precede-me, mas a minha presença é melhor do que quaisquer vacinas, é um vírus.
Como um vírus? Exemplifique.
É como a gripe A, é só um rumor e respondia a lóbis das indústrias. A minha fama? Sabe-se lá que lóbis a promovem... Não se percebe.
Há pessoas a tremer com o seu regresso à televisão?
Não sei, não acredito nisso.
Mário Crespo está contente pela sua chegada à SIC.
Fico muito satisfeita porque é um jornalista que respeito imenso, por quem tenho muita estima e é um dos grandes pivôs deste País, com uma base sólida. Trabalhei com ele no Telejornal [RTP] e, ao fim destes anos todos, fico satisfeita por ele dizer isso.
Já Miguel Sousa Tavares ressalva que não trabalha consigo.
Ai sim? Não tenho nada a dizer. Ele não me suscita qualquer tipo de comentários.
Ainda não negociou o salário?
[Risos] Vá, já falei muito...
Mas que valores estão em causa?
Não é consigo que vou falar de dinheiro.
DN

12 milhões em ficção

Nas demonstrações financeiras consolidadas do grupo Impresa, o dono da SIC, a que o CM teve acesso, é possível verificar que, até 30 de Setembro, esta tinha fechado contratos para a compra de direitos de novelas no valor de 12,9 milhões de euros, um aumento gigantesco se comparado com os 2,9 milhões que a SIC tinha contratualizados no mesmo mês de 2009.
Ao CM, fonte da Impresa explicou que neste tópico estão "novelas portuguesas e brasileiras que ainda não estavam em produção em Setembro de 2010". Além disso, e no próximo ano, a SIC tem de exibir 12,2 milhões de euros dos direitos destes produtos. O que significa a estreia de várias novelas, sobretudo portuguesas, mas também brasileiras. O grande investimento que a estação de Carnaxide tem feito na ficção pode ser comprovado em outro ponto do mesmo documento, que aponta uma conta de 8,8 milhões de euros de serviços obtidos junto da SP Televisão, a produtora responsável por programas como ‘Laços de Sangue’ e que irá agora ficar responsável por ‘Família Mata’, a série de humor que marca o regresso de José Pedro Gomes à televisão.
Outra das grandes apostas da SIC são os produtos de entretenimento, nomeadamente os programas de talentos. Neste item, a estação tinha, a 30 de Setembro, compras de direitos no valor de 2,3 milhões de euros, três vezes mais do que os 745 mil euros registados no mesmo período do ano passado. Ao CM, a mesma fonte do grupo referiu que o crescimento se deve à aquisição de formatos como ‘Biggest Looser’ e ‘X Factor’.
Este ano, a SIC vai já gastar quase 700 mil euros destes direitos, ficando para 2011 mais de 1,6 milhões para pôr em grelha.
CM

28 de novembro de 2010

Manuela Moura Guedes já terá assinado contrato

Manuela Moura Guedes já terá assinado contrato de prestação de serviços pelo canal de Carnaxide.
Ao que o Diário Económico conseguiu apurar, as negociações já estão finalizadas, espera-se agora uma oficialização da contratação.
Segundo fontes ligadas ao processo, as negociações tardaram porque a jornalista queria estar ligada a um programa de informação, e a SIC tinha planos para a profissional no âmbito da programação. Ainda assim, a aposta deverá recair num estilo misto, de "infotainement", ou seja, uma junção de informação e entretenimento.
Contactada pelo Diário Económico, esta semana, Manuela Moura Guedes escusou-se a comentar possíveis negociações. "Quando se está a negociar qualquer coisa, por norma, não se fala sobre isso. Mesmo que esteja a negociar, não vou fazer comentários", disse a ex-jornalista da TVI.
Luís Marques, director-geral do canal disse também, ao Diário Económico, no início desta semana, que as negociações com a profissional ainda não estavam fechadas. "Ainda não está nada concretizado", disse.
DE

Manuela em Fevereiro na SIC


Estava prometido o regresso de Manuela Moura Guedes ao pequeno ecrã e as informações indicaram sempre o mesmo sentido: Carnaxide. Agora, três semanas depois de ter sido comunicada a saída da TVI - após um ano de baixa -, a pivô surpreende com um novo projecto. Irá para o ar a partir de Fevereiro e está a ser pensado pela jornalista em colaboração com a directora de Produção da SIC, Gabriela Sobral, e Luís Marques, director-geral.
"Ainda não está definido, mas queremos fazer um bom programa e por isso estamos a desenvolver ideias, mas é a Manuela que está a coordenar mais este projecto", explica Luís Marques ."Vai para o ar logo que esteja pronto, no fim de Janeiro ou início de Fevereiro." Segundo fontes contactadas pelo DN, este será um formato original que "deverá ser feito com recurso a produção interna", que "será uma análise semanal da informação" e que "deverá ir para o ar às sextas ou sábados à noite".
A ideia primordial é apostar no género infoteinment (uma mistura de informação e entretenimento) e há quem garanta ao DN que "é possível que a emissão tenha convidados" e que "haja um análise da actualidade ao jeito da Noite da Má Língua". O director-geral não nega esta informação nem a que dá conta de haver uma recuperação do formato Raios e Coriscos, apresentado por Moura Guedes, na RTP, em 1993: "Estamos a definir o projecto. Será irreverente, original, na linha do que tem sido feito por ela, um outro olhar sobre a realidade. Esses programas tiveram a sua época, agora temos de nos adaptar à realidade."
Até ao fecho de edição não foi possível obter qualquer reacção da jornalista, que ainda não terá definido valores para esta colaboração com a SIC. "Ainda nem sequer falámos no assunto", clarifica Luís Marques.
Mário Crespo, jornalista e pivô da SIC Notícias, está seguro de que a chegada de Manuela Moura Guedes é uma mais-valia para a estação: "Ela é uma jornalista vigorosa." A notícia, assegura Mário Crespo, está a ser bem recebida na Redacção da SIC: "Posso afirmar que não ouvi comentários de desagrado, não antecipo problemas." Luís Marques reitera estas informações e garante que é uma conquista para o canal. "É uma aposta em alguém que tem marca, que tem direito de estar em antena."
Já Emídio Rangel, fundador e ex-director da SIC, diz que a estação está a cometer um erro: "Ao recrutá-la, a SIC está a dar uma machadada na sua filosofia. A Manuela Moura Guedes é muito pequenina para fazer caçadas a políticos. É lamentável que se premeie aquele jornalismo sem regras."
Contactado pelo DN, Nuno Santos, director de Programas da SIC, reagiu via sms: "Confirmo as conversas e o empenho em chegarmos a um bom formato."

