DANCIN' DAYS

estreia SEGUNDA na SIC a novela onde vale a pena sonhar!

ÍDOLOS

Domingo temos músicas do século XXI com os 10 finalistas

BOA TARDE

O talk show das tardes da SIC

ROSA FOGO

Assiste à novela no horário nobre da SIC

FINA ESTAMPA

Já estreou na SIC!

30 de junho de 2009

Vem aí! - ÍDOLOS 3


Andreia Rodrigues substitui Vanessa Oliveira no "Fama Show"

A Miss Portugal 2008 vai substituir Vanessa Oliveira na apresentação do “Fama Show” durante o período de Verão, por esta última ter integrado a equipa “SIC ao Vivo”. Andreia Rodrigues foi escolhida por “casting” e junta-se a Rita Andrade, Orsi Fehér, Liliana Campos e Cláudia Borges a partir da edição do próximo domingo.
Além de trabalhos como modelo, Andreia Rodrigues já apresentou o programa das madrugadas “Toca a ganhar”, na TVI, e participou como actriz em “Os malucos do riso” e “Maré alta”, da SIC.

29 de junho de 2009

As Aventuras de Merlim na SIC Radical

Uma das séries mais populares da BBC de 2008 chega agora a Portugal. "As aventuras de Merlin" estreia hoje, às 20 horas, na SIC Radical.
Esta grande produção, que estreou recentemente na norte-americana NBC em horário nobre, centra-se na juventude de Merlin e na sua relação com o Rei Artur, em Camelot.
A série, composta por 13 episódios com uma duração aproximada de 45 minutos, repete às terças-feiras, às 20.15 horas.

28 de junho de 2009

TGV estreia dia 5 de Julho

A publicidade já passa na SIC durante os intervalos. Está a chegar a nova aposta do canal. Chama-se TGV - Todos Gostam do Verão e será apresentado por Carolina Patrocínio e João Manzarra. O programa é gravado na íntegra na capital espanhola Madrid. Apanhe o TGV a partir de dia 5 de Julho e embarque com a SIC neste concurso. Não perca a oportunidade de ver este fantástico programa.

Revejam alguns dos melhores momentos do Contacto

"Mar Azul" a 6 de Julho

Tal como o blog havia avançado aqui, Mar Azul vai substituir Rebelde Way depois desta terminar. A estreia está prevista para o próximo dia 6 de Julho (segunda-feira) sendo que Mar Azul vai ocupar o mesmo horário que é da novela portuguesa.

Mário Augusto > "Posso ter uma vida normal"

A Grande Reportagem que a SIC transmite este domingo tem características que a tornam única.
Fruto da sua vivência pessoal, o jornalista Mário Augusto explica o que é a paralisia cerebral através de histórias vencedoras. Incluindo a da sua filha Rita.
Hoje, a partir das 21 horas, prepare-se para um trabalho jornalístico forte e emotivo sobre "um tema que não é assim tão pouco habitual: em cada ano, pelo menos 200 crianças nascem com paralisia cerebral, segundo estatísticas europeias", diz Mário Augusto.
A rodagem de "Até onde poderei sonhar" começou há cerca de um ano e meio, com o nascimento das duas gémeas de Fernanda, uma das protagonistas da reportagem. Fernanda tem 38 anos e conseguiu tudo aqui que sempre lhe disseram que não poderia alcançar. Tirou um curso superior; é engenheira informática; trabalha numa autarquia; é mãe de duas meninas saudáveis. Fernanda tem paralisia cerebral, uma nomenclatura infeliz para descrever uma disfunção neuro-motora, cuja gravidade é muito variável. No seu caso, não a impediu de realizar os seus sonhos.
"Queria que a reportagem ficasse no subconsciente das pessoas, para que, se tiverem um problema destes, mesmo que não seja na família, sintam que esta é uma forma diferente de lutar. Queria transformar esta reportagem numa mensagem completamente positiva" - diz Mário Augusto.
Para isso, mostra-nos também o caso de uma Rita de 24 anos que está a fazer um mestrado na área de Argumentismo e Televisão e que publicará este ano o seu primeiro livro. Também ficaremos a conhecer a Ritinha, de 9 anos, que aprende, desde cedo, contrariar as suas limitações. A Rita que dá origem a este trabalho é a filha do jornalista.
Aqui "não há uma exposição gratuita da Rita", porque esta menina - que quer ser fisioterapeuta ou jornalista para poder "ajudar as pessoas" - tem um papel especial: começa já a ensaiar os primeiros passos no jornalismo televisivo. "Foi muito bom", conta a pequena pivot. "Aprendi que posso ter uma vida normal".
Há nove anos Mário Augusto e a mulher, Paula, receberam a notícia de que a sua bebé tinha uma lesão neuro-motora irreversível. A experiência que têm vivido levou o jornalista a querer "alertar para o problema". Mas o problema não se resume à "barreira física". Ele é agravado pela "indiferença da sociedade, pelo desconhecimento sobre a patologia e pela burocracia", aponta o jornalista.
"O grande problema é a sociedade: há uma indiferença egoísta em relação à diferença. Essa incapacidade de sentir os problemas de saúde dos outros reflecte-se em coisas tão simples como um autarca não preparar as ruas para que um deficiente possa deslocar-se melhor", diz o repórter.
Paula e Mário viram a sua filha ser recusada num infantário e numa escola primária, sob argumentos como este: "A nossa escola tem alunos muito bons e isso poderá trazer problemas colaterais, como afectar a posição no ranking", lembra Paula.
A insuficiência de apoios e, sobretudo, o seu "desenquadramento da realidade", explica a mãe de Rita, são outras batalhas desta "guerra surda". Paula aponta o exemplo de um aparelho que havia sido prescrito à Rita quando ela tinha dois anos e que apenas chegou aos quatro anos. "Entretanto, ela tinha crescido..."
Explicando também que a causa mais frequente de paralisia cerebral passa pela anoxia do parto, e que cada caso é único, esta reportagem quer demonstrar por que "nunca se deve desistir". Mário cita Fernanda: "As pessoas podem levar um dia a chegar a Roma. Eu posso levar mais tempo, mas chegarei também".
Este trabalho marca ainda o final - "pelo menos por uns tempos" - do trabalho de Mário Augusto como jornalista da SIC. O entrevistador de estrelas de cinema irá apostar mais no programa "35mm", que será refrescado a partir de Setembro.

Sandra Barata Belo e a personagem em "Eterno Amor"

"A minha personagem em ‘Eterno Amor’, ‘Leonor Bettencourt’, é uma mulher forte e determinada, tem muita garra e nunca desiste, sejam quais forem os obstáculos por que tenha de passar", revela ao CM Sandra Barata Belo, protagonista da nova novela da SIC, da autoria de Pedro Lopes, que irá substituir ‘Podia Acabar o Mundo’.
Segundo a actriz, a sua personagem 'vai passar muito. Mas a ‘Leonor’ é convicta e segura de si. Tem tudo para ser uma heroína. É um exemplo a seguir.'
Na novela, Sandra Barata Belo vai apresentar-se de cabelo curto, tal como em ‘Amália – O Filme’, de Carlos Coelho da Silva. Mas a actriz garante que '‘Leonor’ é muito diferente de ‘Amália’, e também de ‘Bárbara’ de ‘Chiquititas’ [SIC], esta última interesseira e com pouca auto-estima.' Ao contrário, sublinha, 'a ‘Leonor’ é uma mulher contemporânea de 28 anos, que sabe aquilo que quer e luta com firmeza pelos seus objectivos'. Em ‘Eterno Amor’, Sandra Barata Belo volta a formar par romântico com Ricardo Pereira, no papel de ‘Pedro’. Os dois actores, recorde-se, já haviam contracenado em ‘Amália’. Agora a actriz revela: 'A ‘Leonor’ e o ‘Pedro’ são o par romântico da novela. E penso que eu e o Ricardo Pereira, sendo profissionais, conseguimos ter empatia e química.'
A protagonista acrescenta ainda: 'A ‘Leonor’ procura incessantemente o amor, não só do ponto de vista romântico, como noutras relações que se foram quebrando. Nesta história, todas as personagens se juntam pelo amor.'
Sandra Barata Belo está ainda a fazer cinema, integrando o elenco de ‘Uma Aventura’, de Carlos Coelho da Silva.
fonte & foto: site CM

27 de junho de 2009

Especial Michael Jackson a partir das 00:25

O horário nobre da SIC hoje é preenchido com dois programas de diversão. Logo após o “Jornal da Noite” não perca Pedro Miguel Ramos e Carolina Patrocínio com mais um “Tá a Gravar”. Depois do “Tá a GravarNuno Graciano trás os melhores apanhados internacionais com o “Não Há Crise”.
Assim sendo, “Salve-se Quem Puder” edição de famosos é apenas emitido amanhã depois da “Grande Reportagem SIC”.
Ainda hoje a não perder a partir das 00:25 um documentário sobre o rei da Pop Michael Jackson!

