DANCIN' DAYS

estreia SEGUNDA na SIC a novela onde vale a pena sonhar!

ÍDOLOS

Domingo temos músicas do século XXI com os 10 finalistas

BOA TARDE

O talk show das tardes da SIC

ROSA FOGO

Assiste à novela no horário nobre da SIC

FINA ESTAMPA

Já estreou na SIC!

31 de outubro de 2009

Hoje à noite na SIC "Uma noite dos Diabos"

Prepare-se para uma noite diferente, assustadora, chocante e que lhe pode provocar lesões corporais... de tanto rir! Na Noite das Bruxas a SIC solta um diabo muito especial: vermelho, especialmente irritantezinho e com muita lata! Um diabo vermelho pode causar muitos estragos...mas um diabo vermelho irritante causa muitos mais! Ele é especialista em testar os nervos de qualquer um até ao desespero!
Como é que você reagiria se, depois de sair no cabeleireiro, alguém lhe mandasse um balde de água para cima? Marco Horácio e Eduardo Madeira comentam as partidas e as reacções. Na Noite das Bruxas tenha um serão "do diabo", com comentários de Eduardo Madeira e Marco Horácio!

Não bastava o diabo...
É LOGO A SEGUIR AO MF. A PARTIR DAS 23H45!

30 de outubro de 2009

M|F passa para o fim-de-semana

Ao ficar de fora da tabela dos 15 programas mais vistos do dia e por obviamente não ter caído nas graças do público, que muito se queixa da falta de cumplicidade entre os seus apresentadores – a experiente Bárbara Guimarães e o humorista Eduardo Madeira - o concurso M/F: Sarilhos em Casa sofrerá, a partir de Novembro, um ajuste estratégico na grelha da SIC.
A estação de Carnaxide desistiu das emissões diárias e passará a emitir o formato apenas ao Sábado, numa versão Especial Famosos, onde os participantes não serão necessariamente um casal, como até agora, mas sim, membros da mesma família.
fonte: site Destak

Marecos criticou TVI

Foi com indignação que Jorge Marecos apresentou ontem a nova série da SIC. O responsável pela SP Televisão mostrou-se revoltado com os comentários que dizem que ‘Lua Vermelha’ não é mais do que uma cópia de outros projectos já existentes, como é o caso do filme ‘Crepúsculo’. "É falso que seja uma cópia. ‘Lua Vermelha’ está a ser desenvolvido há muito tempo. É um projecto que tivemos de tornar interessante, de forma a que alguém o quisesse comprar" defendeu.
Jorge Marecos não se coibiu nas críticas à TVI. "A SIC não tem a cultura da réplica. Isso é de outra estação", criticou. E deu vários exemplos: "Não vale a pena falar de ‘Rex’, ‘New Wave’ e ‘Fábrica dos Sonhos’ que seria uma escola de arte cénica", disse, fazendo alusão a ‘Max’, ‘Morangos com Açúcar’ e à nova temporada desta série, produções da TVI que considera serem cópias de formatos já exibidos pela SIC.
O responsável da produtora, que criou também ‘Conta-me Como Foi’ e ‘Pai à Força’, para a RTP, focou ainda a polémica em torno do contrato de exclusividade de Angélico com a TVI. "Tentámos contratar um actor e houve logo alguém que lhe ofereceu um contrato milionário, provavelmente para não fazer nada", referiu, dando a entender que o ex-D’ZRT tinha sido pago, só para não fazer parte do projecto da SIC. No final, justificou o seu discurso: "É um recado para não apertarem connosco. Não vamos morrer na praia. Gostamos da SIC e queremos dar-lhe o lugar que merece."
fonte: site CM

29 de outubro de 2009

Lua Vermelha chega brevemente à SIC

A SIC trás brevemente mais uma produção nacional. A SP Televisão está a produzir “Lua Vermelha” que tem como tema vampiros. Aqui fica a sinopse desta série nacional: “Um colégio como tantos outros. Os problemas da juventude. A paixão entre um rapaz e uma rapariga. Mas para além das aparências, um terrível segredo está prestes a ser revelado, pondo em causa este amor impossível. É que as diferenças que os separam podem vir a ser mais fortes do que tudo o que os une: ele é vampiro e está condenado a manter-se com a mesma idade para todo o sempre. Uma história de humanos e vampiros adolescentes, cheia de humanidade e muitas emoções fortes
A história é simples e para a interpretar temos actores conhecidos e desconhecidos do grande público.
Aqui ficam as personagens e os nomes verdadeiros:
  • Isabel Oliveira interpretada por Mafalda Luís de Castro
  • Afonso Azevedo interpretado porRui Porto Nunes
  • Henrique Azevedo interpretado por António Camelier
  • Beatriz Azevedo interpretado por Catarina Mago
  • Rita Gouveia interpretado por Joana Oliveira
  • Clara Mendonça interpretada por Carla Lopes
  • Luísa Ruas interpretada por Inês Aires Pereira
  • Tiago Marques por Raimundo Cosme
  • Manel (Manuel) Zarco por Tiago Pereira
  • Ed (Edmundo) Pestana por Rodolfo Venâncio
  • (Maria do) Céu Lage por Sara Vicente
  • Vânia Fraga por Raquel André
  • Francisca Azevedo por Anabela Teixeira
  • Máximo por Dimitry Bogomolov
  • Diana Amaral por Merche Romero
  • Rogério Nogueira por Carlos Pimenta
  • Raul Andrade por Paulo Oom
  • André por Filipe Vargas
  • Samuel Garcia por David Pereira Bastos

Funcionários da Impresa criam horta

Audiências de dia 28.10.09

TVI - 28,8%
RTP1 - 25,3%
SIC - 21,9%
RTP2 -4,5%
Cabo - 19,5%

Programa mais visto da SIC a ficar em 4.º e a ser o segundo noticiário mais visto do horário. Jornal da Noite alcançou 29,3% de share e 11,6% de rat.

José Fidalgo gravou ontem as últimas cenas

O actor que dá vida a Gonçalo na novela de produção nacional da SIC, recentemente estreada e cuja exibição está circunscrita aos fins-de-semana, gravou ontem as últimas cenas da sua personagem na intriga, no décor do pavilhão em que joga basquetebol, situado em Loures.
Em conversa com os jornalistas, José Fidalgo, que veste a pele de um jovem arquitecto paraplégico, adiantou que ficara acordado, desde logo, que deixaria "Perfeito coração" assim que o seu filho nascesse.
Ora, uma vez que isso já aconteceu, cumprir-se-á, pois, a condição imposta pelo actor que disse só ter aceite participar nesta trama em virtude do papel em questão, que classifica como tendo uma "grande responsabilidade social", tendo em conta que retrata as dificuldades de locomoção, não raras vezes, socialmente negligenciadas.
"Quero transmitir esperança às pessoas", frisou. Aliás, outras personagens lhe foram propostas, sendo que declinou esses convites apesar de acarretarem um maior protagonismo no enredo.
Fidalgo não quis avançar com o fim que está previsto para Gonçalo na novela. Certo é que as filmagens que encerram o seu rumo na produção, nas quais o actor está perfeitamente entrosado num treino de uma equipa composta só por atletas com deficiência, consusbstanciam a perspectiva de uma personalidade perseverante e lutadora de quem não desiste face às vicissitudes.
fonte: site JN

28 de outubro de 2009

Francisco Pinto Balsemão volta a entrevistar

A publicação Blitz, do grupo Impresa, comemora 25 anos de existência com uma edição especial. A revista deste mês, que estará nas bancas esta sexta-feira, dia 30, inclui uma entrevista à fadista portuguesa Mariza, feita pelo presidente do grupo Impresa e antigo director do Expresso, Francisco Pinto Balsemão.
A entrevista, além de ser publicada na Blitz, vai ser parcialmente emitida no Jornal da Noite da SIC na quinta-feira e vai para o ar na íntegra no próximo domingo, dia 1 de Novembro, na SIC Notícias, às 14h30 e às 21h30.

Audiências 27.10.09

TVI - 30,1%
RTP1 - 26,1%
SIC - 19,4%
RTP2 - 4,5%
Cabo - 19,9%
Programa mais visto: Jornal da Noite fica em 7.º lugar e é o programa mais visto do dia! 25,7% de share e 9,7% foi quanto fez!
A SIC ficou em 4.º atrás do Cabo!