27 de novembro de 2010

Amanhã na SIC

Este domingo à tarde na SIC!!!

Sporting X Lille esta quarta-feira

A LIGA EUROPA ESTÁ DE VOLTA À SIC!!!



Pepê Rapazote está feliz com a personagem em Laços de Sangue

Pepê Rapazote garante estar a passar uma das melhores fases da sua vida profissional. Feliz com o seu papel na novela ‘Laços de Sangue’, da SIC, onde dá vida a Luís Barros, o actor revela que a personagem é muito parecida consigo. "Ele é um bocadinho como eu. Podemos ter a certeza de uma coisa num momento mas cinco minutos depois, já não a temos. Mas mantemos sempre muita convicção. Este é, sem dúvida, um papel que me está a dar muito gozo de fazer em todos os aspectos", revelou o actor à Correio TV.
Quanto às audiências Pepê atribui todos os louros ao escritor brasileiro, Aguinaldo Silva, supervisor da história, escrita por Pedro Lopes. "A novela tem muita qualidade, apesar de eu não ligar em nada às audiências. Pedro Lopes e a equipa dele são do melhor que há em Portugal. O Aguinaldo só veio transformar o que já era bom em muito melhor, não tenho dúvidas nenhumas", confidenciou o actor, acrescentando: "O Aguinaldo é um velho sábio em qualquer lado do Mundo e qualquer projecto de ficção em que toque só poderá dar lucro e telespectadores ao canal. Ele nesta história teve um pé valente, diria até um pé de gigante e de grande qualidade".

A PERSONAGEM
O actor, que na trama interpreta Luís Barros, director criativo da fábrica de brinquedos Ioiô, pertencente à família de João, Diogo Morgado, defende a sua personagem, que vive indeciso entre dois amores: a mãe do seu filho, Isabel (Gracinda Nave) e uma mulher mais jovem, Catarina, (Teresa Tavares). "Ele sabe perfeitamente o que quer e no fundo não quer nem magoar uma nem outra, pois gosta das duas", diz.

Portugal tem Talento, Factor X e Achas que Sabes Dançar são apostas para 2011

Enquanto ‘Ídolos’ e ‘Operação Triunfo’ vão fazendo o seu percurso na SIC e na RTP1, respectivamente, outros concursos de talentos perfilam-se já nas grelhas das três estações generalistas. É o caso de ‘Portugal tem Talento’, que será conduzido por Bárbara Guimarães, ‘Factor X’ e ‘Achas que Sabes Dançar?’, as três grandes apostas da SIC para a sua grelha de 2011.
A estação de Carnaxide está a investir forte nestes formatos e prova disso é o reforço dos montantes gastos na área de entretenimento. Se, a 30 de Setembro de 2009, o canal tinha compras de 745 mil euros para estes programas, na mesma data deste ano o valor triplicou para os 2,3 millhões. Apesar disso, são formatos bem mais baratos do que, por exemplo, os programas de ficção nacional.
"Os concursos de talentos são um bom género televisivo. São interactivos e mexem com as pessoas que querem concorrer, e com quem assiste ao programa e toma partido por um ou outro concorrente. São formatos muito abrangentes e destinam-se a gente de várias idades", explica à Correio TV Nuno Santos, director de programas da SIC.
Quando chegam ao mercado nacional, a maior parte destes programas já fizeram um percurso de sucesso pelo Mundo, como explica Nuno Santos: "Estes formatos são um género televisivo dominante em todos os grandes mercados. A SIC tem, neste momento, programas que são líderes de audiências em países como França, Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos, os grandes mercados mundiais."
Depois de ‘Ídolos’, em exibição aos domingos, ‘Portugal tem Talento’ é o concurso que se segue na SIC, com as inscrições a decorrerem a "bom ritmo". Bárbara Guimarães, que recentemente foi mãe, vai regressar ao pequeno ecrã na apresentação deste formato, que já foi conduzido na RTP1, por Sílvia Alberto, em 2007. "É verdade que o programa já foi transmitido na RTP mas o que nós vamos apresentar nada tem a ver com o que foi exibido, uma vez que actualizámos o formato", esclarece Nuno Santos.
Sobre a possibilidade de um canal exibir um formato anteriormente transmitido por um concorrente, Frederico Ferreira de Almeida, produtor da Fremantle, que faz o ‘Ídolos’, ‘Portugal tem Talento’, e está a negociar com a SIC ‘Factor X’, explica: "Há prazos para se exercer os direitos sobre determinado formato. Quando a RTP1 transmitiu o ‘Portugal tem Talento’, o programa ainda não estava afinado."
Outro formato que poderá regressar à grelha da SIC é ‘Achas que Sabes Dançar?’, cuja primeira edição, apresentada por João Manzarra, foi um êxito de audiências. "É bem possível que volte", adianta Nuno Santos.
‘Portugal tem Talento’, a próxima grande aposta da SIC, é a versão portuguesa de ‘Got Talent’, um original britânico que estreou em 2006 e hoje é exibido em mais de 30 países. O programa mistura cantores e dançarinos com mágicos, comediantes e artistas de diferentes áreas, passando pelos talentos mais inusitados. Os concorrentes competem por um prémio em dinheiro que, nos Estados Unidos, gira em torno dos 750 mil euros. Já ‘Factor X’ é um formato semelhante a ‘Ídolos’. O original britânico estreou em 2004, tem sido responsável pela descoberta de grandes vozes, como é o caso de Leona Lewis, em 2006. Considerada a maior competição de talentos da Europa, a sexta edição de ‘Factor X’, exibida no Reino Unido, teve uma audiência média de 19,7 milhões de espectadores e um share de 63,2%.
Frederico Ferreira de Almeida, produtor de ‘Ídolos’, que nos EUA já vai na 10.ª temporada e continua líder de audiências, anuncia que "os programas de talentos vão ser uma tendência para 2011", uma vez que têm a particularidade "de evoluir com a própria sociedade, dado que os talentos vão crescendo e outros vão nascendo. O talento está sempre em renovação". Questionado sobre se considera o ‘Ídolos’ serviço público, o produtor da Fremantle afirma: "Há, em Portugal, um certo constrangimento no modo como os jurados classificam o desempenho dos concorrentes. E há também na nossa sociedade uma forma de estar muito complacente, apesar de as pessoas não terem jeito nenhum para cantar, dançar, patinar, ser carpinteiro, nós temos sempre uma palavra de estímulo. Esta frontalidade do júri perdeu-se na nossa sociedade".