Luís Marques em entrevista

Director-geral da SIC garante que “quem manda na empresa é o dr. Balsemão”, mas no que diz respeito à operação corrente da estação o poder cabe-lhe a si e está “confortável com isso”.
Algumas pessoas, como Teresa Guilherme, vieram a público decretar a morte da SIC. Como reage a isso?
Parafraseando Mark Twain, as notícias da morte da SIC são bastante exageradas. Há pessoas que confundem desejo com realidade. Em 17 anos a SIC viveu bons e maus momentos, como todos os operadores. E conseguiu sempre recuperar, devido ao esforço, dedicação e profissionalismo dos seus colaboradores. É preciso separar a árvore da floresta. Em Outubro de 2008 iniciámos um processo de reestruturação, profundo e complexo, e é aí que nos temos concentrado. Queremos que a SIC seja um operador competitivo.
E sobre as críticas de Teresa Guilherme, que disse haver demasiada gente a mandar na SIC?
A Teresa Guilherme devia pôr as mãos na consciência antes de falar. Ela é responsável por algumas das graves situações que estamos a resolver, não só agora mas nos próximos anos. Basta ver a carteira de programas que ela nos deixou. Enquanto isso, a Teresa Guilherme pode estar os próximos dez anos sem trabalhar, disse-o ela. Esse conforto financeiro deve-o, pelo menos em parte, à SIC. A gratidão não é uma das suas qualidades.
O Herman José teve uma atitude semelhante...
Infelizmente não tínhamos nenhum projecto para o Herman. Relativamente às declarações que tem feito sobre a SIC, foram muito injustas. Estou certo de que a SIC sempre tratou bem o Herman e que ele teve uma atitude desproporcional, face a algo que é normal nesta actividade. O fim da relação contratual é normal e não justifica, nem desculpa, aquilo que o Herman disse.
Voltando à reestruturação, concretamente o que foi feito nos últimos seis meses?
Vendemos três empresas [iplay, TDN e Dialectus], alterámos a organização, definimos uma nova estratégia, aumentámos a produção interna, ajustámos o orçamento à realidade do mercado, o que não foi nada fácil. Temos em marcha um ambicioso projecto de investimento, apesar da crise. Isto não é visto de fora, o que leva as pessoas a dizerem alguns disparates.
A direcção de Informação e de Programas têm vários directores. Está prevista uma reorganização?
Já houve algumas mudanças. Na direcção de Informação, por proposta do director, Alcides Vieira, introduzimos alterações para tornar mais ágil o processo de comando da direcção de Informação. Acredito que vamos introduzir ainda algumas melhorias para tornar mais eficiente a gestão da redacção.
A Informação continua a ser uma aposta muito forte …
A Informação é uma grande marca da estação, um activo muito forte, já que o núcleo duro da redacção é fundador e tem grande ‘know how’. Algumas pessoas vacilam quando olham para as audiências, mas é preciso ver mais longe. Vacilar às primeiras contrariedades foi o que, em parte, conduziu a SIC ao ponto em que estava!
Apesar de tudo, o ‘Jornal da Noite’ continua a ser o menos visto...
Como já referi, a importância da Informação não se mede apenas pelas audiências. No caso do ‘Jornal da Noite’, no entanto, estamos muito satisfeitos com o seu desempenho, dado que tem audiências sempre acima da média da estação. Pode, obviamente, fazer melhor. Mas isso tem a ver com o contexto da nossa oferta e não com a qualidade do jornal.
E no que diz respeito à entrevista de Ana Lourenço a José Sócrates? Foi a menos vista de todas as que deu como primeiro-ministro...
O resultado da entrevista não teve a ver nem com a entrevistadora [Ana Lourenço], nem com o entrevistado [José Sócrates]. Teve a ver com o contexto político.
Faz elogios aos profissionais da SIC, mas alguns manifestam, para fora da empresa, descontentamento em relação a si...
Não conheço essas críticas. Internamente não me chegam, mas também não estou aqui para agradar a toda a gente, ficou muito claro quando assumi este lugar. Quero defender os interesses da empresa, definir uma estratégia. Para mim, o dever de um quadro de uma empresa é defender a empresa e os interesses da empresa. Se o fazem, lamento.
E como é a sua relação com Bastos e Silva, anterior director-geral?
Sempre foi boa e continua. O dr. Bastos e Silva é membro da Comissão Executiva e todas as semanas temos reuniões.
No que diz respeito às audiências, as coisas têm estado difíceis para a SIC.
Nós estávamos preparados para esta fase difícil. Há pessoas que têm uma enorme capacidade de prever o futuro. Sou uma pessoa normal e, por isso, só consigo antecipar, por exemplo, que uma final entre o Barcelona e o Manchester United é capaz de ter mais audiência do que os ‘Malucos do Riso’. Gerimos o que temos, com enormes constrangimentos orçamentais. Apesar disso, a SIC já está mais competitiva e vai estar ainda mais. Mas também analiso a concorrência e sei quais são os seus pontos fortes e fracos.
E como prevê o futuro da SIC?
Prevendo nós que a primeira fase do ano seria mais difícil, preparámos uma segunda fase que prevemos seja melhor, com apostas que já estavam pensadas há meses. É o caso de ‘Salve-se quem Puder’ e outras que virão. A nossa estratégia foi delineada no final do ano passado e está agora a entrar em prática de forma mais consistente. O ‘day time’, a partir do dia 29, vai mudar e só podíamos fazer essa alteração agora, nomeadamente por razões contratuais. E estamos a preparar mudanças mais significativas para Setembro. O percurso que vamos ter é difícil e demorado. Não ando aqui a vender ilusões a ninguém.
Os constrangimentos contratuais são com a Comunicasom. Essa relação já está definida?
Ainda não. O contrato como está não será renovado. Queremos manter a parceria mas não nos mesmos moldes. Estamos a trabalhar com eles no programa de Verão, fora do estúdio, até para isso nos permitir fazer algumas mudanças que queremos introduzir nos programas. E estamos a trabalhar no contrato para quando regressarmos a estúdio, em Setembro.
Faz sentido voltar a estúdio com programas personalizados, como o ‘Fátima’?
Estamos a repensar isso tudo. Temos um projecto a que chamámos Projecto Inovar, constituído por um conjunto de equipas que estão a trabalhar em várias áreas e já temos as conclusões praticamente fechadas. A única coisa que posso dizer é que os programas não serão os mesmos, não terão os mesmos conteúdos e também não serão feitos no mesmo sitio.
As receitas publicitárias têm estado em queda. Espera que melhorem com a subida das audiências?
Estamos todos conscientes que este é um ano muito difícil. Isso obrigou-nos a uma revisão orçamental logo no início do ano. Mas ninguém está seguro do que acontecerá até ao final do ano. Os sinais são contraditórios. Se mantivermos o desempenho dos primeiros meses, poderemos fazer um ano relativamente confortável.
E em termos de audiências, qual é o objectivo?
O objectivo definido no final de 2008 para este ano é atingir uma audiência de 23,5 a 24 pontos de share. Se fechássemos hoje o mês, estaríamos dentro desse objectivo. Mas nada nos diz que não poderemos estar melhor.
Concorda com a decisão do Regulador (ERC) em relação ao jornal de Manuela Moura Guedes, na TVI?
Há um excesso por parte da ERC nessa matéria. Não concebo que possa ser a ERC a definir o que é o bom e o mau jornalismo. Isso cabe-nos a nós, jornalistas, e aos consumidores. Haver uma entidade que diz que determinado jornal não respeita as regras é uma tentação imprópria de um País democrático. No caso da Manuela Moura Guedes, o jornal tem coisas boas e más como os outros. Quem gosta vê, quem não gosta não vê.
E às críticas de José Eduardo Moniz aos gastos da SIC, com os programas de Verão, como responde?
Não entro nesse jogo. Esta actividade é tão importante que os seus responsáveis tudo devem fazer para evitar o circo à sua volta. E, já agora, também não é aconselhável atirar pedras para o ar... Nunca se sabe onde estão os telhados de vidro. Quero colocar as questões num plano institucional. Nesse plano, por exemplo, acho que a RTP, para minha surpresa, tem adoptado praticas de contra-programação que acho impróprias para um serviço público de TV.
Tem saudades da RTP?
Não. Tenho saudades dos amigos que lá deixei e dos excelentes profissionais que lá trabalham. O resto é uma história bonita e estimulante, manchada nos últimos meses por uma lição de hipocrisia e cinismo, que não esquecerei tão cedo.
Quando era administrador da RTP defendia a publicidade no canal público. Ainda tem a mesma opinião?
O problema é complexo. A forma que se encontrou na RTP para resolver o problema do endividamento foi muito difícil. O problema que se coloca no futuro é que serviço público temos e quanto é que os portugueses devem pagar por esse serviço. Haver ou não publicidade na RTP depende das respostas que forem dadas a essa questão. O Estado aqui tem de ter coragem para assumir que tem uma empresa pública com uma dívida muito grande e que, portanto, tem de haver uma solução para essa dívida.