Moniz foi convidado para o Esmiuça os Sufrágios

O ex-director geral da TVI, José Eduardo Moniz, confessa hoje em entrevista ao Correio da Manhã que chegou a ser convidado para ir ao Gato Fedorento Esmiuça os Sufrágios. Segundo Moniz tal não aconteceu pois "estava no Brasil" acrescentando que "teria sido engraçado".
Além de ter sido convidado para ir ao programa Moniz reala que o aparecimento dos Gato foi a única coisa positiva na SIC. "Na SIC a única coisa boa que surgiu foram os ‘Gato Fedorento’, de facto foi um excelente projecto."

27 de outubro de 2009

Rui Pedro volta!

Aqui há tempos na rúbrica "Momentos SIC [Blog]" (AQUI) dei conta do regresso do Ídolos à SIC. Um dos vídeos que coloquei a esse propósito foi um retirado do youtube a propósito do Rui Pedro (que tinha concorrido às 2 anteriores edições). A acompanhar esse vídeo tinha como mensagem de introdução a seguinte frase: "Será que ele vai voltar? Eu cá desconfio..." E não é que acertei mesmo?! (Acho que devo jogar nos jogos da sorte!) Nos minutos finais do programa do passado domingo foi possível ver a entrada do Rui Pedro na sala de audições! A ver vamos se é desta que ele passa ou não à fase seguinte do "Teatro".

SIC em 3.º com um share muito baixo

TVI - 28,8%
RTP1 - 25,0%
SIC - 21,2%
RTP2 - 4,1%
Cabo - 20,9%

Programa mais visto do dia: Jornal da Noite que foi o 2.º mais visto do seu horário conseguiu um share de 29,0% e audiência média de 11,7%. Ficou em 4.º lugar.
O programa sobre os bastidores dos Gato Fedorento não aparece no top 5 dos programas mas fez um share de 24,1%.
O MF Sarilhos em Casa não vai além dos 15,5% (atrás da TVI e RTP1).
Viver a Vida nos 21,8%.

26 de outubro de 2009

Dia de Gatos na SIC

O Companhia das Manhãs que começou às 10h terminou hoje mais cedo do que o habitual (13h). A SIC resolve passar a esta hora o último Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios que teve como convidados Rodrigo Guedes de Carvalho, José Alberto Carvalho e Júlio Magalhães todos pivôs e directores de informação dos canais.
LOGO À NOITE a SIC transmite os Bastidores de Gato Fedorento Esmiuça os Sufrágios! A não perder a seguir ao Jornal da Noite num episódo duplo (hoje e amanhã).

SIC em 2.º e TVI em 3.º

RTP1 - 26,4%
SIC - 25,7%
TVI - 23,8%
RTP2 - 4,8%
Cabo - 19,3%

Programa mais visto: Jornal da Noite foi o único programa da SIC em destaque no top5 dos programas. Situou-se em 5.º lugar com um share de 30,2% e rat de 12,0%

Ricardo Pereira > "Gostaram da nossa química"

Esta novela marca a diferença, porque é uma história bem feita, com sintonia entre o elenco, a direcção, a produção e a técnica. E voltar a contracenar com Sandra Barata Belo, depois de ‘Amália – O Filme’, é maravilhoso”, diz ao CM Ricardo Pereira, protagonista de ‘Perfeito Coração’, exibida na SIC.
Na novela, ‘Pedro’ (Ricardo Pereira) e ‘Leonor’ (Sandra Barata Belo) vivem um amor contrariado pelo pai dela, uma espécie de ‘Romeu e Julieta’ dos tempos modernos. A química é visível entre os dois actores e Ricardo Pereira sublinha que há “pares românticos que funcionam melhor do que outros”.
“Acho que a nossa escolha como par romântico não foi feita de uma maneira aleatória, mas sim depois de verem o filme ‘Amália’. Penso que gostaram da nossa química, porque a minha personagem e a da Sandra, no filme, uniam-se bastante. Portanto, este ‘Pedro’ e esta ‘Leonor’ também devem resultar.”
Quanto às cenas íntimas com Sandra Barata Belo, o actor explica: “Sou um profissional que é pago para fingir uma realidade. Gosto muito da Sandra e as cenas românticas não são nada difíceis de fazer, porque aquilo é técnico. E é óbvio que, quando trabalhamos muito e temos um espírito de união, de camaradagem, de querer fazer bem um produto, as coisas fluem muito melhor, o toque na cara é mais intenso, assim como o olhar.”
Depois de ter feito ‘Negócio da China’, na TV Globo, Brasil, Ricardo Pereira comenta: “Já era tempo de fazer um trabalho diferente em Portugal. Nunca vou comparar Portugal com o Brasil. Nós temos de fazer uma novela com a nossa realidade. Eles são um povo e nós outro.”
fonte: site CM

25 de outubro de 2009

"Eu e os Meus Irmãos" hoje em Grande Reportagem

Uma reportagem de:
JORNALISTA - Cândida Pinto REPÓRTER DE IMAGEM - Jorge Pelicano

Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios - reportagem

Mário Carneiro nos bastidores do programa

Nos últimos 40 dias, o jornalista preparou o material - pesquisa e actualidade - que serviu de base ao programa de humor. Hoje, pode dizer: "Os políticos não se podem gabar de terem eterna coerência"
Mário Carneiro conhece Ricardo Araújo Pereira como pouca gente, uma vez que foi na qualidade de seu professor de jornalismo que estabeleceu o primeiro contacto. Vinte anos depois, o pupilo convida-o para trabalhar com ele num programa de humor.
"Fui professor dele no Colégio São João de Brito", conta Mário Carneiro. Depois, "na TVI, seu orientador de estágio". Manteve-se, entretanto, "uma relação interessante" e uma chamada telefónica no início de Setembro fez a ponte para a parceria profissional. Mário Carneiro, cara de alguns programas discretos da RTP2, coordena a equipa de jornalistas responsável pela pesquisa do material político com que se alimentou o programa de humor "Esmiúça os Sufrágios", transmitido pela SIC até sexta-feira.
Nesta fase profissional em que optou por trabalhar em função de projectos e em regime "free lancer", Mário Carneiro, pivô de programas como "Nós" ou "Causas Comuns", tinha terminado de escrever uma série de guiões para o programa da RTP "Navegadores.pt", quando o telefone tocou. Do outro lado estava Ricardo Araújo Pereira.
"Para um projecto destes está-se sempre disponível", lembra, a respeito da reacção mais instantânea ao convite.
Seguiram-se um conjunto de decisões velozes. Ricardo Araújo Pereira deu-lhe carta branca para formar equipa. Num ápice, reuniu Filipa Brazona, a número dois na coordenação, Marta Neves e Pedro Homero. Os três jornalistas e o licenciado em Comunicação Social começaram a rumar diariamente para a SIC e a fazer daquela estação a sua segunda casa. "Temos trabalhado uma média de 14 horas por dia. Estamos cá desde as oito da manhã". Afinal, tratava-se de um programa diário cuja incidência era a actualidade política e em pleno período eleitoral.
Mário Carneiro faz questão em salientar o peso do trabalho de Ana Franqueiro, da parte do arquivo SIC. Era ela quem conseguia descobrir as imagens certeiras, muitas vezes, a partir de uma simples suspeita pouco definida. Assim se chegou, por exemplo, à peça onde Cavaco Silva, então primeiro-ministro, reclamava, diante da desconfiança da existência de escutas no gabinete do procurador Cunha Rodrigues, uma acção urgente das entidades responsáveis. O episódio, de 1994, foi lembrado numa altura em que o presidente da República optou pelo silêncio sobre a alegada vigilância da sua Casa Civil, assunto que borbulhou a meio da campanha para as eleições legislativas.
Esta técnica de trabalho - recuperar o que os políticos disseram no passado - dominou o processo de pesquisa do grupo de jornalistas ao serviço do "Esmiúça os Sufrágios". Mas haverá políticos mais fáceis de apanhar em falso do que outros? "Todos são fáceis de trabalhar, têm exposição pública, e não se podem gabar de terem eterna coerência", responde Mário Carneiro.
O jornalista lembra ainda que se encontraram muitas semelhanças entre as movimentações e discursos utilizados aquando da formação do Governo minoritário de António Guterrres e o que passou na véspera de formação do novo executivo. "Mudaram alguns figurantes, mas alguns até são os mesmos como Manuel Alegre".
Onde foi mais difícil descobrir brechas no discurso, pelas características e posturas enraizadas nessa ortodoxia, conta Mário Carneiro, foi na CDU.
fonte & foto: site JN