CLÁUDIA VIEIRA É APOSTA DA SIC NA APRESENTAÇÃO
A estreia na condução da última edição do ‘Ídolos’ abriu novas portas a Cláudia Vieira, que, ao lado de João Manzarra, apresenta agora a quarta edição deste formato de sucesso na SIC. "Um e outro estão muito bem. Ganharam uma empatia muito forte, que passa no programa", diz Nuno Santos, director de programas do canal. Particularizando o desempenho da apresentadora, de 31 anos, Nuno Santos vai mais longe e considera que esta "deu um salto qualitativo". Cláudia Vieira, também actriz e manequim, continuará a ser um dos rostos nos quais a SIC pretende apostar em 2011.

Conan O'brien a partir de segunda na Radical

O director dos canais temáticos da SIC, Pedro Boucherie Mendes, manifesta em nota o agrado pelo canal ter “conseguido negociar rapidamente a aquisição” do novo programa do humorista, intitulado “Conan”.
O programa é transmitido de segunda a quinta-feira às 21h00 e repete ao fim-de-semana, das 21h00 às 22h30, informa a SIC Radical.
O primeiro episódio do novo programa de Conan O’Brien foi visto por 4,1 milhões de telespectadores nos EUA, número superior ao de outros programas do género na mesma noite, ainda para mais tendo em conta que a TBS é transmitida em exclusivo no cabo.
Conan O’Brien regressou à televisão dez meses depois da polémica saída da NBC, onde foi substituído na condução do “The Tonight Show” por Jay Leno, que já havia ocupado o lugar de apresentador do programa antes da chegada de Conan O’Brien.
A guerra entre o apresentador e a NBC valeu a Conan O’Brien mais de 30 milhões de dólares (cerca de 21 milhões de euros) de indemnização depois da recusa em mudar o horário do programa para meia hora mais tarde a fim de integrar um novo programa de Jay Leno.
No regresso ao formato de ‘talk-show’, Conan O’Brien não se negou a fazer humor com a sua saída da NBC. “As pessoas perguntam-me porque dei o nome ‘Conan’ ao meu novo programa. Deste modo serei mais difícil de substituir”, comentou no primeiro episódio, referindo-se indirectamente à substituição na condução do “The Tonight Show”.

Manuela Moura Guedes cada vez mais próxima

“Temos falado sobre isso sim, temos discutido coisas mais ou menos concretas, mas não está nada definido”, disse Manuela Moura Guedes ao PÚBLICO.
Também Nuno Santos, director de programas da estação de Carnaxide confirmou que existem conversações entre as duas partes. “Estamos a conversar e a discutir uma eventual colaboração”, disse, frisando que ainda não está nada definido. "Já houve um encontro mais detalhado mas não temos pressa. Estamos a encontrar um caminho", diz o responsável que não adianta quando pensam arrancar com o novo desafio: "Temos um timing de duas semanas para trocar informação e ainda estamos dentro desse prazo".
Sobre o modelo de programa em cima da mesa, Manuela Moura Guedes frisa que só poderá ser na informação: “Sou jornalista mas a informação pode ser feita de várias maneiras”. Já Nuno Santos garantiu que o formato do programa será de informação.
As negociações começaram há cerca de 15 dias e na primeira reunião participaram Manuela Moura Guedes, Luís Marques (director-geral da SIC), Alcides Vieira (director de Informação) e Nuno Santos
Manuela Moura Guedes saiu definitivamente da TVI no passado dia 17 de Outubro, data em que rescindiu contrato com a estação. Mas a pivô estava já ausente do ecrã desde Setembro de 2009, altura em que a TVI cancelou o Jornal Nacional de sexta-feira de que Moura Guedes, então subdirectora de informação do canal, era responsável.

26 de novembro de 2010

Em Alta Definição com...

Nico, Nicolau Breyner... este sábado
na SIC!

José Mourinho > O melhor treinador do Mundo









Mourinho foi o mais visto do dia... e a SIC ficou em 2.º

O dia de ontem é o prefeito exemplo de que programas de qualidade conseguem destronar novelas de audiência sempre elevada. A curiosidade suscitada em torno do técnico mais cobiçado do Mundo e, para muitos, o melhor do Mundo na sua área fez com que o Especial de Nuno Luz e de Paulo Cepa (com colaborações que foram sendo feitas) fosse o programa mais visto do dia... Este foi, de certeza, um programa com o Incrível José Mourinho!

Ídolos com vozes inconfundíveis

"Vozes inesquecíveis" é o tema da quinta gala do Ídolos (SIC). No domingo, às 21.00, os sete concorrentes em competição irão interpretar temas emblemáticos como Canção de Alterne, de Rui Veloso, Fly Me to the Moon, de Frank Sinatra, Frágil, de Jorge Palma, e What a Wonderful World, de Louis Armstrong.