PERFIL
Luís Marques nasceu em Pombal há 56 anos. Frequentou os cursos de Gestão e Direito, em Lisboa, mas acabou por iniciar a vida profissional nos jornais. Começou no já extinto ‘Luta Popular’, passou pelo ‘Tal & Qual’ e ajudou a fundar o ‘Expresso’ ao lado de Francisco Pinto Balsemão. Em 2003 assumiu o cargo de administrador na RTP e em 2008 regressou ao grupo Impresa, como consultor. Desde Janeiro deste ano que assumiu a direcção-geral da SIC.
"QUE O INCÓMODO LHES FAÇA BOM PROVEITO"
Luís Marques assume que concentrou o poder na sua pessoa, "em termos da operação corrente". Porém, lembra: "Há uma comissão executiva e é naturalmente ao presidente da empresa, o dr. Francisco Pinto Balsemão, que cabe a última palavra. É ele que manda na empresa. Não há dúvida sobre este facto, a não ser para aqueles que querem lançar a confusão. Sou director-geral e sinto-me confortável, mas entendo que isso incomode algumas pessoas. Que o incómodo lhes faça bom proveito. Nunca precisei, nem preciso, de me colocar em bicos de pés para ser quem sou. Não preciso nem quero disputar espaço na imprensa".
"QUEM MANDA É O DR. BALSEMÃO"
Luís Marques garante que a relação com Francisco Pinto Balsemão é "boa. Sempre o foi". E sublinha: "Trabalho no grupo há 28 anos, desde que entrei para o ‘Expresso’. Fui fundador da SIC e saí em 2001. Tenho uma boa relação profissional e pessoal com ele. E há naturalmente muito respeito, desde logo hierárquico". Sobre o seu regresso ao grupo Impresa, admite, "deve-se ao dr. Balsemão". Depois da saída da administração da RTP "tinha outros planos de vida, que não passavam pela comunicação social", assume Luís Marques e garante que só aceitou o convite "dirigido pessoalmente" por Pinto Balsemão porque tem "a obrigação de defender os valores que o dr. Balsemão defende para o jornalismo, como a liberdade e a independência, valores que, infelizmente, tão maltratados têm sido ultimamente".
NUNO SANTOS
"Há um mundo para mim um pouco estranho que é este mundo dos recados na imprensa", é assim que Luís Marques olha para a outrora boa imprensa do seu director de programas, Nuno Santos. "É-me muito estranho, por uma questão de feitio e de carácter, esta questão da imprensa. Por isso não sei muito bem se ele [Nuno Santos] tem boa ou má imprensa", explica e acrescenta: "Claro que quando as coisas correm bem as pessoas têm boa imprensa, quando correm mal, têm má, é natural. O que me interessa não é a boa ou má imprensa do Nuno Santos, mas sim a boa ou má imprensa da SIC. E nisso a SIC tem sido muito injustiçada".
Sobre a relação que mantém com Nuno Santos, diz: "Não distingo a relação que tenho com ele e com os outros directores, tal como aconteceu na RTP. Para mim são todos iguais. Não trato ninguém de forma diferente. Por isso tenho a mesma relação profissional com o Nuno ou com o Alcides Vieira, independentemente das boas relações pessoais".
AS CRÍTICAS DE TERESA E HERMAN
Teresa Guilherme e Herman José vieram a público criticar a SIC. A produtora, depois de dar por concluídas as ligações à estação, disse mesmo que a SIC não passaria do final deste ano. No momento da saída, Teresa Guilherme lucrou cerca de 4 milhões de euros. Semelhante atitude teve Herman José. O novo apresentador da TVI diz que "a SIC não tem um chefe, mas sim vários", sendo esse "um dos motivos" para a falta de orientação que o canal atravessa.
fonte: site CM

"Perdidos e Achados" hoje na SIC

Em Outubro de 1997, 67 jovens de vários pontos da Madeira tentaram a sorte num concurso público para candidatos a guardas florestais. O objectivo era percorrer mais de oito quilómetros entre a Fajã da Nogueira e o Pico do Areeiro, no mínimo tempo possível, para garantir lugar nas 16 vagas existentes. O mau tempo e a falta de condições existentes acabaram por dar um desfecho inesperado a este dia – três mortos e 21 feridos.Foi Gonçalo Pereira que terá pedido que levassem roupa leve, calções e t-shirt porque o trajecto ia ser longo. O Sr. Gonçalo, como todos o tratam, era o responsável pelo percurso e pela prova. O braço direito de Rocha da Silva, director Regional de Florestas.Encontraram-se perto das 8 da manhã no Funchal para cerca das 10h00 darem o início ao percurso. Foi dada a partida e os jovens começaram a prova com alguns chuviscos. Logo no início começaram a perder-se. Com o passar do tempo, as condições meteorológicas agravaram-se. Os candidatos, quase todos de calções e t-shirt, começaram a sentir frio, cansaço e fome. A sinalização do percurso revelou-se deficiente e difícil de detectar no meio do nevoeiro. A agravar o cenário havia apenas três guardas para todo o percurso, sem equipamento de contacto para uma eventualidade. O Pico do Areeiro, o final da prova, era o único local com acesso automóvel. Nesse local estava, desde as 13h00, uma única ambulância preparada para tratar eventuais ferimentos ligeiros.Na corrida contra o tempo estavam Miguel e o melhor amigo, Miguel Ivo. Os dois do Garajau, os dois com pouco mais de 18 anos, ambos tentavam a sorte em nome de um futuro melhor e de empregos estáveis. Mas Miguel começou perceber cedo que o dia podia não correr bem. Duas horas após o início da partida começou a sentir os primeiros sinais de hipotermia. O tempo tinha agravado, entretanto, e a chuva, como contou, parecia alfinetes. Não se via mais de 1 metro e meio. Miguel acabou por dizer ao melhor amigo que precisava de parar para descansar e pediu-lhe que continuasse para não esfriar. Foi a últimas vez que se viram.O alerta às autoridades só aconteceu depois das 17h30, depois da confirmação da primeira morte dada pelo hospital do Funchal. Os meios foram accionados pela Protecção Civil. Gonçalo Pereira, o coordenador do concurso, nunca pediu ajuda e garantiu que tudo estava controlado quando questionado, por telefone, pelo Director Regional de Florestas, que se encontrava num casamento no Funchal.Gonçalo Pereira foi condenado a um ano e meio de prisão com pena suspensa. O Director Regional das Florestas, Rocha da Silva, foi sujeito a uma multa de três mil euros e mantém-se no mesmo cargo.Doze anos depois da subida ao Pico do Areeiro, o “Perdidos e Achados” regressou à Madeira e foi refazer o percurso. Ouvimos sobreviventes, socorristas, a protecção civil. Ouvimos as memórias daquele dia fatídico e foram-nos recusados os pedidos de entrevistas aos responsáveis da prova. A verdade é que passados estes 12 anos há ainda quem não tenha desistido de pedir que seja feita Justiça. Para ver hoje, na SIC, a partir das 21.00.
fonte: DN