SIC nos bastidores dos Gato Fedorento

Trinta programas depois, o Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios disse adeus. Adeus aos directos, porque continua a fazer parte da grelha. Ontem à noite e hoje, às 24.00, é emitida uma compilação com os melhores momentos do formato. Para amanhã e terça-feira estão prometidas duas emissões de Gato Fedorento Esmiúça dos Sufrágios - Todos os Segredos.
"Vamos fazer dois programas do Gato Fedorento visto por dentro", explica o director de programas da estação de Carnaxide, Nuno Santos. "Nos últimos dias tem estado com eles a [repórter] Andreia Rodrigues e uma equipa da SIC". Cada programa tem uma duração de 40 minutos.
Nestes programas poderão aparecer excertos das entrevistas aos políticos que passaram pelo programa, ao contrário do que sucede em Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios - O Melhor. "As entrevistas acabaram por ser mais 'esmiúçadas' pela imprensa em geral e pelos nossos próprios noticiários", sustenta Nuno Santos, acrescentando: "A outra metade, em rigor, nunca mais a vimos".
O derradeiro programa, anteontem, com José Alberto Carvalho, Júlio Magalhães (directores de Informação da RTP e da TVI) e Rodrigo Guedes de Carvalho (subdirector da SIC), foi visto por uma média de 1318 mil espectadores.
fonte: site DN

Todos querem Marcelo Rebelo de Sousa

O último programa dos ‘Gato Fedorento – Esmiúça os Sufrágios’, da SIC, reuniu os directores de Informação dos três canais de sinal aberto que mostraram ter sentido de humor. José Alberto Carvalho, Rodrigo Guedes de Carvalho e Júlio Magalhães até disputaram Marcelo Rebelo de Sousa.
Os ‘Gato’ Ricardo Araújo Pereira, Zé Diogo Quintela, Miguel Góis e Tiago Dores despediram-se em grande – sentaram -se à mesma mesa – mas não garantiram a liderança à SIC na sexta-feira.
Os humoristas começaram por pedir um esclarecimento ao subdirector de Informação da casa: A TVI persegue o Governo, a RTP protege. E a SIC o que faz? “Há um acontecimento qualquer sobre o Governo, as pessoas primeiro vêem na RTP, depois na TVI e vão à SIC para ver a verdadeira notícia”, esclareceu Guedes de Carvalho, que assim dava o mote para a (cordial) picardia entre o trio de convidados.
Os entrevistados revelaram algumas das suas gafes e insultos de que foram vítimas, mas a disputa pelo comentador do canal público foi um dos melhores momentos.
Júlio Magalhães garantiu que Rebelo de Sousa tem “as portas abertas na TVI para nos oferecer leitões”. Guedes de Carvalho disse que a SIC já “lhe fez uma proposta para falar 14 minutos” e, “se o programa for alterado, enviamos sms aos telespectadores”. José Alberto Carvalho aproveitou para dizer que ficou “preocupado com a distracção” do professor que disse não saber a hora do programa e esclareceu: “Vai para o ar às 21h00 de domingo, excepto quando há futebol.”
fonte: site CM

24 de outubro de 2009

Documentário de Jorge Pelicano já leva 6 prémios

O documentário "Pare, Escute, Olhe", de Jorge Pelicano, repórter de imagem da SIC, recebeu hoje seis prémios. Três no Festival Cine Eco, em Seia e outros três no docLisboa.
Entre os prémios destaca-se o de melhor documentário de longa-metragem portuguesa e ainda o de melhor montagem. Em Seia, no Festival Cine Eco, o documentário recebeu o Prémio Internacional, o Prémio Lusofonia e o Prémio da Juventude. "Pare, Escute, Olhe" centra-se na defesa da centenária Linha do Tua e faz um retrato da região esquecida de Trás-os-Montes.

Audiências de 4.ª a 6.ª feira

Audiências de sexta-feira (23.10.2009)
TVI – 30,2%
RTP1 – 23,6%
SIC – 23,4%
RTP2 – 4,2%
Cabo – 18,6%

Programa mais visto: o último programa do Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios foi o programa mais visto da SIC tendo ficado em 3.º lugar do Top5 dos programa da tv. Fez um share de 35,5% e um rat. de 12,9%. Destaque positivo, também, para o Jornal da Noite a ser novamente o programa mais visto das 20h com um share de 33,6% e uma audiência média de 12,9%.


Audiências de quinta-feira (22.10.2009)
TVI – 28,2%
SIC – 26,8%
RTP1 – 22,3%
RTP2 – 4,6%
Cabo – 18,1%
Programa mais visto: Jornal da Noite situa-se como o programa mais visto da SIC em 3.º lugar com um share de 33,4% e audiência média de 13,7%. Gato Fedorento com o esmiuçamento situa-se em 4.º lugar com 31,0% de share e 12,6% de audiência média. O jogo da Liga Europa entre o Benfica e o Everton ficou em 5.º lugar com um share de 45,4% e 11,8% de audiência média!


Auiências de quarta-feira (21.10.2009)
RTP1 – 28.6%
TVI – 28,2%
SIC – 21,3%
RTP2 – 4,3%
Cabo – 17,6%

Programa mais visto do dia:Gato Fedorento em 2º lugar e bate a novela da TVI tendo ficado com um share de 35,7% e 14,0% de rat.
Jornal da Noite é o programa de informação mais visto das 20h com um share de 29,2% e 12,0% de audiência média.

Cenas do Casamento volta "brevemente"

As promos já passam na SIC! É desde esta manhã de sábado que já se podem ver alguns spots publicitários relacionados com a série Cenas de um Casamento protagonizado por Márcia Breia, Susana Mendes, João Didelet, Tobias Monteiro, Cláudia Cadima e Octávio Matos volta dentro de poucos dias ao horário nobre da SIC.
Depois da 1.ª temporada ter sido exibida no Verão, vem aí a 2.ª parte desta cómica série de televisão. Brevemente na SIC!

Vencer o Cancro em 10 novos programas

Série televisiva visa dar informação rigorosa e ajudar a combater preconceito
Combater ideias erradas, o desconhecimento e o medo. Eis alguns dos tópicos que estão na génese da segunda edição da série de 10 programas "Vencer o Cancro", a iniciar hoje, sábado, às 17 horas, na SIC Notícias. Lúcia Gonçalves desvenda tabus.
Transmitir informação útil sobre as doenças do foro oncológico foi o primeiro propósito traçado quando a jornalista Lúcia Gonçalves, da SIC, avançou com a ideia de conceber e levar por diante um programa destinado ao grande público sobre o cancro, a tal "doença prolongada" que a sociedade ritualizada tem tendência a rotular e a esconder.
Segundo a coordenadora do programa, o formato da série obedeceu a novos critérios, com mais reportagens/entrevistas e procurará , semana após semana, trazer ao pequeno ecrã o diagnóstico, tratamento, a investigação científica, a luta de médicos e doentes. "O programa terá linguagem acessível e tudo será descodificado. Porém, toda a informação será rigorosa do ponto de vista médico e científico", traduz Lúcia Gonçalves que, nesta série de programas continuará com o apoio de instituições tão credíveis como o IPATIMUP, a Fundação Champalimaud e a Sociedade Portuguesa de Oncologia.
Nesta segunda edição do programa que, irá durar até ao final do ano, os telespectadores vão ouvir falar de vários temas, entre os quais, as doenças do estômago, pâncreas, cancro da cabeça e pescoço, dor, infertilidade, sexualidade. Programa concebido através de "muita pesquisa e documentação", Lúcia Gonçalves admite que a série contribua para "vencer preconceitos" e ajude os doentes a encar as doenças oncológicas com outro espírito e olhar.
fonte: site JN

Oceana Basílio, actualmente no elenco da nova novela da SIC, ‘Perfeito Coração’, não podia estar mais "feliz" com a sua personagem. "Qualquer papel é importante para mim. Mas nunca tinha feito um com que me identificasse tanto, como a ‘Bárbara’. É parecida comigo", afirma.
A actriz, que dá nas vistas como a bela ‘Bárbara’, fala noutras parecenças entre si e a sua personagem: "Identifico-me com ela por ser uma mulher muito prática, decidida, espontânea, bem-disposta e de bem com a vida". Sobre a personagem, adianta que "o grande dilema dela é entre a amizade e o amor", mas nada mais revela sobre a paixão por ‘Pedro’ (Ricardo Pereira).
Além da novela, Oceana Basílio continua na direcção do Teatro Guilherme Cossoul. "Conciliar tudo é cansativo, mas quem corre por gosto não cansa", diz.
fonte & foto: site CM