25 de novembro de 2010

HOJE À NOITE

Técnica e afectos fazem de Mourinho o melhor treinador do Mundo

A SIC assinala hoje os dez anos de carreira de José Mourinho com uma grande reportagem depois do Jornal da Noite. O sucesso do treinador português é feito de muita ciência, mas também de emoções fortes.
O português José Mourinho, treinador da equipa de futebol do Real Madrid, reconhece que não é um apessoa modesta e que tem forte carácter. Mas além de usar toda a técnica e estratégia para ganhar, também é um homem que dá importância às emoções.
"Não vejo as emoções como uma desvantagem. As actuais funções de um treinador são muito mais alargadas: é treinador de campo, é gestor, é observador, é analista, é pai, é irmão, é amigo, é tudo", disse Mourinho à SIC, no âmbito de uma grande reportagem que assinala os dez anos da sua carreira de sucesso.
Uma carreira recheada de vitórias em Portugal, Inglaterra, Itália e agora em Espanha, com algumas das maiores estrelas de futebol no seu plantel.
"Gosto de pensar como penso e gosto muito que as pessoas que estão comigo pensam exatamente o mesmo do que eu. Que somos fortes, que temos qualidade, que somos os melhores, que ninguém nos pode ganhar. É a minha filosofia", explicou numa entrevista, esta semana, à revista France Football.
SIC Online

EXCLUSIVO MUNDIAL SIC: José Mourinho

José Mourinho tem um segredo para o sucesso? A SIC transmite esta noite uma reportagem sobre o homem e o seu trabalho, a pretexto de receber, em Janeiro, a "bola de ouro" 2010. A sua força interior e a sua capacidade de liderança são os pontos destacados.
No especial da SIC "José Mourinho - o melhor treinador do mundo", o jornalista Nuno Luz apresenta a carreira fulgurante do técnico português que, em 10 anos, passou por seis clubes, 500 jogos - dos quais ganhou mais de 300 - e conquistou 17 títulos.
É a história de um homem que vive para o êxito, mas que garante recusar-se a acreditar em rituais ou superstições. Antes de cada jogo Mourinho não faz figas. Lê a Bíblia e fala com a família.
O pretexto da reportagem não é menor: em Janeiro a FIFA vai entregar, pela primeira vez, a "bola de ouro" ao melhor treinador do mundo. A peça, que vai para o ar a seguir ao "Jornal da Noite", procura destacar as qualidades que fazem de Mourinho um caso único não só de técnica de futebol, mas sobretudo de liderança. "Não é um trabalho sobre futebol. É um trabalho sobre liderança", realçou o director de informação da SIC, Alcides Vieira.
Nuno Luz recolheu mais de 20 testemunhos de jogadores (entre os quais Diego Maradona), técnicos e até do presidente do Real Madrid (actual clube onde treina), Florentino Perez.
O resultado é a fotografia de um homem que não esconde que a sua vida se faz de muita autoconfiança e convicção na procura de sucesso, de ganhar títulos e ser reconhecido.
Diego Maradona, considerado por muitos o melhor jogador de todos os tempos, foi um dos testemunhos ouvidos. Exaltou o treinador português afirmando que "ele tem o respeito de todos os jogadores do Mundo e, isso, não há dinheiro nenhum que possa comprar". Outros jogadores testemunham que Mourinho "está destinado a ser o melhor treinador de todos os tempos".
Ao longo da reportagem percebe-se a procura de uma resposta à pergunta "qual o segredo de Mourinho?". Teria o treinador metas estabelecidas? "Não posso dizer que tivesse metas ou números, mas tinha uns focos a indicar-me o caminho e a direcção", refere a Nuno Luz.
A imagem que se apresenta do técnico é a de um homem que sabe comunicar com os jogadores com a certeza do que quer; que trabalha por objectivos bem definidos e com método, além de "gerir de forma inteligente todos os recursos humanos que estão em seu redor", como diz o seu adjunto, Rui Faria.
Cristiano Ronaldo ressalta outra qualidade: "O que eu gosto mais nele é a disciplina".
O percurso realça o ano de 2004 em que foi considerado pela primeira vez o "melhor do mundo". Rui Faria, que José Mourinho chama de seu sucessor, resume a pessoa: "A ciência trouxe-nos a clonagem. A clonagem no seu caso é impossível".

24 de novembro de 2010

Música SIC (edição 1)

E para inaugurar esta rubrica semanal do SIC Blogue temos para lhe apresentar um tema português. Estávamos no ano e 1998 e Rui Veloso lançava um dos temas mais românticos da sua carreira. Este tema viria a ser adoptado como tema de abertura de uma novela portuguesa que a SIC teve com o mesmo nome.

Até dia 15 de Dezembro sempre às 17h!!!

Maradona pediu para participar no especial sobre José Mourinho

Desde Setembro que Nuno Luz está a preparar o especial sobre Mourinho, depois de em Julho ter apresentado o projecto ao treinador. Foi a Londres, Milão e Madrid para falar com muitos dos jogadores que trabalharam com ele, e há revelações curiosas.
Lampard, John Terry e Drogba recordam a despedida de Mourinho no balneário do Chelsea, onde o jogador da Costa do Marfim chorou. Lampard revela que Mourinho foi o primeiro treinador com quem conseguiu falar da sua vida privada. O abraço de despedida com lágrimas ente Materazzi e Mourinho correu o mundo. O jogador conta o que falaram nesses minutos.
O documentário, que é exibido quinta-feira à noite, conta ainda com Ronaldo: para o CR7, é melhor ter Mourinho como treinador do que como adversário.
DN