26 de junho de 2009

Alô Portugal com novo apresentador

Está decidido. Ao contrário do que se temia o programa da SIC InternacionalAlô Portugal” não vai parar. Com José Figueiras envolvido na operação “SIC ao Vivo” que irá percorrer o país de Norte a Sul, Nuno Santos já escolheu o seu substituto enquanto este estiver na “SIC ao Vivo”.
Ao contrário de muitas más línguas que diziam que Carlos Ribeiro tinha saído zangado com a SIC vem-se provar exactamente o oposto. É Carlos Ribeiro quem vai substituir José Figueiras no “Alô Portugal” durante os meses que durará a emissão do programa “SIC ao Vivo”.
Assim sendo, é já a partir da segunda-feira que os espectadores espalhados pelo mundo poderão assistir ao regresso de Carlos Ribeiro à televisão e à SIC para apresentar “Alô Portugal" sempre a seguir ao “Jornal da Noite”.

Fátima & Comunicasom - laços que continuam

Começando pelo “Fátima Lopes” sem esquecer do “SIC 10 Horas”, do “Contacto”, do “Às 2 por 3”, do “Boca a Boca”, do “Etnias” a Comunicasom produziu muitos programas já para não falar do “SIC a Caminho do Mundial” no Parque Mayer…
Hoje terminou mais um… desta feita foi o “Fátima”.
Lembro-me de em 2005 aquando da direcção de Francisco Penim surge “Fátima” com o seu primeiro genérico e a abrir o programa esteve precisamente Tony Carreira. Muitas histórias, sorrisos, alegrias, choros, ajudas, esperança passaram pelo plateau do programa.
Com Fátima Lopes como apresentadora, sendo que era substituída por Rita Ferro Rodrigues durante as férias e mais recentemente com Carlos Ribeiro e Merche Romero foram eles que nos animaram durante os últimos quase quatro anos… Três anos e meio de programa em que houve humor com os Commedia à La Carte, com Carlos Cunha, Óscar Branco, Fernando Ferrão entre muitos outros.
Tivemos Aqui Fala-se, Crónica Policial, Ajudem o Tiago, Tertúlia Cor-de-Rosa, As crónicas do Eirozinho, tivemos música, humor…
Ao fim de 915 programas e mais de três mil horas em directo e em português o programa chega ao fim. OBRIGADO COMUNICASOM pelo empenho demonstrado ao longo dos muitos dias passados muitas vezes sem motivos para rir e mesmo assim seguiram em frente.
ATÉ JÁ até porque a Comunicasom não sai da SIC! Já a partir de segunda-feira o programa que estreia de nome “SIC ao Vivo” tem co-produção da Comunicasom encabeçada por Manolo Bello!

ÚLTIMO FÁTIMA HOJE e AGORA!

DEPOIS DE 914 PROGRAMAS ESTE DESPEDE-SE HOJE
DOS ESPECTADORES!
MUITO OBRIGADO POR NOS TER ACOMPANHADO
AO LONGO DESTES ANOS

SIC Notícias com Ponto/Contraponto

Chama-se Ponto/Contraponto, irá para o ar pouco antes de As Escolhas de Marcelo, às 21h30 e é o novo programa de opinião da SIC Notícias, com Pacheco Pereira.“Este é um programa de opinião sobre aquilo que nos faz ter opinião: a comunicação social, os media, os jornais, as rádios, os blogues, os livros, a televisão” diz Pacheco Pereira, em discurso directo, num comunicado do canal, sobre o conteúdo do novo espaço, frisando ainda que, para além dos temas relacionados com a comunicação social, abordará assuntos relacionados com a própria vida, as origens, a família, o meio social. “Tudo faz a nossa opinião “, diz Pacheco Pereira.Para o historiador e cronista do PÚBLICO, os espaços de opinião ganham uma importância particularmente importante nos tempos que correm : “Vivemos um mau momento para a liberdade, para respirar. Todos nos querem consensuais, submissos, respeitadores. Não é o meu caminho.”Para Pacheco Pereira, num país onde “ a comunicação social tem pouca qualidade”, como Portugal, há “pouca crítica, pouca controvérsia, demasiados silêncios, não se separam as águas”. E promete falar de tudo num espaço que coloca no pedestal a opinião, sem pretensão de a impor, mas com a vontade de fomentar o diálogo: “Não é ciência nem jornalismo não tem a preocupação de ser equilibrado nem isento e não será muitas vezes justo”.
fonte & foto: Público online

Carolina Patrocínio e João Manzarra no TGV

O novo concurso da SIC chamado "TGV" (Todos Gostam do Verão) será apresentado por uma dupla jovem: Carolina Patrocínio e João Manzarra, apresentador até aqui ao serviço da SIC Radical.
Lembrando de alguma forma o conceito "Jogos sem Fronteiras", o programa tem ainda a particularidade de ser gravado integralmente em estúdios espanhóis Europroducciones. Os concorrentes serão levados até Madrid pela estação de Carnaxide.
fonte: site JN

25 de junho de 2009

"Mar Azul" substitui "Rebelde Way"

Está decidido! Assim que acabar a novela "Rebelde Way" estreia "Mar Azul". Isto mesmo foi referido no final da novela “Rebelde Way” que o voz off Jorge Gomes anunciou que “Mar Azul” vai estrear no horário da novela RBL! É uma série do mesmo género da Rebelde que será dobrada em português.
Aqui fica uma pequena sinopse da série:
É uma série voltada para adolescentes, cheia de namoros, intrigas, brigas, mas com um conteúdo leve, e adequado para todas as idades. Tem início com um grupo de adolescentes na praia dourada da Austrália, que passam a fazer parte de uma academia de surf profissional, a Solar Blue, com o objetivo de ganhar patrocínio e viagem para os melhores da classe. Com o passar dos episódios são focados uma gama de problemas e situações familiares e de grupo para alcançarem seus objetivos.
Será que os fãs e seguidores da "Rebelde Way" ficam contentes com esta decisão? Fica a questão.
Aqui ficam 2 vídeos: o 1.º é publicidade e o 2.º é o genérico "original"


Dia D com 18,8%!

Segundo dados disponibilizados pelo blog A minha tv o programa Dia D de ontem que teve como convidada Manuela Ferreira Leite esteve... mal.... O programa perdeu! Há que admiti-lo. No entanto hoje a comunicação social só fala dele! 18,8% foi quanto o programa de entrevistas de Ana Lourenço obteve de share. Ficou atrás da RTP1 e muito atrás da TVI!
No entanto quem se safou no horário nobre da SIC (20h-24h) foi o Jornal da Noite com uma audiência perto dos 30% (29,3% de share). Nós por Cá ficou-se pelos 16,5% e Salve-se quem puder ficou nos 23,0%.