Balsemão entrevista Mariza

"Uma espécie de festa da música portuguesa." É assim que Miguel Cadete, director da revista Blitz, define a próxima edição, que na sexta-feira chega às bancas, um número especial, de coleccionador, com 164 páginas. Isto porque, para comemorar os 25 anos do título, a revista decidiu surpreender os leitores e revisitar os últimos 50 anos da música nacional. Uma entrevista a Mariza conduzida por Francisco Pinto Balsemão e outra a David Fonseca, pelo jornalista de política Ricardo Costa, são duas das novidades apresentadas.
"Para esta edição, queríamos jornalistas que não fossem da área musical, para conseguirmos perspectivas diferentes", explicou ao DN Miguel Cadete. "Como sabia que Francisco Balsemão é fã da Mariza, convidei-o para fazer a entrevista", adiantou. "E, tal como a de Ricardo Costa ao David Fonseca, acho que resultou muito bem. Para além da carreira musical, são abordados aspectos mais pessoais", justificou Miguel Cadete.
A eleição dos melhores discos e das melhores canções da música portuguesa, por décadas, desde a de 60 até à primeira deste século, é outra das apostas para esta edição especial. Estas listas dos melhores, eleitos pela Academia Blitz - constituída por artistas, músicos, editores, agentes, jornalistas e críticos - é contextualizada por artigos de enquadramento para cada uma das décadas. Luís Pinheiro de Almeida escreve sobre a década de 60, José Niza assina o artigo dos anos 70, Miguel Cadete dá a sua visão, enquanto consumidor de música dos 80, Henrique Amaro testemunha a última década do século XX e João Miguel Tavares fala sobre os últimos dez anos da música nacional. O retrato de "alguns dos monstros sagrados" dos últimos 50 anos do panorama musical português é outro dos destaques deste número 41 da revista Blitz. Amália, Carlos Paredes, José Afonso, António Variações, Xutos & Pontapés e Madredeus são alguns dos exemplos.
Com uma edição mais cuidada ao nível da fotografia, Miguel Cadete destaca ainda a publicação de 15 retratos, a preto e branco, de artistas nacionais, realizados pelo fotógrafo Simon Frederik para a exposição By Invitation Only e que agora são publicados pela primeira vez.
fonte & foto: DN

O último programa esmiuçado


















23 de outubro de 2009

Ídolos > Diana segue em frente

A permanência de Diana Piedade em ‘Ídolos’ não é incompatível com as regras. Mas enquanto a sua continuidade depender do júri, por ser sobrinha de Manuel [Moura dos Santos], este irá abster-se de comentários”, explica à Correio TV Frederico Ferreira de Almeida, director-geral da Fremantle Media, produtora do concurso exibido na SIC.
A polémica que agitou o terceiro programa de ‘Ídolos’ terminou em bem. Afinal, Diana Piedade, 19 anos, pode continuar, pois convenceu os restantes jurados e a produção apoia a decisão. A jovem surpreendeu ao cantar ‘Mercy’, de Duffy. Um talento que Manuel Moura dos Santos, marido da tia de Diana, não comenta, mas revela à Correio TV: “Já a ouvi cantar algumas vezes... Ela é de uma família de gente ligada à música. Tem uma irmã, Patrícia Silveira, que é profissional”.

Revelações surpreendentes de Cláudia Vieira no Alta Definição

Cláudia Vieira é a estrela do próximo Alta Definição, numa entrevista em que a apresentadora do Ídolos revela, em primeira mão, esta...r grávida de quase 3 meses, fruto da relação com o namorado e actor Pedro Teixeira. De olhos a brilhar, Cláudia Vieira confessa: “Estou grávida de quase 3 meses e é a melhor fase da minha vida, estou radiante!”
Uma entrevista de vida que pode ser vista na íntegra no ALTA DEFINIÇÃO, O PROGRAMA DOS SEGREDOS, SÁBADOS ÀS 14H NA SIC

SIC, RTP e TVI no Esmiuça os Sufrágios

Os jornalistas José Alberto Carvalho, director de Informação da RTP, Júlio Magalhães, director de Informação da TVI, e Rodrigo Guedes de Carvalho, pivot da SIC, vão ser os últimos convidados a serem "esmiuçados" por Ricardo Araújo Pereira.
O objectivo do quarteto humorístico para o último programa era ter o Presidente da República na cadeira do entrevistado, mas Cavaco Silva declinou o convite argumentando que o Chefe de Estado "não pode e não deve" corresponder "ao simpático e correcto convite" que lhe foi endereçado.
Hoje o programa conta com dois convidados, o novo líder parlamentar do PS, Francisco Assis, e o único candidato social-democrata ao mesmo posto até agora, Aguiar Branco.
O "Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios" estreou a 14 de Setembro na SIC e foi visto em cada dia por uma média superior a um milhão de telespectadores.
fonte: Diário Digital

Gato > Evento televisivo do Ano

Mais uma vitória que já cá canta dirá Paulo Portas. O programa de análise política (humorística) Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios, na SIC, em que o líder do CDS-PP foi entrevistado foi o mais visto até ontem. Segundo dados da Marktest, 1,933 milhões de pessoas viram o "Paulinho das feiras", o correspondente a uma audiência média 20,4%. Coladinho a si (diferença de 13 mil pessoas) esteve Manuela Ferreira Leite, líder do PSD, vista por 1,920 milhões de telespectadores (20,3%). Apesar de ser novidade, o programa de estreia com José Sócrates como entrevistado central não foi além do 8.º lugar com uma audiência média de 14,2% (1,346 milhões de pessoas). À sua frente ficaram os programas dos entrevistados: Francisco Louçã, líder do Bloco de Esquerda (1,685 milhões de pessoas); Paulo Rangel, eurodeputado do PSD (1,492 milhões); Joana Amaral Dias, BE (1,440 milhões); Mário Soares (1,426 milhões) e Luís Marques Mendes, antigo líder do PSD (1,359 milhões). O programa mais visto da SIC nestes quase dois meses pôs o país a falar sobre política, eleições (legislativas e autárquicas), propostas, ideias, mas acima de tudo... humanizou os políticos, segundo as muitas análises que foram feitas, quer na blogosfera ou nos meios de comunicação social, estes também esmiuçados pelo grupo de humoristas.
Ao DN, os também "populares comediantes", "ilustres bobos" ou "sátiros" Zé Diogo Quintela, Miguel Góis, Tiago Dores e Ricardo Araújo Pereira, escusando-se fazer distinções entre convidados, destacam: "houve duas dificuldades principais, uma que já esperávamos, e outra com a qual não contávamos. A primeira é o facto de ser um programa diário que é escrito e apresentado por apenas quatro pessoas. Basta estar com atenção à ficha técnica, por exemplo, do Daily Show [apresentado por Jon Stewart] para perceber que o que nós fizemos foi uma tentativa de suicídio em directo. Em relação às entrevistas, além de sermos nós a escolher os convidados e a escrevermos as perguntas, houve um período inicial em que tivemos que ter algumas reuniões com assessores de alguns convidados para lhes explicar o conceito e o tom das entrevistas que pretendíamos fazer: eminentemente políticas, num estilo provocatório, sem referências a curiosidades sobre a vida privada dos convidados, e sem personagens a entrar para fazerem uma rábula ao vivo. Depois de alguns episódios irem para o ar, deixou de ser preciso fazer essas reuniões, uma vez que passou a ser claro qual era o tom do programa". A segunda dificuldade, acrescenta o grupo, "foi a escassez de acontecimentos políticos, sobretudo nas duas semanas a seguir às eleições autárquicas".
Relativamente a recusas, os Gato Fedorento, que preferem não revelar nomes, respondem que "felizmente, foram muito mais as personalidades que aceitaram o convite do que as que recusaram. Ao todo, terão sido uma dúzia de recusas, mas todas elas comunicadas de forma muito simpática. A razão mais apresentada foi a dificuldade perante um registo humorístico". Quanto ao futuro? Agora vão de férias, enquanto do lado da SIC, Nuno Santos, define este programa como o "acontecimento televisivo do ano". Quanto a novos projectos responde que o timing está do lado dos Gato Fedorento.
fonte: site DN

22 de outubro de 2009

Liga Europa > às 18h na SIC e SICHD (canal 7MEO)


21 de outubro de 2009

SIC Blog Entrevista... Eduardo Madeira

Começou muito novo a fazer humor. Foi autor da frase "onde é que estavas no 25 de Abril", fez parte de muitos programas na SIC e ao longo da entrevista Eduardo Madeira revela-nos alguns segredos do sucesso. Fala ainda do tempo em que esteve na RTP e de novos projectos que poderão vir a seguir ao M/F Sarilhos em casa (que co-apresenta com Bárbara Guimarães). O SIC Blog chegou à fala com o humorista e apresentador e o resultado está aqui!