23 de novembro de 2010

Pedro Mourinho é a cara do Mundial

O jornalista da SIC Pedro Mourinho foi convidado para ser a cara da candidatura ibérica ao Mundial de 2018. A polémica instalou-se devido ao regime de incompatibilidades da profissão do escolhido.
Relativamente à escolha de Pedro Mourinho para representar a candidatura ibérica, a Comissão da Carteira Profissional de Jornalista (CCPJ) diz que depois da revisão em 2007 do Estatuto do Jornalista, deixou de haver incompatibilidade desde que seja uma actividade de interesse público e não remunerada.
No entanto, ao Diário de Notícias, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, nem sequer admite que Mourinho trabalhe de graça. "Com certeza que ele vai receber qualquer coisinha", garantiu Gilberto Madaíl.
A remuneração ou não do jornalista é então o ponto de polémica que pode obrigar o jornalista a entregar a carteira profissional para se tornar a cara da candidatura ibérica à organização do Mundial de futebol de 2018.
"Essa questão nem sequer se colocou quando fui convidado. Até agora isso não foi conversado. Não sei quanto vou ganhar, se é que vou. Quero é fazer o meu trabalho com muito orgulho", explicou o jornalista da SIC Notícias que se diz "honrado" pelo convite.
Pedro Mourinho já contactou a CCPJ no sentido de se reunir com o organismo a fim de obter um parecer da comissão.
DN

Malucos do Riso superam audiência

Na terça-feira, 16 de Novembro, o programa de humor da SIC, Os Malucos do Riso, obteve o máximo de audiência desta nova série, ao registar 10.0% de audiência média e 24.4% de share de audiência. Foram nove os programas já emitidos desta série, cujo valor médio se situa até ao momento em 8.6% de audiência média e 21.9% de share de audiência.

E volta-se a falar na ida da Júlia para a SIC

Júlia Pinheiro não quer falar sobre a eventual saída da TVI para a SIC, prevista para Janeiro. "Não vou falar sobre esse assunto. Parem de alimentar esse psicodrama, porque eu não vou prestar qualquer declaração", disse ao DN a actual directora de Formatação de Conteúdos da TVI.
No domingo à noite, no final da Casa dos Segredos, Júlia preferiu remeter-se ao silêncio. Depois da saída de André Cerqueira do cargo de director de Programas, Júlia Pinheiro foi sondada pelo director-geral para assumir as funções, mas recusou. O DN sabe que Júlia Pinheiro pode estar a caminho da SIC. O contrato não foi assinado, mas o acordo, acrescenta fonte conhecedora do processo, pode ser anunciado "nas próximas semanas". Uma informação que não é confirmada pelo director-geral da estação. "Nunca escondi o apreço pela Júlia e, se ela quiser vir, será bem recebida, mas essa questão não se coloca de momento", disse Luís Marques.
DN

16 de Janeiro Portugal tem Talento

Portugal tem Talento, que vai substituir o Ídolos na SIC, tem estreia prevista para o dia 16 de Janiero de 2011.
O Ídolos termina a 31 de Dezembro com uma emissão em directo da praia dos Pescadores em Albufeira mas haverá ainda espaço a 9 de Janeiro para uma gala de consagração do vencedor.
Bárbara Guimarães vem a seguir.

22 de novembro de 2010

Allô Allô despede-se no final do ano!

Patrícia Henrique gostava de aplicar o que aprendeu num outro formato. "Tenho três anos de directos e sem guião. Agrada-me um o entretenimento ou do género do The Tyra Banks, concluiu .
O programa das madrugadas da TVI, Sempre a Somar, esse já chegou ao fim, mas Liliana Aguiar diz ter projectos para 2011. "O meu futuro pode não passar pela TVI. Gabriela Sobral (actual directora de produção da SIC) foi quem me deu a mão. Um dos meus sonhos é poder um dia voltar a trabalhar com ela", contou.

José Figueiras saiu magoado com o final do Vida Nova

Saiu do Vida Nova, SIC, em Setembro quando esperava ter ficado no horário da tarde.
E desde aí tenho estado na SIC Internacional, onde continuei a fazer o programa para as comunidades Alô Portugal. É com algum orgulho que digo que é um dos programas que mais sucesso fa-zem no canal e que, modéstia à parte, tem um público fiel pelo mundo inteiro.
Na recta final do Vida Nova, afirmou que esperava que desta vez fosse para ficar. Mas não aconteceu. Por isso, como se sente?
Vou ser sincero, claro que fiquei magoado. A expressão é esta! Reconheço que tenho público à tarde e que tenho estatuto para continuar no day time.
Então porque é que os directores lhe retiram dos lugares após substituição?
Não sei.
Tem anticorpos na SIC?
Não vejo em quê. Aliás, o que eu faço à noite na SIC Internacional é exactamente o que faço à tarde. Mas isso é uma questão de legitimidade da direcção.
Alegaram as baixas audiências para que o José saísse?
Não.
Foi alvo de falatório por ter de falar sobre soutiens numa rubrica do programa que estava pensada para a Fátima, mas que não foi alterada à última hora.
Por questões de logística, não se podia ter desmarcado esse conteúdo, e eu fui o primeiro a dizer que devíamos tratar esta matéria com um olhar masculino. Adorei fazer, e muita gente comentou que tinha estado perfeito. Durante dois meses e meio, podíamos ter mudado alguns conteúdos, mas nem sempre era possível, porque o formato do programa era naquele registo. Nos meses em que estive já tivemos coisas mais ligeiras e não com as pessoas e as suas doenças.
Alegrou o formato?
Sim, sem dúvida, e o feedback foi esse. Não é desrespeito nenhum, mas dei uma lufada de ar fresco naquilo. Ao fazê-lo, isso tem que ver um pouco com a minha maneira de estar, estávamos no Verão, numa onda mais para cima, e gostava que não me pusessem com a conversa do desgraçadinho. E acho que o meu público ficou triste de me ver sair... já lá vão dois meses.
Passou esta informação à direcção de programas?
Passei.
E a reacção?
Falei com o Nuno Santos, e obviamente que gostava de ter continuado à tarde... mesmo sabendo que o horário precisa também de um rosto feminino. Como as manhãs também precisam. Eu achei que tinha lugar à tarde, quer seja com a Conceição...
Durante duas semanas esteve a apresentar o Vida Nova e no site continuava o rosto de Fátima. Foi um desrespeito?
Nem reparei, mas tinha a noção de que estava a cumprir uma missão e, no último programa, até escrevi no meu Facebook: "Missão cumprida, chegou ao fim dois meses e meio de Vida Nova. Gostei... e ficou enterrado." Não vou dizer que não ter ficado me deixou em estado de choque... fui percebendo ao longo das minhas tardes...
Ainda estava nas tardes quando se soube de Conceição Lino. Ninguém o avisou?
Estava eu de férias, e o Nuno Santos [director de Programas da SIC] ligou-me a avisar-me, para que eu não soubesse pelas revistas, que a partir do dia 13 ia ser a Conceição Lino. Ele disse-me: "A ver se acabamos um bocadinho com esta ideia de que és o bombeiro da SIC porque tenho projectos para ti."
Como reagiu?
Sou realista e apercebi-me de que ia cumprir o meu trabalho. Quando me disseram por telefone quem é que iria apresentar o novo programa, disse para a minha mulher: "Tudo bem! Já sabia, vai outra pessoa fazer o programa à tarde."
A sua mulher não lhe pediu que deixasse a televisão?
Não. Ela é a pessoa que está para ficar para o resto da minha vida e tem uma filosofia diferente. Eu também tenho outros planos, não que-ro fazer televisão para o resto da minha vida... Se calhar mudar de estilo, passar a reforma noutro sítio.
Mas ainda lhe faltam muitos anos para isso...
Não nos vamos amarrar a isto para sempre. Quando começarmos a sentir que somos verbo de encher, vamos embora. Temos ideia para ir viver para um país...
"Verbo de encher" é uma expressão forte. Já se sentiu assim?
Não... Conheço o meu valor e o meu público, o meu consumidor, sabe quem eu sou.
Já fez tantas substituições, porque é que nunca disse "não"?
Já disse alguns.
Qual foi o último?
O último até foi por uma questão de falta de tempo, por umas questões logísticas. Queriam que eu fosse substituir Liliana Campos, em Etnias, da SIC Internacional.
Mas já o disse sem ser por questões de agenda?
Não é preciso dizer isso com ar de quem quebra e parte a loiça. Este foi um "não"!