Mundo da Patty estreia e é o mais visto

O Mundo de Patty, registou uma estreia positiva. A novela foi vista em média por 131.900 espectadores, obtendo uma média de audiência de 11,5% e um share de 56,5%. O formato juvenil ultrapassou a sua concorrência que no mesmo período horário (10h05 e 10h56), obtiveram uma audiência média de 1,1% (TVI) e 0,2% (RTP1). Mais de 72% do público de O Mundo de Patty era feminino, entre os 4/14 anos.
fonte: blog Por outro olhar

Mário Augusto com documentário na SIC

Três Ritas e uma Fernanda, com diferentes níveis de paralisia cerebral, são as protagonistas de ‘Até Onde Poderei Sonhar’, peça do jornalista Mário Augusto, que a SIC transmite domingo, às 21h00. Este trabalho é a última reportagem do autor e apresentador de ‘35mm’, que se desvinculou da estação para a qual vai passar a desenvolver novos projectos.
Uma das Ritas tem nove anos, é filha de Mário Augusto e é ela quem inicia e finaliza a reportagem. Rita sonha ser fisioterapeuta ou jornalista como o pai.
"Há um grande desconhecimento sobre a doença, que não escolhe idades nem estratos sociais. A paralisia cerebral é um azar no momento mais feliz da vida, o do nascimento, porque, por algum motivo, o cérebro não é devidamente oxigenado", explica Mário Augusto.
Numa reportagem de 30 minutos, Mário Augusto apresenta quatro histórias de vida e de coragem. Uma das narrativas fala de Fernanda, uma mulher de 37 anos que, apesar da gravidade da doença, é engenheira informática, conduz e concretizou o sonho de ser mãe.
Aos 46 anos, o autor de magazine de cinema ‘35mm’, em exibição desde 2003, na SIC Notícias, vai "mudar o rumo profissional". "Desvinculei-me da SIC. Vou passar a ser colaborador especializado na área do cinema e no desenvolvimento de novos projectos para a estação", anuncia.
Em Setembro, na SIC, o magazine ‘35mm’ vai aparecer "refrescado" e "com novos conteúdos".
PORMENORES
INCIDÊNCIA DA DOENÇA
Em cada mil partos, duas crianças ficam com paralisia cerebral. Em Portugal nascem 200 bebés por ano com a patologia.
LIVROS
Em 2005 e 2007, Mário Augusto editou dois livros sobre histórias e segredos das estrelas do cinema. As receitas reverteram para crianças com paralisia cerebral.
O AUTOR
Mário Augusto, pai de Rita e de mais dois filhos, fez carreira na SIC na área do cinema. Desvinculou-se do canal, mas mantém uma colaboração regular.
fonte & foto: site CM

SIC na onda dos concursos!

Depois dos bons resultados alcançados por "Salve-se quem puder", a SIC volta a escolher um concurso na linha dos velhinhos "Jogos sem fronteiras". "Todos gostam do Verão" (TGV) inspira- -se num formato espanhol.
Duas equipas, oriundas de diferentes regiões do país, superam obstáculos como passar por cima de troncos que rodam, sem cair dentro de uma piscina ou derrubar adversários com uma bola gigante, estando vendado. A decrição parece-lhe familiar? Faz lembrar os antigos "Jogos sem fronteiras", mas a verdade é que pertence a "Grand Prix", também conhecido como "El Grand Prix del Verano", um formato que há 14 anos é emitido na televisão espanhola e que servirá de inspiração ao novo concurso que a SIC pretende emitir ainda este Verão.
TGV, abreviatura de "Todos gostam do Verão", começa a ser gravado em Julho nos estúdios da Europroducciones, em Madrid, que produz o formato espanhol, e que vai ser responsável pelo português, ainda que com algumas alterações, conforme apurou o JN junto da estação de Carnaxide.
Esta produção insere-se na linha de "Salve-se quem puder", o concurso diário apresentado por Diana Chaves e Marco Horácio, que tem registado bons resultados de audiências e liderado a tabela dos programas mais vistos do canal. Anteontem, foi o oitavo programa mais visto do dia, dos quatro canais generalistas. Mas na véspera ficou em terceiro lugar.
Se seguir o modelo espanhol, TGV também poderá vir a ter uma dupla de apresentadores, mas os nomes só serão divulgados no final da semana. Em vez de construir um estúdio para o programa, a SIC optou por utilizar o que já está construído em Madrid, tal como tinha feito com "O mundo dos recordes", também da Europroducciones e apresentado por Rita Andrade. Os concorrentes serão levados a Espanha para realizar as provas.
fonte: site JN

TGV na SIC

A opção da SIC em viajar até Madrid para emitir TGV não se prende com o facto de Portugal ter adiado o concurso dessa grande obra pública para depois das eleições legislativas. Aliás, TGV na estação de Carnaxide não terá o significado de Train Grand Vitesse (comboio de alta velocidade), mas de Todos Gostam do Verão, um concurso bem ao género de Jogos Sem Fronteiras, que vai ser emitido a partir de meados de Julho num dos dias do fim-de-semana.
De acordo com o que o DN apurou, o programa vai ser gravado na capital espanhola porque as infraestruras já estão lá montadas, o que é benéfico financeiramente. Em princípio, o concurso vai ser gravado num grande estúdio e não ao ar livre, num formato parecido com o Jogo do Ganso (El Gran Juego de la Oca, no original em espanhol), emitido em meados dos anos 90 na TVI.
As inscrições para o novo concurso já foram abertas.
fonte: site DN

24 de junho de 2009

"SIC ao Vivo" na primeira semana

A pouco e pouco vai-se ficando a saber por onde eles vão estar este verão. O programa começa já no dia 29 de Junho em Vila Nova de Milfontes com a apresentação de Nuno Eiró e Vanessa Oliveira e com reportagens de Raquel Strada. Dia 30 é a vez de Beja receber o tour da SIC. Dia 1 de Julho o “SIC ao Vivo” passa por Moura. Dia 2 é a vez de Santiago do Cacém receber a visita da SIC sendo que a semana termina no dia 3 em Sines!
Não perca ao longo dos próximos dias que serão revelados mais pormenores desta viagem SIC pelo país.

SIC ao Vivo está a chegar...



2 vídeos da Gala "Amor de Verão"

Manuela Ferreira Leite HOJE no Dia D

23 de junho de 2009

Cenas do Casamento sobe ao 5.º lugar

A SIC conseguiu colocar ontem dois programas nos mais vistos. Para além de "Salve-se Quem Puder" que já é um habitué da pole position com um share de 28,3% de share, a SIC apresentou no 5.º lugar e segundo programa mais visto da SIC a série portuguesa "Cenas do Casamento" com um share de 24,1%.
No total do dia a SIC ficou em 2º com um share de 23,5% contra 18,9 da RTP 1 e 32,5 da TVI (muito por causa da estreia de uma nova novela...).
fonte: Marktest

22 de junho de 2009

Manuela Ferreira Leite no "Dia D"

Tal como o SIC Blog avançou na quarta-feira (aqui) Dia D volta esta semana num simultâneo SIC / SIC Notícias. Depois do Primeiro Ministro, José Sócrates, ter sido o convidado de Ana Lourenço, esta semana o programa recebe em estúdio a líder do PSD Manuela Ferreira Leite.
Assim sendo, quarta-feira a partir das 21h15 na SIC e SIC Notícias não perca este Dia D especial!

"Primeiro Jornal" foi o noticiário mais visto do dia

fonte: Marktest

21 de junho de 2009

Gala "Amor de Verão" nos 22,1% de share

Segundo dados disponibilizados pelo blog A minha tv à momentos é possível saber que a gala "Amor de Verão" transmitida ontem dentro e fora do Campo Pequeno (Lisboa) conseguiu um share de 22,1% sendo o segundo programa visto naquela faixa horária (21h-23h) apenas suplantado pelas novelas da TVI. No entanto o "Jornal da Noite" da Maria João Ruela conseguiu um share de 25,5. O filme que se seguiu à gala fez com que a SIC conseguisse nesse horário um share de 24,8%. No total do dia a SIC ficou em 3.º lugar atrás da RTP 1 e da TVI com 21,4% contra 24,6% e 28,5%, respectivamente.