Quem é o Eduardo Madeira?
- É um humorista português nascido em África há 37 anos.
Como é que surge o humor na sua vida?
Cedo. No colégio já imitava os filmes do Chaplin e do Buster Keaton para os meus colegas. Adorava aquilo, não sei porquê.
Conte-nos um pouco do seu percurso humorístico!
Era finalista de Direito e escrevo um sketch que envio para as PF (Produções Fictícias). O sketch acabou no Herman Enciclopédia e tinha a célebre frase: onde é que tu estavas no 25 de Abril? Nunca mais parei.
Lembra-se da sua primeira aparição em público depois de ter feito comédia?
Sim. Comecei a ser tratado como um ganda maluco. É o estigma do humorista. É sempre um ganda maluco. Não sei bem se isto é bom, mas é assim.
Qual é a sua opinião sobre o stand up commedy actual?
Está num excelente fase. Estou no Clube de Comédia no Maxime e aquilo está quase esgotado até fim de Novembro. Acho que está tudo dito.
Fez parte do elenco que participou no Levanta-te e Ri! Tem saudades?
Sim. Mas não sou assim tão saudosista. As coisas têm o seu tempo. Foi bom, acabou quando tinha de ser.
O “Edu ‘tás cá dentro” vai voltar?
Não sei se o Edu Tás Cá Dentro vai voltar. Como digo as coisas têm o seu tempo. Foi um bordão giro que muita gente ainda se lembra, mas já é passado.
Em que programas participou enquanto esteve na SIC? Lembro-me de Big Show SIC, Êxtase, K7 Pirata, Levanta e Ri
Ainda participei em muito mais. Na Sic e na Radical.
Qual é o balanço que faz do tempo em que esteve fora do canal (SIC)?
Saí da SIC para ir fazer Os Contemporâneos (RTP). Não resisti. É aquele o tipo de coisas que mais gosto de fazer. Sketches e humor puro e duro. Fiz 3 séries onde dei tudo em termos criativos e como actor. Agora era a altura de partir. Ou melhor, de regressar à casa mãe.
Passando ao novo programa. Quem é que o desafiou a voltar para a SIC?
A direcção da SIC convidou-me para este e outros projectos num futuro próximo. Gostei de todos e vou tentar dar o meu melhor em todos. Como sempre.
Como é que reagiu quando soube que ia fazer dupla com a Bárbara Guimarães?
Fiquei contente. Calhou-me a mim dançar com a mais bonita. Só posso sorrir.
Qual é o objectivo do M/F Sarilhos em casa?
Divertir. Just for fun.
Além do M/F poderão vir mais projectos em televisão?
Sim. Como já disse, há mais projectos.
Como é que anunciava o novo programa?
45 minutos de evasão e divertimento. Ás vezes sabe tão bem!
O que significa para si a SIC?
Nasci aqui para a televisão. Embora nunca, e isto é mesmo verdade, tenha aspirado a ser um rosto da televisão. Aconteceu. Sou humorista e a tv é um óptimo meio de dar a conhecer o meu trabalho. Se for na Sic melhor ainda.
O que estava a fazer se não fizesse humor?
Era um péssimo advogado ou um músico falhado, talvez.
Quais são as suas referências no humor?
xiii, tantas. Mas vamos a referências, não aos mais recentes: Os Monthy Phyton, o Peter Sellers, o Herman e o Woody Allen. Mas também outros que hoje se fala um nadinha menos e que me marcaram ainda mais cedo (na infância). O Chaplin, o Jerry Lewis, o Benny Hill e os Marretas. Sem estes todos misturados na minha cabeça não havia Eduardo Madeira.
Qual foi a questão que queria ter abordado e não o foi?
Não há mais nada a dizer. O que quer dizer que foi uma boa entrevista. Abraços!!!
O SIC BLOG AGRADECE A DISPONIBILIDADE DO EDUARDO MADEIRA
PARA A REALIZAÇÃO DESTA ENTREVISTA!

Cavaco Silva recusou ir aos Gato Fedorento

O presidente da República era o convidado desejado pelos humoristas para encerrar a série de programas ‘Gato Fedorento esmiúça os sufrágios’. Cavaco Silva elogiou o programa, mas recusou participar.Apesar da ‘nega’, o chefe de Estado teve o cuidado de encarregar o seu gabinete de enviar uma mensagem aos humoristas.«O Prof. Aníbal Cavaco Silva tem apreciado o humor dos ‘Gato Fedorento’, que vem sendo apresentado nos vários programas já produzidos», lê-se na carta enviada à produção do programa e reproduzida no site da ‘SIC’.«Porque, além do sentido de humor, também lhes reconhece bom senso, crê que os 'Gato' compreendem, e aceitam, que o Presidente da República não pode - e não deve - corresponder ao simpático e correcto convite que lhe dirigiram», explica o gabinete do presidente. O texto termina com «votos de felicidades pessoais e profissionais, sempre com muito e bom humor»

20 de outubro de 2009

Liga Europa na SIC HD

Já se sabia que a SIC ia transmitir o jogo da Liga Europa (que detém o exclusivo para canal aberto em Portugal) a partir das 18h nesta quinta-feira.
O que não se sabia é que ao mesmo tempo em que a SIC (canal 3) transmite o jogo da Liga Europa um outro canal da SIC – o SIC HD – irá também transmitir o jogo em Alta Definição para o canal 7 do Meo!
SIC na vanguarda da tecnologia!

Estreia de M/F nos 22%

Eduardo Madeira e Bárbara Guimarães estrearam ontem um novo programa na SIC intitulado: "M/F Sarilhos em Casa" cujo objectivo é ver as diferenças de sexo entre o Homem e a Mulher. Casais são postos à prova para ver se se conhecem bem (ou não!).
O primeiro programa emitido após o Gato Fedorento fez 22,2% de share e 8,6% de audiência tendo ficado no 2.º lugar no horário em que foi emitido!
Hoje há mais confrontos no M/F!

Acompanhe a viagem mundial da Xaxão

É a galinha mais viajada do Mundo! Todos os dias surpreende-nos com um local diferente. A "nossa" Xaxão vai de vento em poupa e passa por um sítio diferente de uma parte do Mundo. Acompanhe a viagem da galinha das manhãs do programa "Companhia das Manhãs" via Facebook AQUI. Diariamente durante o passatempo "Galinha dos Ovos de Ouro" Rita Ferro Rodrigues e Francisco Menezes dão-lhe a conhecer o local do dia onde está Xaxão!

SIC online continua a subir

Uma semana depois de o painel Netpanel, que mede o consumo de internet a partir dos lares de Portugal continental, ter registado a liderança absoluta do site da SIC, também o Netscope, que mede a totalidade do tráfego independentemente do local de acesso, regista uma subida significativa de audiências de sic.sapo.pt.
No ranking de Setembro, a SIC subiu 6 posições, encontrando-se no 16º lugar, com perto de 3 milhões de visitas. No ranking do mês anterior, o site da SIC estava em 22º lugar, com 1,7 milhões de visitas, o que significa um aumento acima de 70% no espaço de um mês. Nos 3 primeiros lugares da tabela Netscope surgem a Homepage do SAPO, seguida pelo jornal “A Bola” e o “Record”. Recorde-se que há uma semana o Netpanel registou a liderança absoluta do site na SIC no consumo de internet a partir das residências de Portugal continental, com cerca de 670 mil utilizadores únicos, à frente de “A Bola, RTP, Record e TVI, que completam o top-5. Tanto o Netpanel como o Netscope, que no fundo alarga a base do estudo também a empresas, são da responsabilidade da Marktest, e divulgados mensalmente ao mercado.

SIC em 3.º e Jornal da Noite é o mais visto das 20h

TVI - 30,9%
RTP1 - 24,0%
SIC - 22,3%
RTP2 - 40%
Cabo - 18,8%
Programas em destaque: Em 3.º Gato Fedorento continua a liderar na última semana em que é exibido o Esmiuça os Sufrágios. Ficou em 3.º lugar com um share de 30,6% e 12,7% de audiência média.
Logo de seguida em 4.º aparece o Jornal da Noite que é uma vez mais o mais visto do horário das 20h com um share de 30,0% e audiência média de 12,1%

Sugestão SIC BLOG

A maioria dos prtugueses não tem a informação desportiva que a SIC Notícias pode oferecer com os resumos dos jogos da Liga Sagres (e outros). Por isso o SIC Blog propõe para as segundas-feiras um simultâneo SIC/SIC Notícas do "O Dia Seguinte". Semanalmente três comentadores em representação dos chamados 3 grandes estão em estúdio para dar a sua opinião sobre os lances e sobre as declarações dos treinadores.
A grelha ficaria assim à segunda-feira:
20h00 - Jornal da Noite
21h00 - M/F Sarilhos em Casa
22h00 - Viver a Vida
22h45 - Dia Seguinte (reajuste na grelha de programas visto que na SIC Notícias começa às 22h00)
24h00 - programação habitual

Que dizem a esta sugestão?