21 de novembro de 2010

José Pedro Gomes com série na SIC

"Está a apetecer-me muito voltar à televisão com um projecto com pés e cabeça", diz José Pedro Gomes que vai ser um "empresário aldrabão", Artur Mata, na série de humor ‘A Família Mata’, a nova aposta da SIC para o horário nobre.
Rita Blanco e Marco Horácio deverão juntar-se ao actor num elenco que inclui também Maya Booth (‘Voo Directo’, RTP 1) e André Nunes (‘Mar de Paixão’, TVI). A série, de 80 episódios, vai retratar as peripécias dos vários elementos da família de Artur Mata. As gravações arrancam em Janeiro. "Vemos com bons olhos o regresso de José Pedro Gomes à televisão e o facto de o querer fazer com a SIC. Quando olhámos para a série achámos que era a pessoa certa para o papel", revela ao CM Nuno Santos, director de Programas da SIC.
Ainda sem os textos, que vão ser adaptados por Pedro Lopes, José Pedro Gomes diz que é um "projecto interessante" depois de "muitos anos sem fazer televisão de forma regular". O actor, que está a actuar no Casino de Lisboa com a peça ‘Apanhados na Rede’, mostra-se ansioso: "É importante começarmos a criar empatia já que vamos ser uma família". Esta sitcom, com a chancela da SP Televisão, será supervisionada por Jorge Marecos e realizada por Jorge Queiroga, que na RTP 1 conduziu a primeira temporada da série de sucesso ‘Conta-me Como Foi’.

300 técnicos para a final do Ídolos

A final da quarta edição de Ídolos, SIC, que vai ter como palco, em directo, a Praia dos Pescadores, em Albufeira, na noite de 31 de Dezembro, vai ter a participação de 300 técnicos e vai estar inserida no programa de fim de ano da câmara municipal. A revelação foi feita, ontem, na apresentação do evento num bar daquela cidade algarvia.
O director de Programas de Carnaxide, Nuno Santos, justificou esta aposta com a necessidade "de a televisão ir ao encontro das pessoas". E acrescentou: "Este tipo de operações é sempre um grande desafio para quem as faz. Não é fácil pegar num programa com o impacto e a importância do Ídolos e colocá-lo ao ar livre a 300 quilómetros de distância do local onde normalmente se realiza." E foi nesse momento que o responsável da programação do canal explicou que estarão envolvidos nas operações cerca de três centenas de técnicos. E tal investimento tem uma razão de ser, de acordo com Nuno Santos: "A crise pode ser contornada. Não podemos acomodar-nos."
Já Frederico Ferreira de Almeida, director-geral da Fremantle, produtora do formato, realçou a emoção sentida com a realização do programa. "É uma alegria no trabalho e divertimo-nos todos. Trata-se de um momento único que os miúdos [concorrentes] nunca irão esquecer", referiu.
Também satisfeito com a final de Ídolos em Albufeira estava, naturalmente, o presidente da câmara Desidério Silva. "Não foi fácil termos conseguido este projecto para Albufeira", reconheceu o autarca, acrescentando ter existido "muita, muita convergência para aqui chegar". "O nosso objectivo é projectar a imagem de Albufeira para mais de um milhão e meio de pessoas", frisou.
A câmara vai gastar nesta passagem de ano "metade" do investimento de 2009, ou seja, "250 mil euros", garantiu Desidério Silva. "Albufeira foi-se afirmando ao longo dos anos como marca de final de ano para milhares de pessoas", disse o autarca, que ainda acrescentou que a estratégia, desta vez, passa por "um conceito diferente, com palco e televisão em directo".

Hoje é o dia Mundial da TV

A caixinha que mudou o mundo faz hoje anos!!!