20 de junho de 2009

"Amor de Verão" HOJE na SIC

HOJE
a partir das 21h30
A NÃO PERDER
na SIC, SIC Online e SIC Internacional
informação oficial

Manhãs SIC a partir de segunda-feira

A partir de segunda-feira esta é a programação juvenil da SIC:
  • 7 horas - SIC Kids
  • 8 horas - Neco - a minha família é uma animação
  • 9 horas - Snobs
  • 10 horas - O Mundo da Patty - estreia
  • 11 horas - Fátima (com Merche Romero)

"SIC ao Vivo" arranca em Vila Nova de Milfontes

A estação de Carnaxide vai pela estrada fora durante 55 dias. A "Fátima" e "Contacto" sucede-se "SIC ao vivo": um directo diário de cerca de quatro horas assegurado por 11 rostos do canal. Simone de Oliveira também participa.
Ora, a lógica de sair fora de portas foi inaugurada logo no lançamento. Jornalistas e apresentadores rumaram até à zona de Sintra. Sob a alçada de um sol inflamado, a magnífica paisagem das Azenhas do Mar fez olvidar o calor. Foi, portanto, num ambiente descontraído, já com os aromas de Verão a pairar, que os responsáveis da SIC apresentaram o projecto que, nas palavras de Luís Marques, director-geral, se trata "de uma operação complexa e ambiciosa".
"Reforçar a ligação da SIC ao país real e retomar contacto directo com os portugueses" foram os objectivos salientados. Já a partir de 29 deste mês, 55 localidades serão palco da programação matinal e vespertina da estação, ao longo de outros tantos dias e sempre em directo, elucidou Nuno Santos, director de Programas. A zona privilegiada será o Litoral. "Mas embora estejamos inclinados para a costa, tal não inviabiliza que façamos incursões pelo Portugal profundo", frisou.
"Mostrar os portugueses uns aos outros", foi outro dos propósitos apontados. José Figueiras, Merche Romero, Nuno Graciano, Ana Rita Clara, Nuno Eiró, Liliana Campos, João Manzarra, Raquel Strada e Vanessa Oliveira serão os apresentadores residentes, sendo que irão formar grupos.
Já Iva Lamarão e Rui Pego Júnior (filho de Júlia Pinheiro) estarão na reserva para procederem a substituições.
No decorrer do almoço, eis que uma figura incontornável não pôde passar despercebida. Simone de Oliveira fará parte da equipa nómada. Rejeitando o título de diva, a actriz e cantora disse que não hesitou em aceitar o convite. A seu cargo estará diariamente um espaço de 15 minutos em que entrevistará protagonistas carismáticos de cada localidade. "Não é pão com manteiga, mas é uma coisa que me agrada", disse, com a pujança que a caracteriza. Mulher que não se deixa intimidar, nem pela violência de uma digressão pelo país, contou que aproveitará "para ir à praia e para tirar fotografias a cada sítio". Brincou ainda: "Não tenho idade, sou intemporal".
O arranque de "SIC ao vivo" acontecerá em Vila Nova de Milfontes.
fonte: site JN

19 de junho de 2009

Mais uma reportagem premiada da SIC

Presidente do Benfica e candidato no "Jornal da Noite"

O presidente do Benfica e candidato a novo mandato à frente dos destinos do clube da Luz, Luís Filipe Vieira, é entrevistado hoje no "Jornal da Noite" da SIC.
Alvo de críticas por alguns sectores dos associados do Benfica, sendo designamente acusado de ter provocado a antecipação das eleições para condicionar/inviabilizar candidaturas concorrentes, Vieira responderá a esta a outras questões pertinentes da vida benfiquista.

O ÚLTIMO "Contacto"

HOJE
ÚLTIMO PROGRAMA
15H30

"SIC ao Vivo"

Prepare-se para viver o Verão na companhia da SIC! Reúna a família, os amigos e as gentes da sua terra e junte-se a nós na maior festa de Verão da SIC! Vamos estar na praia, no campo, na cidade e na aldeia - só para o conhecermos e divulgarmos a SUA história! É altura de tirar o chapéu e a toalha de praia do armário e aventurar-se connosco na maior e mais divertida festa televisiva! Para partilhar a sua história ou curiosidade da sua terra deixe AQUI a sua história ou ligue para 939905353.
Por isso já sabe, se quer fazer uma declaração de amor em directo, surpreender a sua avó, o seu bebé já é um dançarino ou o seu animal de estimação é um espectáculo tome a iniciativa e ligue 93 99 05 353 ou envie AQUI a sua proposta!
Adicione-nos ao FACEBOOK e siga-nos no Twitter


Dia D > a entrevista com menos espectadores

A entrevista de José Sócrates à SIC, quarta-feira, no programa ‘Dia D’, foi a menos vista das seis que concedeu como primeiro-ministro.
Com uma audiência de 9,4% e um share de 26,8%, cativou apenas 893 mil telespectadores. O que significa que Sócrates perdeu 352 mil telespectadores face à anterior entrevista, concedida à RTP em Abril, que conquistou 1 245 mil pessoas.
A mais vista continua a ser a entrevista dada também à estação pública a 11 de Abril de 2007, quando se assinalaram dois anos de governo, com 1 627 mil telespectadores. Em terceiro (1 225 mil telespectadores) ficou a entrevista dada à SIC em Janeiro deste ano. Seguem-se as entrevistas de Fevereiro de 2008 (SIC, 1 212 mil telespectadores) e Fevereiro de 2005 (RTP 1 1167 mil telespectadores).
fonte: site CM

18 de junho de 2009

SIC Radical com futsal em 2 dias

No próximo sábado, dia 20 de Junho, Benfica, à procura do tri-campeonato, e Belenenses, em busca do primeiro troféu, iniciam a disputa pelo título de Campeões Nacionais da I Divisão de Futsal/FUTSAGRES, numa inédita final à melhor de cinco encontros.
O primeiro encontro entre as duas formações está agendado para as 19h00 do próximo sábado, enquanto que a segunda partida terá início pelas 18h00 de domingo (21 de Junho).
Ambos os jogos serão disputados no Pavilhão Império Bonança (Ex-Pavilhão nº1 do Benfica) e terão honras de transmissão em directo pela SIC Radical para o Continente, Açores e Madeira.

Contacto acaba amanhã depois de 3 anos e meio

Três anos e meio depois o Contacto despede-se dos espectadores amanhã. Nuno Graciano, Rita Ferro Rodrigues, Cláudia Semedo, Ana Rita Clara, Nuno Eiró e Maya foram os apresentadores deste talk-show que chegou a liderar as audiências nas tardes televisivas de Portugal. Nascido pela mão de Francisco Penim no ano de 2006 o Contacto despede-se três anos e meio depois. Risos, gargalhadas, humor, muita música, convidados de luxo, choro e solidariedade fizeram parte do dia a dia dos portugueses sem contar com o maior passatempo integrado num programa de televisão sem ser concursos. Muito dinheirinho deu o “Dominó”… Vamos ter saudades do Nuno Graciano e de Maya. Foi há quase um ano que Rita Ferro Rodrigues deixou o programa… Ana Rita Clara e Nuno Eiró foram os anfitriões do programa durante as férias dos apresentadores “oficiais” do programa. Dois cenários diferentes. O humor sempre fez parte deste programa: Francisco Menezes, Carlos M. Cunha, Ricardo Peres e César Mourão, além de Carlos Cunha, de Fernando Rocha, entre muitos outros… Também se “cuscou” muito neste programa na rubrica “Calor da Tarde” com comentadores como José Castelo Branco, João Malheiro, Marta Cardoso, Cláudia Jacques entre outros. A presença assídua das sextas-feiras era Luciana Abreu com a sua rubrica semanal. Bibá Pitta também passou pelo Contacto…
Enfim, um sem número de coisas de passaram… que ficam para a história da Tv Portuguesa.