19 de outubro de 2009

SIC em 2.º a 3% da TVI

TVI - 28,0%
SIC - 25,0%
RTP1 - 21,3%
RTP2 - 4,3%
Cabo - 21,4%

Programa mais visto da SIC: A Grande Reportagem SIC a propósito da Gripe A foi o mais visto da estação de Carnaxide alcançando 26,2% de share e 10,2% de rat tendo ficado em 4.º lugar.
Um destaque positivo (apesar de ter sido o noticiário menos visto) vai para o Jornal da Noite que teve a apresentação de Maria João Ruela. O bloco informativo ficou em 5.º lugar do top de programas e fez 27,5% de share e 10,0% de rat.
Outros destaques: a novela Perfeito Coração fez 21,1% de share (8,2% de audiência média) e o Ídolos fez 32,0% com 9,9%. O filme que antecedeu o Jornal da Noite foi o mais visto do horário ultrapassando quer a RTP1 quer a TVI (já para não falar da RTP2). Share de 26,5% e audiência média de 6,8%.

Perfeito Coração lidera estreias

A nova novela da SIC, "Perfeito coração" foi a estreia de sábado que registou melhor desempenho, com 8% de audiência média.
Segundo dados da Marktest, a ficção ficou à frente da nova temporada de "Conta-me como foi" (6,6%) e do concurso "Dança comigo no gelo" (7,1%), ambos da RTP1.
No entanto, a ficção de Carnaxide foi o oitivo programa mais visto do dia, sendo que a tabela de programas continuou a ser liderada pela novela "Deixa que te leve", seguida pelo "Jornal nacional" e pelo jogo entre o Monsanto e o Benfica, todos emitidos pela TVI.
fonte: site JN

18 de outubro de 2009

Perfeito Coração chega aos 22,3%

Já sabíamos que a SIC estrou ontem uma novela feita em Portugal e por actores portugueses. Posso avançar que a Perfeito Coração foi vista por cerca de 760 mil espectadores que corresponde a 8,0% de rat e 22,3% de share. Ficou à frente das estreias da RTP1 (Conta-me como Foi e Dança Comigo) e atrás do [suposto] especial da novela Deixa Que te Leve.

Audiências dia 17 de Outubro

TVI - 32,0%
SIC - 22,5%
RTP1 - 21,9%
RTP2 - 5,6%
Cabo - 18,1%
Programa mais visto do dia: Jornal da Noite é o programa mais visto apesar de ficar fora dos cinco mais vistos do dia (muito por causa do futebol da TVI). Ficou em 6.º com 25,4% de share e 8,9% de rat.

Aqui fica o genérico da novela portuguesa

Liga Europa > Quinta-feira na SIC

Rebelo de Sousa e Ramalho Eanes no Gato Fedorento

O ex-presidente da República, Ramalho Eanes, é o convidado desta segunda-feira do programa "Gato fedorento esmiúça os sufrágios", da SIC.
A emissão vai para o ar após o "Jornal da noite". Na quarta-feira é o comentador Marcelo Rebelo de Sousa a ocupar a cadeira de entrevistado.
Estreado a 14 de Setembro, o programa do quarteto de humoristas entra esta semana na sua recta final.

17 de outubro de 2009

ESTREIA HOJE a seguir ao JORNAL DA NOITE


PERFEITO CORAÇÃO estreia HOJE











Soraia Chaves em Alta Definição

É uma das promessas do cinema português. Soraia Chaves, de 27 anos, é também considerada uma das mulheres mais bonitas de Portugal. Catapultada para as luzes da ribalta devido às cenas ousadas do seu primeiro filme, "O crime do Padre Amaro", a atriz chamou a atenção igualmente pela sua versatilidade na representação. A viver em Madrid, a também modelo vai ser a estrela do "Alta Definição" de hoje na SIC, no qual falará sem pudores sobre a sua relação com a família, as cenas ousadas que protagonizou e a ideia que têm dela. Um programa a não perder!
fonte: site RECORD

16 de outubro de 2009

M/F com humor à prova

Novo conteúdo da SIC com psicóloga para justificar testes dos concorrentes.
Mais uma dupla improvável de apresentadores ocupará a antena de horário nobre da SIC a partir de segunda-feira. Bárbara Guimarães e Eduardo Madeira serão os "advogados do diabo" de quem protagoniza 'M/F': sexos opostos.
São muitos os pré-conceitos concebidos pelas mulheres em relação aos homens e vice-versa. Se elas acham que eles sofrem de mono função, já eles não têm pejo algum em considerá-las umas aselhas ao volante. Ora estes e outros rótulos que catalogam o sexo oposto serão desmentidos, ou não, no novo "show entertainment" da SIC. Designação esta porque, não se trata de um concurso, na medida em que "não há tensão", e que a competitividade se prende apenas com a tarefa de convocar risos", explica Nuno Santos, director de Programas.
"O registo é muito divertido e o que se pretende é o efeito de prolongamento em casa", acrescenta o responsável. Afinal, "M/F: Sarilhos em Casa", junta três casais de múltiplas zonas do país, e com idades balizadas entre os 25 e 55 anos, sujeitando-os a peculiares provas para aferir das diferenças, ou semelhanças entre géneros, ao que se somam 200 elementos na plateia, com homens e mulheres equitativamente segregados e a quem cabe eleger os vencedores: um por cada sexo. Saliente-se uma das características distintivas do programa: a presença de uma psicóloga devidamente certificada na matéria, cujo propósito assenta em justificar com base na fisionomia, ou na história, as condutas de cada sexo. Logo, não foi olvidada uma validação científica, ainda que adjacente à simplicidade no discurso.
De periodicidade diária, o programa desafia anónimos de segunda a sexta-feira, estando o sábado reservado a famosos, à semelhança do que sucedia com "Salve-se quem puder", aliás, conteúdo que vai render na grelha. Estão, para já, asseguradas 48 emissões, de cerca de 45 minutos cada, sendo que, em conformidade com a performance desta fornada, se decidirá acerca da sua eventual continuidade.
Bárbara Guimarães e Eduardo Madeira, humorista que abandona, desta feita, "Os Contemporâneos" da RTP1 para abraçar este repto, deixam transpirar a "empatia natural" e recíproca. "Eu vou fazer comédia e ele vai apresentar", brinca Bárbara, adoptando depois, o tom sério possível pelo contágio do companheiro, para frisar que "M/F" "promove , sobretudo, uma compreensão objectiva entre homem e mulher".
fonte: site JN

15 de outubro de 2009

M/F estreia SEGUNDA

com
BÁRBARA GUIMARÃES & EDUARDO MADEIRA

14 de outubro de 2009

M/F com Bárbara Guimarães e Eduardo Madeira

Bárbara Guimarães volta ao ecrã ainda em Outubro com um novo formato de entretenimento em que partilha a apresentação com o humorista Eduardo Madeira, um dos actores e autores da série Os Contemporâneos (RTP1). O concurso M/F aposta na clássica guerra de sexos para entreter os espectadores do horário nobre, a seguir ao Jornal da Noite.
Os concorrentes são três casais que entram juntos no programa e que são separados em duas equipas - eles para um lado, elas para o outro. Esperam-nos várias provas, físicas e de perguntas, em que as suas diferenças (e também as semelhanças) serão postas à prova.
Tal como Salve-se Quem Puder, o programa de entretenimento conduzido por Marco Horácio e Diana Chaves no Verão, M/F será gravado em estúdio e emitido diariamente após o Jornal da Noite. Para os sábados à noite ficam reservadas as emissões especiais protagonizadas por famosos.
A produção de M/F está a cargo da CBV, a partir de um original da Talpa Media, produtora de John de Mol, com que a empresa portuguesa, liderada por Piet-Hein Bakker, tem acordos de preferência. O concurso está no ar na Alemanha, com periodicidade semanal.
fonte: site DN

SIC apresenta hoje M&F

A estação de Carnaxide apresenta oficialmente esta quinta-feira o novo concurso diário, que vai substituir o bem sucedido "Salve-se quem puder". Chama-se “M/F Sarilhos em Casa”, contando com Bárbara Guimarães e Eduardo Madeira na apresentação.
Inspirado num formato holandês, o programa vai separar três casais pelo género e pedir a cada lado que responda a questões sobre o sexo oposto. A produção está a cargo da CBV.
fonte: site JN