20 de novembro de 2010

Laços de Sangue alargados

Preferida nas classes sociais A, B e C, Aguinaldo Silva confessa-se que a novela das nossas gentes "está a ir muito bem". Numa declaração a um site brasileiro, o autor da novela e coordenador da novela que resulta de uma co produção entre a SIC e a TV Globo, revelou que a novela "era para ter 180 capítulos, mas terá 220".
De referir que actualmente a novela, que tem como protagonistas o triângulo Diana Chaves, Diogo Morgado e Joana Santos, conta já com 51 episódios exibidos na SIC.

Laura Figueiredo no Fama Show como o SIC Blogue avançou!

Tal como o SIC Blogue tinha avançado no domingo passado em primeira mão (VER AQUI) confirma-se que é Laura Figueiredo quem vai substituir Cláudia Borges no Fama Show. A equipa continua com as cinco raparigas mas agora tem cara nova.
Actualmente vamos poder ver Laura Figueiredo em três frentes: em Lua Vermelha, nos Diários do Ídolos e a partir de amanhã como apresentadora do Fama Show!!!
DN

Ela vai estar em Ti Ti Ti

Brevemente na SIC, Clara Tiezzi!!!

Ela vai estar em Ti Ti Ti

Brevemente na SIC, Guilhermina Guinle!!!

Ele vai estar em Ti ti ti

Brevemente na SIC, David Lucas!!!

Sabia que o logótipo da SIC já está no Natal?

A estreia deu-se neste sábado!

Ela vai estar em Ti Ti Ti

Brevemente na SIC, Betty Gofman!!!

Ele vai estar em Ti ti ti

Brevemente na SIC, Rafael Zulu!!!

Ele vai estar em Ti ti ti

Brevemente na SIC, Rodrigo Lopez!!!

19 de novembro de 2010

Diego Maradona no programa especial sobre José Mourinho

Maradona também vai falar na grande reportagem sobre José Mourinho! Considerado por muitos o melhor jogador de todos os tempos Maradona falou com Nuno Luz no âmbito da reportagem sobre os 10 anos de carreira de José Mourinho, e elogiou o treinador português. A entrevista ao argentino deu-se esta manhã em Madrid e o próprio respondeu com um sorriso se José Mourinho era o Maradona dos treinadores. Para ver Maradona e muitos mais nos 10 anos do melhor treinador do Mundo só terá de esperar por quinta-feira a seguir ao Jornal da Noite da SIC!

Ela vai estar em Ti Ti Ti

Brevemente na SIC, Malu Mader!!!

Música SIC a partir de quarta-feira no blogue

Quais as músicas que mais se recorda do canal? Qual os temas que mais lhe marcaram enquanto viu a SIC! A partir da próxima quarta-feira e semanalmente às 17h teremos algumas das músicas que marcaram a história da SIC ao longo de 18 anos!!! Vamos trazer-lhe alguns vídeos que muita gente já não se recorda!!! A não perder a partir de quarta-feira!

Deftones na SIC Radical

O concerto que os Deftones no Optimus Alive!10 deram no passado mês de julho em Algés vai ser transmitido pela Sic Radical.
De acordo com o site Festivais PT, a transmissão acontece a 24 de Novembro, às 2h45; a 28 de novembro às 12h e a 29 de novembro à 1h15.
A 9 de dezembro, os Deftones regressam a Portugal para um concerto no Campo Pequeno, em Lisboa.
Recorde aqui as imagens dos concertos dos Deftones no Optimus Alive!10 e no Optimus Secret Shows, no Tivoli.

Ela vai estar em Ti Ti Ti

Brevemente na SIC, Claudia Raia!!!

Leitores do blogue querem Manuela Moura Guedes na SIC

Foram 172 o total de votos apurados na sondagem sobre Manuela Moura Guedes. Ao longo de sete dias (sondagem lançada a 12 de Novembro) o SIC Blogue questionou quem nos visita se a SIC devia contratar Manuela Moura Guedes.
Os votos não se fizeram esperar e 97 pessoas votaram SIM e 75 pessoas votaram NÃO. O SIM venceu com 56% dos votos sendo que atrás (mais de 10 pontos percentuais de diferença) ficou o NÃO com 43% dos votos!!!
Obrigado pela sua participação e voltamo-nos a ver numa outra sondagem que será lançada em breve!!!

Ele vai estar em Ti ti ti

Brevemente na SIC, Murilo Benicio!!!

SIC sobe e Jornal da Noite em 5.º

TVI – 27,2%
RTP1 – 26,6%
SIC – 22,2%
Cabo – 19,3%
RTP2 – 4,7%

Destaque do dia vai para o Jornal da Noite a fazer uns excelentes 27,0% e 10,6% de audiência média. Ficou em 5º lugar mas foi o último do seu horário.

Fernando Mendes em Alta Definição

Quem não conhece o gordo da televisão portuguesa? Está na RTP1 de segunda a sexta ao final da tarde a comandar o Preço Certo há 4 anos consecutivos mas como se sente melhor é em cima do palco a representar.
Actualmente com o mendes.come em exibição num dos teatros da capital, vamos poder ver o actor, humorista, apresentador e o comilão no sábado em mais um Alta Definição com Daniel Oliveira no início das suas tardes do fim-de-semana.

João Moleira de parabéns

E hoje os Parabéns a Você são cantados a uma cara da informação da SIC Notícias e consequentemente da SIC. Acordamos todos os dias com ele e com as notícias que por si nos são dadas. Com início às 7h de segunda a sexta-feira João Moleira está connosco na Edição da Manhã!!!
PARABÉNS JOÃO!!!
No dia de hoje, o jornalista completa o 33.º aniversário!

18 de novembro de 2010

Dia 25 de Novembro!!!

um EXCLUSIVO mundial da SIC!!!

SIC abaixo dos 20%

RTP1 – 34,7%
TVI – 25,7%
SIC – 19,5%
Cabo – 16,2%
RTP2 – 4,0%

O Jornal da Noite teve um share de 20,6% e uma audiência média de 8,5%. A SIC colocou-o como o programa mais visto do dia. Foi o 9.º programa mais visto do dia na tv portuguesa.