17 de junho de 2009

Dia D volta para a semana

No final do programa "Dia D" a jornalista Ana Lourenço anunciou que para a semana haverá outro "Dia D" simultâneo entre a SIC e a SIC Notícias. Depois de José Sócrates será Manuela Ferreira Leite a entrevistada pela Ana Lourenço. Será que Ana Lourenço vai substituir "Mário Crespo entrevista" que foi retirado da grelha?

"Ligou Ganhou" vai de férias no final da semana

Foi no programa de ontem de manhã que Carlos Moura anunciou que esta semana era a última antes das férias do "Ligou Ganhou". Depois de José Figueiras, Carlos Moura conduz a emissão acompanhado por vezes de um "emplastro" que faz o papel de assistente de realização... interpretado por António Raminhos.
Será que o "Ligou Ganhou" voltará na grelha de Setembro? É a questão qq
Posso ainda avançar que a série "O Mundo da Patty" estreia na segunda-feira muito provavelmente no horário das 9h-10h regressando assim a área "tween box" durante a semana.

Dia D especial HOJE na SIC & SIC Notícias

16 de junho de 2009

"Nunos & Nunettes" no Contacto

Quando se juntam dois Nunos não pode dar bom resultado. Ainda por cima depois do “Flagrante Delírio”! Nuno Eiró e Nuno Graciano apresentam “Nunos & Nunettes”. Mais de uma hora de diversão garantida com risotas e gargalhadas é que os dois prometem. A apresentação do grupo aconteceu esta tarde no programa “Contacto”. Para aceder ao site do grupo clique aqui. Veja o vídeo em baixo.

Análise de audiências do Salve-se quem puder

Salve-se Quem Puder é o novo concurso da SIC com apresentação de Diana Chaves e Marco Horácio onde os concorrentes têm que jogar ao tetris humano, isto é, cada concorrente tem de conseguir atravessar uma parede recortada e assim evitar cair à agua.
Este concurso foi exibido pela primeira vez a 1 de Junho, segunda-feira, com 11% de audiência média e 29.7% de share. Na primeira semana as seis emissões transmitidas registaram 10.1% de audiência média e 26.5% de share. O melhor programa foi emitido a 3 de Junho com o resultado de 12.2% de audiência média e 30.3% de share.
Os 6 programas foram vistos por 5.718.600 indivíduos residentes em Portugal Continental com 4 e mais anos o que se traduz num contacto de 60.5% dos indivíduos.
No perfil de audiência, este concurso regista a melhor adesão no Litoral Norte. Por classe social, a Classe C2 detém o melhor perfil de audiência, com um consumo 34%. Em relação ao género, a melhor adesão pertence à população feminina. Na faixa etária, o melhor desempenho manifesta-se junto das crianças (4/14 anos) e nos indivíduos entre os 35 e os 44 anos.
fonte: Marktest

Para os mais distraídos aqui ficam algumas notas sobre a programação

  • no passado sábado foi exibido o último programa do Guinness, mundo dos recordes;
  • o programa Mário Crespo Entrevista foi retirado da nossa emissão;
  • oportunamente iremos anunciando os locais por onde passará o programa de verão da SIC, para que os espectadores fiquem esclarecidos.
  • Quarta-feira, o Primeiro-Ministro José Sócrates responde a Ana Lourenço no Especial Dia D, depois do Jornal da Noite, na SIC;
  • A SIC ganhou o concurso para a transmissão de 18 jogos do Mundial 2010;
  • Reveja-se (ou não) na sitcom Cenas do Casamento e divirta-se! De segunda a quinta-feira, às 22h20, na SIC;
  • Salve-se quem puder, o concurso mais louco e divertido da televisão, de segunda a sexta (ao sábado edição com Figuras Públicas), na SIC;
  • De 2ª a 6ª feira, Nós por Cá votamos em si, na SIC, às 19h10;
  • E ainda Aqui e agora com Rodrigo Guedes de Carvalho, às quintas, depois do Jornal da Noite, na SIC;
  • O poder local como nunca o viu. Camilo – O Presidente à sexta-feira na SIC.

"Amor de Verão" com Diogo Morgado

Para assinalar os 80 anos da Fiat em Portugal, a marca italiana propôs à SIC a realização de um espectáculo, programado para o próximo sábado. Diogo Morgado apresenta a gala que culminará com a revelação do quinto elemento.
"Amor de Verão", título que serve também o intuito de se celebrar a chegada de uma nova estação, terá transmissão em directo, às 21.30 horas, a partir do Campo Pequeno, em Lisboa. O tal quinto elemento, que tem vindo a ser repetidamente anunciado pela estação de Carnaxide, continuará a ser um segredo até ao final da gala. Faz parte da estratégia comercial levada a cabo pela Fiat.
A acção concertada entre publicidade e programa de televisão é assumida. Trata-se de "construir em cima de uma comunicação comercial, uma comunicação para o audiovisual", explicou, ontem, Luís Marques, director-geral da SIC. Este tipo de parceria incorpora uma tendência crescente no mercado, assinalou, a que não é alheia, nesta fase, a conjuntura de crise. "Será um bom produto que responderá aos objectivos comerciais da Fiat e também um bom programa de televisão".
Coube a Nuno Santos justificar a escolha do actor: "Encarna bem o espírito do espectáculo", justificou o director de Programas. "A nossa relação com ele também contempla a apresentação e o Diogo tem-se mostrado disponível para isso".
Da parte da Fiat, além do entusiasmo demonstrado com a celebração da presença da marca no nosso país - "será uma verdadeira homenagem aos portugueses", disse Stefano Solfaroli Camilocci, director-geral da Fiat em Portugal - pretende-se promover um novo modelo de automóvel.
fonte: Site JN

Diogo Morgado apresenta Festa de Verão

A estação de Carnaxide vai festejar a entrada no Verão no sábado com um espectáculo no exterior do Campo Pequeno. Diogo Morgado vai fazer as honras da casa, neste caso, da rua, com muitas caras da SIC... e não só. O canal de Luís Marques e Nuno Santos fez uma parceria com uma marca de carros italiana, que vai lançar nessa noite um novo modelo, com uma festa depois do espectáculo, que acontecerá no interior da praça de touros.
"Vai ter a duração de uma hora e meia e vai ser produzido pela Endemol", começou por dizer Nuno Santos, director de programas da SIC, que acrescentou: "A apresentação vai ser feita por Diogo Morgado, porque encarna bem o espírito do carro, que é direccionado para pessoas entre os 30 e 40 anos. Além disso, ele gosta de representar, mas também gosta de apresentar."
Contactado pelo DN, Diogo Morgado confirmou esse gosto. "Quando me identifico com o projecto, adoro apresentar, mas a minha vida é representar. Este espectáculo vai ser muito descontraído e cheio de surpresas. Além de ter pessoas conhecidas a cantar [que normalmente não cantam], vai ter partes cómicas", revelou o actor, que vai voltar à ficção da SIC a partir de Setembro. Merche, Ana Bola e Maria Rueff são três nomes confirmados, sendo que a participação dos Gato Fedorento é uma forte possibilidade.
fonte: DN

15 de junho de 2009

Tá a Gravar e Grande Reportagem no top 5

No dia 14 de Junho (ontem) a SIC ficou em 2.º lugar sendo que esteve a meio das suas concorrentes isto porque enquanto que a SIC teve 24,7%, a RTP1 teve 22% e a TVI 26,8%.
Quanto a programas mais vistos da SIC foram 2 e logo no top 5! A informação mais premiada com a “Grande Reportagem SIC” alcançou 27,5% de share sendo o 3.º programa mais visto e o primeiro programa de informação dos canais. Em quinto lugar dos mais vistos ficou o regresso do “Tá a Gravar” com um share de 25,4%.