13 de outubro de 2009

SIC Online é o mais visto de Setembro

A SIC tornou-se, durante o mês de Setembro, o site de informação com mais visitantes únicos em Portugal.
SIC
« Classifique este artigo
Partilhar:
De acordo com a contabilidade do Netpanel da Marktest, que mede o consumo doméstico de Internet (sem escritórios nem empresas), o endereço sic.sapo.pt registou cerca de 670 mil utilizadores únicos. Em 2º lugar surge o site do jornal "A Bola", com perto de 605 mil utilizadores únicos. RTP, Record e TVI, por esta ordem, completam o top-5 entre os maiores sites de informação. O site da televisão do Estado registou em Setembro 602 mil utilizadores únicos, enquanto que o da televisão de Queluz de Baixo se ficou pelos 512 mil. O resultado de Setembro do site da SIC mais que duplica o resultado do mês homólogo do ano anterior, registando um crescimento superior a 100%. Também no que respeita ao número de páginas visitadas, o site da SIC regista um aumento. Em Setembro situou-se no 7º lugar, com 4,1 milhões de páginas vistas, cerca de 1 milhão a mais que no mês anterior. Se compararmos com o mês homólogo do ano passado, o número de páginas vistas no site da SIC aumentou em perto de 800 mil páginas, ou seja, um crescimento homólogo acima dos 25%. Neste critério, o ranking é ainda liderado pelos jornais desportivos "A Bola" e "Record", com o Correio da Manhã em 3º lugar e o jornal "O Jogo" em 4º. Para o sucesso do site da SIC no mês de Setembro contribuíram sobremaneira o acompanhamento informativo das eleições legislativas, bem como os projectos multimédia dos "Gato Fedorento" e do programa Ídolos, bem como o site associado da SIC Radical. Setembro foi também o mês de arranque da parceria entre a SIC e o Sapo, que levou à alteração de endereço do site da SIC para sic.sapo.pt.

Caixilhos e Laminados

Ao longo de muito tempo se tem especulado... Agora a SIC tem Marco Horácio e Eduardo Madeira no canal e brevemente a rúbrica da Rádio Comercial poderá mesmo passar para televisão. O SIC Blog sabe que as negociações estão bem encaminhadas e Eduardo Madeira está "esperançado em que o projecto vá para a frente", disse o humorista em declarações ao SIC Blog! A ver vamos se teremos ou não novidades brevemente!

SIC e Gatos em 3.º

TVI - 29,9%
RTP1 - 23,6%
SIC - 22,0%
RTP2 - 5,1%
Cabo - 19,5%

Programa mais visto: Gato Fedorento com os escrutínios continua a ser o programa mais visto tendo ficado no dia de ontem (12.10.2009) com um share de 30,2% e uma audiência média de 12,3%.
Destaque, também, para o Jornal da Noite que apesar de ter sido o menos visto no início do prime-time conseguiu ficar em 5.º lugar com um share de 27,1% e uma audiência média de 10,7%.

Vanessa Oliveira regressou ao Fama

No passado fim-de-semana, Vanessa Oliveira voltou a fazer parte do “Fama Show” na SIC, depois de quase três meses afastada em prol do “SIC ao Vivo”. De regresso, a apresentadora confessa: "Tinha muitas saudades... Fez-me bem sair, para descansar a cabeça, até porque gostei imenso de fazer um projecto diferente, mas soube-me bem voltar a 'casa'." Agora, "regressei ao colo das minhas colegas, que me disseram que tinham muitas saudades, apesar de terem gostado de trabalhar com a Andreia [Rodrigues]", conclui.
fonte: site DN

12 de outubro de 2009

SIC perde na noite eleitoral

Comparando os vários programas especiais relacionados com as audiências autárquicas a SIC foi o que pior resultado teve. A RTP1 liderou com a emissão tendo feito um share de 33,5%. Por outro lado a TVI teve o seu programa mais visto como a Eleição com um share de 23,7%.
A SIC, por seu turno, ficou em 3.º neste combate de audiências com um share de 22,0% e audiência média de 6,4%.
Uma das coisas que poderá ter penalizado a estação foi o facto de ter sido a última a entrar em directo na maratona eleitoral.
Dados disponibilizados pel'A Minha TV

SIC em 2.º, Ídolos em 4.º e TVI... em 3.º

RTP1 - 28,3%
SIC - 23,6%
TVI - 23,4%
RTP2 - 3,6%
Cabo - 21,2%

Programa mais visto: o 2.º programa do Ídolos foi o mais visto do canal tendo ficado em 4.º lugar com um share de 30,2% e rat de 8,7%. Destaque positivo para o Primeiro Jornal (que liderou o seu horário) com um share de 29,4% e uma audiência média de 7,7%.

11 de outubro de 2009

Imagens das Autárquicas 2009








fotos disponibilizados pelo Parlamento Global

Esta noite na SIC

SIC em 2.º e Alta Definição é o programa mais visto do canal

TVI - 32,9%
SIC - 23,4%
RTP1 - 20,3%
RTP2 - 4,4%
Cabo - 19,0%
Programa mais visto: Alta Definição de Daniel Oliveira (que teve como convidado Cristiano Ronaldo) foi o programa mais visto da SIC. Ficou em 6.º lugar com um share de 35,1% e 8,2% de audiência média.

HOJE a partir das 20h


Filipe, o indeciso, uma revelação no "Ídolos"

Mais de 80 mil cliques no Youtube fazem do portuense um forte candidato no concurso da SIC.
Não se preparou para o "casting" e apresentou-se ao júri como um sujeito indeciso. Queria ouvir a opinião deles e ir-se embora. Os jurados tiveram de o persuadir a fazer o contrário. Conseguiram. Filipe Pinto impressionou.
"Não me preparei para o 'casting' ", disse esta semana ao JN. Mais: "A escolha das músicas aconteceu no momento", contou Filipe Pinto. "Quando estava à espera de entrar na sala de audições, achei que o júri iria gostar que cantasse em português e optei por músicas de que gosto". Cantou Pearl Jam e Rui Veloso.
No "casting", a sinceridade combinada com a atitude titubeante acabou por proporcionar um momento de suspense televisivo: apesar dos elogios, Filipe podia decidir continuar ou desistir do "Ídolos".
À produção Fremantle, mesmo antes de cantar, deixou o recado: "Estou cá pelos meus amigos, nem ponho a hipótese de ir a Lisboa" . Com um ar de desdém, ao júri, começou por atirar: "Não quero ir a Lisboa". Ir a Lisboa significa passar à fase seguinte.
Depois de o ouvirem, os jurados apresentaram-se rendidos. Boucherie Mendes, coordenador dos canais temáticos da SIC, em tom irónico, chegou a perguntar-lhe se ele era bom da cabeça. O produtor Manuel Moura dos Santos, o membro mais exigente e crítico da equipa, insistiu: "Oh Filipe, tu não fechas bem a tampa!". Para, logo a seguir, enaltecer: "Tu és provavelmente um dos melhores cantores que passou por aqui até agora".
Mantendo os braços caídos e uma relutância constante diante das apreciações positivas, Filipe lá admitiu: "Quero ser cantor, mas não é neste programa". Antes do sim, definitivo, ainda teve de ouvir de Manuel Moura Santos: "Entraste aqui já com uma nuvem em cima da cabeça". Curiosamente, segundo conta Filipe Pinto ao JN, foi esta a frase que o fez mudar de ideias. O que mais gostou de ouvir dos jurados? "Gostei do pormenor de o Manuel Moura dos Santos ter dito que eu tenho uma nuvem em cima da cabeça. Foi uma observação certeira que me deixou a pensar", respondeu. Boucherie Mendes fecha os vários vídeos disponíveis no Youtube, dizendo: "Se eu fosse giro e talentoso como o puto onde é que eu já não estava!".
Filipe Pinto é fã de Zeca Afonso, Rui Veloso, Ornatos Violeta, Eddie Vedder (Pearl Jam), Queen, Radiohead, Smashing Pumpkins e Alice in Chains, e tem uma banda chamada Dawn to Dusk. É com ela que tem feito actuações sobretudo no Norte do país. "No Porto apenas toquei no liceu onde estudei". Sempre gostou de tocar - apresentou-se de viola no concurso - e cantar, actividades que vê como um refúgio. "Aos 12 anos tive aulas de guitarra, no entanto, não gostava da teoria. Só mesmo da prática".
fonte: site JN

10 de outubro de 2009

E os apresentadores de M&F são...