Condenados termina quarta-feira

O fim de Condenados estava marcado para a noite desta quarta-feira mas o programa (último) Condenados será exibido apenas na quarta-feira. Neste último Condenados temos a história de Ismael Simões que esteve preso durante 1 ano e meio porque a cunhada o acusou de violação. O tribunal recusou apreciar relatórios que a davam como mentirosa compulsiva e manipuladora. A mentira veio a descobrir-se Ismael foi solto, mas ainda não se sente liberto.
Para ver na próxima quarta-feira, dia 24 de Novembro logo a seguir ao Jornal da Noite.

17 de novembro de 2010

Em 8 meses mais de 100 mil visitas!!!

Agora tirem as vossas conclusões!!!

José e Pilar estreia esta quinta-feira nas salas de cinema portuguesas

UM FILME COM A MARCA SIC!!!

Programa da SIC Notícias em livro

«Com base no programa homónimo transmitido na SIC e na SIC Notícias, Lúcia Gonçalves revisita as histórias de coragem e os bastidores de uma doença que continua a ser muito temida. Contudo, se, para a generalidade das pessoas, a palavra «cancro» continuar a ser uma sentença de morte, já não tem de ser assim. É possível sobreviver, é preciso romper preconceitos e derrotar a palavra. Na maior parte das vezes, o cancro é um novo começo. No cancro também há vida, há esperança e é possível renascer.
Ao longo de cada capítulo, descreve-se cada um dos tipos de cancro, chamando a atenção para os sinais de alarme a que deveremos estar atentos e traçando as diferentes formas de terapias de que hoje dispomos.
No fundo, toda a informação básica para ficar a saber que o cancro tem tratamento, desde que detectado a tempo. Centrando-se fortemente em casos reais, a obra conta com os relatos de quem viveu a doença e conseguiu seguir em frente, de familiares e amigos que acompanharam o paciente, bem como de médicos e profissionais de saúde, na sua batalha diária pela descoberta de tratamentos e métodos de diagnóstico mais eficazes.
Com uma revisão científica a cargo de especialistas em cada uma das áreas, Lúcia Gonçalves e Júlio Montenegro expõem, numa linguagem acessível, os mitos que rodeiam a doença, alertando para a importância do diagnóstico precoce. Porque a melhor forma de combater o cancro é estar informado e poder dar uma palavra de esperança.
Com prefácios de Leonor Beleza, presidente da Fundação Champalimaud, e Manuel Sobrinho Simões, presidente do IPATIMUP (Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto)»
DD

Albufeira recebe final do Ídolos no réveillon

Está escolhido o local para o grande final do Ídolos 4. A praia dos pescadores em Albufeira é o local eleito para ser o palco da final do programa da SIC. A informação foi avançada pela estação sendo que de referir que a Praia dos Pescadores é um local de eleição de milhares para o réveillon e que em todas as passagens de ano é palco de uma grande festa. A emissão final de 'Ídolos' será transmitida em directo.

José Mourinho, brevemente na SIC!!!

Uma das apostas para este fim de ano de 2010 é sem dúvida o especial “José Mourinho – o melhor treinador do Mundo”. Está agendado para um dos dias até ao final do ano sendo que é certo que será transmitido a seguir ao Jornal da Noite em pleno horário nobre.
Neste especial da autoria de Nuno Luz vamos poder ouvir nomes do mundo do futebol como Diego Milito ou mesmo Frank Lampard, Vítor Baía, Costinha ou mesmo o seu agente Jorge Mendes. Podem-nos chamar de arrogante ou de pretensioso mas não é nada disso. É um técnico inteligente com visão de jogo acima da média dos treinadores. Em 3 anos conseguiu o estatuto de melhor treinador do Mundo. Uma Taça UEFA, 6 campeonatos ganhos, 1 Taça de Portugal, 1 Supertaça Cândido de Oliveira, 1 Taça da Liga Inglesa, 1 Taça de Inglaterra, 1 Taça de Itália ou uma Community Shield são apenas alguns dos principais títulos como treinador principal. Passou por clubes como o Benfica, Leiria, FC Porto, Chelsea, Inter de Milão e agora treina o poderoso Real Madrid.
Vai estar brevemente na SIC a falar dos 10 anos de carreira como técnico principal. E já prometeu que nos 20 anos de treinador tem de se fazer um novo programa!!!

16 de novembro de 2010

Malucos do Riso regressaram com 22,8% na primeira semana

A SIC voltou a transmitir a partir de 8 de Novembro, segunda-feira, o programa de humor Os Malucos do Riso com 8.8% de audiência média e 22.3% de share. Na primeira semana foram transmitidos quatro programas que registaram 8.6% de audiência média e 22.8% de share de onde se destaca-se o dia 9 de Novembro, terça-feira, com 9.7% de audiência média e 25.8% de share.

Carolina Patrocínio está interessada em Biggest Loser

A SIC adquiriu além de "Portugal tem talento" um outro concurso em versão de reality show cujo nome é "The biggest Loser".
O nome que tem sido apontado para este programa é o de Carolina Patrocínio que recentemente se mostrou interessada em vir a fazer parte de mais um dos trunfos da SIC para 2011. Recorde-se que Carolina Patrocínio esteve até à muito pouco tempo a fazer um estágio na área da informação na SIC e quer regressar o mais brevemente possível ao entretenimento depois do XXS que foi o último concurso que apresentou (ao lado de Pedro Miguel Ramos).

Bárbara Guimarães à frente de "Portugal tem talento"

A imprensa de hoje avança nos seus jornais que caberá a Bárbara Guimarães conduzir já a partir de Janeiro de 2011 o concurso de caça talentos multi facetado "Portugal tem talento". De referir que a fase de castings para o programa já está a decorrer sendo que para poder vir a fazer parte deste concurso apenas tem de enviar um sms para o 68327 (custo de 0,60€ + IVA) com TALENTO (espaço) nome, idade, código postal, talento e número de participantes.