BÁRBARA GUIMARÃES & EDUARDO MADEIRA!

100 visitas em 10 dias no hi5

Estamos no dia 10 d0 10 de 2009. Desde dia 1 de Outubro, ou seja, há 10 dias que o Hi5 do SIC Blog que está a funcionar em http://sicblogue.hi5.com/ já registou 100 visitas! Diga-se de passagem que esta centena de visitas ao hi5 deve-se em muito ao aniversário da SIC!
Se quiser junte-se a nós! http://sicblogue.hi5.com

História de amor para quebrar barreiras

"Pedia a todos que se levantassem e uma grande salva de palmas." A plateia, apanhada de surpresa, segue as indicações do actor João Ricardo. E assim que começam as palmas, com um sorriso rasgado, exibe bem alto uma réplica de uma estatueta de um óscar. Assumindo o papel de quem acabou de ser galardoado, de voz embargada e olhos húmidos, o actor começa o discurso de agradecimento. Uma nota de boa disposição, protagonizada por João Ricardo, ontem, na apresentação da novela da SIC que se estreia no próximo sábado.
Nas palavras de Pedro Lopes, autor de Perfeito Coração, "esta é uma grande história de amor, tal como sempre quis contar". "Acho que as novelas devem fazer sonhar", acrescenta Pedro Lopes, que pela primeira vez assina um argumento, depois de já ter coordenado Doce Fugitiva e Morangos com Açúcar. Por isso, não hesita em afirmar que "é um sonho tornado realidade". Quanto à história, explica que foi dada grande importância à construção de todas as personagens. "Para além do percurso dos protagonistas, todas as outras personagens vão evoluindo na relação que se estabelece entre os vários núcleos em que assenta o enredo", afirma.
Ricardo Pereira e Sandra Barata Belo, que trabalharam juntos no filme Amália, protagonizam a grande história de amor impossível de Pedro Cardoso e Leonor Bettencourt. Conhecem-se no meio de uma manifestação, na véspera da partida de Pedro para Berna, na Suíça, onde ficará durante um ano a fazer um estágio de arquitectura. Leonor, filha de um banqueiro, deixa tudo para trás e parte em busca de Pedro. "Mas a bolha de felicidade que vivem em Berna rebenta com o regresso a Portugal", explica Pedro Lopes. Sem querer adiantar o desfecho, até porque a telenovela ainda nem está toda escrita, o par romântico deixa uma nota de optimismo: "O amor quebra todas as barreiras."
Perfeito Coração aborda alguns temas fracturantes da sociedade actual: a vida dupla de Guilherme Roriz (João Ricardo), que tem duas famílias; a deficiência motora de Gonçalo (José Fidalgo) e a infertilidade do casal Bento e Dina Viegas (Pêpê Rapazote e Fátima Belo).
Nesta estreia no mundo das novelas, Sandra Barata Belo confessa que, apesar dos cinco meses de trabalho, "ainda [me] faz confusão a carga horária, o tempo que temos para fazer as cenas e a repetição, necessária nas telenovelas mas não nos filmes".
Ricardo Pereira é mais exuberante: "Os textos são estrondosos, os diálogos conseguem transmitir a realidade, o que é crucial para o público se identificar com a história." A novela vai ser exibida aos fins-de-semana, uma opção justificada por Nuno Santos como "o que faz mais sentido no actual panorama televisivo nacional".
fonte & foto: site DN

Tal como tinha avançado... Perfeito Coração aos fins-de-semana

Com uma "décalage" entre o início da rodagem e o arranque na TV, "Perfeito coração" chega por fim à antena da SIC, dia 17, mas não diariamente. Sandra Barata Belo e Ricardo Pereira protagonizam a história de amor à moda antiga.
No sumptuoso Palácio de Seteais, em Sintra, com uma magnífica paisagem bucólica como pano de fundo, toda a equipa se reuniu para apresentar, de forma bastante peculiar, a intriga. O momento preservado na gaveta até ontem, foi deixando transpirar uma ideia que ficou no ouvido: "Trata-se da maior história de amor desde 'Romeu e Julieta'".
Pretensiosismo, ou não, em virtude do que se foi assistindo, saltou à vista uma premissa que se veio a confirmar: trata-se de uma história de amor e afectos que não se esgota na dinâmica dos papéis de maior destaque, sendo extensível aos vários núcleos que sustentam o enredo. Do proibido, ao fraternal, de triângulos relacionais, a vidas duplas e traições, o fio condutor é um só: o amor.
Jorge Marecos, da SP Televisão, destacou "a capacidade comunicativa de dimensão popular" que a novela comporta, ainda que não se reduza a esta esfera, elogiando os actores por terem suportado "a ansiedade derivada "do desfezamento entre gravações e estreia".
Nuno Santos, director de Programas da SIC, não obstante a primeira palavra que proferiu ter sido "confiança", anunciou ter decidido que "Perfeito coração", pelo menos, numa primeira fase, "só vá para o ar aos fins-de-semana". Porém, acrescentou: "É um ponto de partida e não de chegada. Tendo em consideração o actual panorama optámos por dar um passo seguro".
O autor Pedro Lopes, coordenador dos guionistas da SP, assegurou que a escrita deste argumento "representa um sonho cumprido", elucidando o propósito da reinvenção pela positiva de um tema omnipresente neste tipo de conteúdos. "Queremos levar o público a ter esperança", frisou.
Contudo, "Perfeito coração", não olvida temas fracturantes. Deficiência motora, ou fertilização, constituem alguns dos exemplos. Revisitam-se, pois, questões eternas, como uma relação impossível entre "Pedro" e "Leonor" pelo hiato entre estatutos sociais, enquadrando-as num contexto contemporâneo. Sandra, sublinhou a qualidade de 'Perfeito coração'", além do trabalho e empenho de todos". Já Ricardo salientou a vertente de proximidade ao real que potencia a "identificação dos espectadores". O actor, em jeito de remate, evocou outra mais-valia: "Até os olhares têm conteúdo".
fonte: site JN

Djaló foi ver Lucy ao Perfeito Coração

O Djaló já teve oportunidade de me ir ver às gravações. Adorou e é da mesma opinião que eu: esta equipa é muito profissional”, revelou Luciana Abreu, ontem, no Palácio de Seteais, em Sintra, onde a SIC apresentou ‘Perfeito Coração’.
A nova novela de Carnaxide, protagonizada por Sandra Barata Belo e Ricardo Pereira, estreia no próximo sábado, dia 17, depois do ‘Jornal da Noite’. “Vamos posicionar a novela aos fins-de-semana, mas não quer dizer que se esgote aí”, disse Nuno Santos, director de Programas do canal, a propósito deste formato, da autoria de Pedro Lopes.
Feliz com este projecto, e com a sua vida pessoal, Luciana não resistiu fazer outras revelações sobre o namorado, o futebolista Djaló: “Ele foi ver-me, tal como eu o vejo jogar, e saiu deslumbrado!”
Nem as cenas românticas da actriz com Paulo Rocha, actor com quem contracena, intimidaram a actriz perante o namorado. Lucy garante: “Ele sabe quem tem. O meu coração é só dele, não é de mais ninguém.”
Na novela, Luciana Abreu é a manicure ‘Carla’, que pratica danças de salão com ‘Vasco’ (Paulo Rocha) e canta, como confirmou ao CM.
Sandra Barata Belo interpreta ‘Leonor’, e Ricardo Pereira, ‘Pedro’. “Ainda me vêem como a actriz de ‘Amália’”, revela ao CM Sandra, que também aqui faz par romântico com Ricardo Pereira.
“Temos química”, reconhecem ambos.
fonte: site CM

9 de outubro de 2009

Para os mais novos!

estreia amanhã de manhã na SIC!

Autárquicas na SIC

A emissão especial Autárquicas será conduzida por Rodrigo Guedes de Carvalho. Clara de Sousa fará a entrevistas em estúdio e Bento Rodrigues será o jornalista responsável pela apresentação de resultados a par e passo. Rui Oliveira e Costa, da Eurosondagem, ajuda a perceber a evolução dos resultados por distrito dagem, ajudar-nos-á a compreender a evolução dos resultados distrito a distrito.ajudar-nos-á a compreender a evolução dos resultados distrito a distrito.
Em estúdio estará um painel que mistura a leitura jornalística dos resultados com o perspectivar do futuro político do país: António José Seguro, do PS, e Pacheco Pereira, do PSD, comentam os resultados eleitorais, bem como as implicações para o futuro dos principais partidos políticos e do país. António José Teixeira e Mário Bettencourt Resendes fazem a análise jornalística dos resultados!