14 de junho de 2009

"Portugal de lés a lés" arranca dia 29

'Portugal de Lés a Lés’ é o nome do programa de Verão da SIC, que estreia no dia 29. Merche Romero, Vanessa Oliveira e Liliana Campos fazem dupla com Nuno Graciano, Nuno Eiró e José Figueiras, respectivamente, neste formato de entretenimento que vai percorrer o País ao longo de 55 dias. Ana Rita Clara, Raquel Strada e João Manzarra são os repórteres de serviço.
Com exibição de segunda a sexta-feira em dois horários, de manhã e à tarde, e em directo, ‘Portugal de Lés a Lés’ visitará 55 localidades durante os meses de Verão.
"A maioria das regiões que vamos visitar são do Litoral, mas também vamos ao Interior. Temos ainda a ambição de ir à Madeira e aos Açores, mas não está confirmado", adiantou anteontem ao CM Nuno Santos, director de Programas da SIC, à margem das ‘Marchas Populares de Lisboa’.
"Pretendemos colocar a SIC na vida dos portugueses e mostrar o País em férias com um formato de entretenimento que terá jogos, música, entrevistas e contará com a participação do público. Será um programa divertido de acordo com o Verão", acrescenta.
Manolo Bello, responsável da produtora Comunicasom, com quem a SIC trabalha há cerca de 15 anos, irá prestar apoio técnico no ‘Portugal de Lés a Lés’. O programa de Verão terá de resto produção interna da estação de Francisco Pinto Balsemão.
PORMENORES
VERÃO
Os programas ‘Fátima’ e ‘Contacto’, exibidos, respectivamente, de manhã e à tarde, despedem-se dia 26 de Junho.
POPULAR
O novo formato da estação de Carnaxide pretende voltar aproximar a SIC do público, um desejo há muito manifestado pelo director-geral Luís Marques.
fonte: site CM

13 de junho de 2009

All Stars HOJE na SIC às 18h15

José Mourinho vai orientar uma das equipas do jogo «All Stars», evento organizado pela Fundação Luís Figo. O técnico aceitou o convite do jogador, com quem trabalha no Inter, e vai marcar presença em Genebra, cidade suíça que acolhe o evento, a 13 de Junho.
De resto, diga-se que os representantes do Inter não se ficam por aqui. Ibrahimovic e Chivu já confirmaram a presença. De Portugal vai sair um forte contingente de convidados, com Pauleta, João Moutinho, Miguel Veloso, Maniche, Fernando Couto, Sá Pinto, Bruno Alves e Dimas entre os nomes anunciados. O cantor Tony Carreira também vai participar na iniciativa, assim como o tenista espanhol Rafael Nadal.
O encontro tem por objectivo recolher fundos para a Fundação Luís Figo e para a Fundação G4 Ultimate Dream, para desenvolver projectos sociais junto de crianças e jovens desfavorecidos.

Semanas depois da sua despedida oficial dos relvados, Luís Figo volta a entrar nas quatro linhas para mais um jogo All Stars, uma acção de solidariedade. É este sábado, a partir das 18h15, com transmissão em directo na SIC. Entre na festa e deixe aqui a sua mensagem de apoio ao internacional português.Se quiser ver a sua mensagem em directo, durante o jogo no rodapé da SIC, envie FIGO (espaço) seguido da sua frase para o 3363 (0,60 €).
O All Stars 2009, promovido pela Fundação Luís Figo e a Fundação G4 Ultimate Dream, vai decorrer no Estádio de Genebra, na Suíça, com a participação de figuras como Pauleta, Sá Pinto, Miguel Veloso, Maniche, Fernando Couto, Oceano, Dimas, Hagi e Chivu.A equipa de Figo será orientada por José Mourinho, enquanto que Fábio Capello e Giovanni Trapattoni asseguram o comando técnico dos "adversários".As receitas do evento revertem para os projectos sociais das duas fundações, focadas no apoio a crianças e jovens desfavorecidos.Aos 36 anos de idade, Luís Figo despediu-se do futebol profissional no fim da última temporada, ao serviço do Inter de Milão.Participe na festa de despedida do português e envie-nos o seu comentário.

12 de junho de 2009

Cartaz das Marchas

10 de junho de 2009

Pelos caminhos de Portugal... a partir de dia 29

Começa dia 29 de Junho o périplo da equipa da SIC pelo país. A grande operação televisiva que estacionará em 55 locais de Norte a Sul para gravar em directo vai envolver nove apresentadores: Nuno Eiró, Nuno Graciano, José Figueiras, João Manzarra, que transita da SIC radical, são o núcleo masculino. Vanessa OLiveira, Raquel Strada, Merche Romero, Ana Rita Clara e Liliana Campos, as suas parceiras.
Em vez de duplas, estarão a funcionar grupo de três apresentadores. De manhã, estará um trio e à tarde outro. E vão-se revezando.
A aposta na proximidade com os espectadores, levará os profissionais da SIC até às vilas e praias espalhadas pelo país.
Anteontem, note-se, José Eduardo Moniz, director-geral da TVI, concorrente da SIC, referiu-se a esta operação, indirectamente, assinalando que a produção afecta à sua empresa não pode ser feita fora do estúdio por uma questão de ordem financeira.
fonte: JN

SIC emite Mundial

A SIC vai transmitir em directo 18 jogos do Mundial de futebol, a decorrer na África do Sul, em 2010. "Estamos muito satisfeitos. Esta é uma iniciativa muito importante para a reestruturação da SIC e, obviamente, para o próximo ano", afirma ao CM Luís Marques, director-geral da estação.
O concurso para o sublicenciamento de 18 dos 64 jogos foi aberto pela RTP, que detém os direitos do Campeonato do Mundo de Futebol FIFA 2010. A estação pública "vai transmitir o jogo de abertura do Mundial, todos os jogos em que a selecção de Portugal marcar presença, o apuramento do terceiro e quarto lugares e quatro dos oitavos-de-final. Os restantes são da SIC", diz ao CM fonte oficial da RTP, acrescentando que a TVI também concorreu a este concurso, "mas ficou de fora porque a oferta da SIC era mais elevada".
Dos 18 jogos que a SIC vai transmitir, 14 dizem respeito à fase de grupos. Os restantes quatro são relativos aos oitavos-de-final. "Vamos fazer uma boa cobertura do Mundial. Será uma cobertura total e rigorosa de todos os momentos essenciais, porque além do jogo vamos ter várias equipas em campo", acrescenta ao CM Luís Marques.
A selecção de Portugal, apesar da vitória frente à Albânia, no último sábado, ainda não garantiu presença no Mundial de Futebol. Para lá chegar terá de enfrentar quatro jogos. O próximo será contra a Dinamarca, a 5 de Setembro deste ano. Quatro dias depois, defronta a Hungria.
MAIS DADOS
6,5 MILHÕES EM 2006
Em 2006 a SIC pagou por 13 jogos do Mundial da Alemanha, incluindo os de Portugal, cerca de 6,5 milhões de euros. Agora, o valor terá sido muito inferior.
AUDIÊNCIAS
A TVI, apurou o CM, terá feito uma oferta inferior já que capta mais audiências com ficção nacional. Para a SIC, porém, o futebol é muito importante.
ANUNCIANTES
Além das audiências, este negócio permite à SIC aliciar o mercado publicitário, trazendo novos investimentos para o canal.
fonte: CM

9 de junho de 2009

SIC no Mundial 2010

A SIC ganhou o concurso de sublicenciamento aberto pela RTP para a transmissão de 18 jogos do Mundial 2010.
Dos 18 jogos, 14 serão da fase de grupos e os quatro restantes dizem respeito aos oitavos-de-final.
A SIC, para além da transmissão dos jogos, acompanhará este evento desportivo,estando desde já prevista uma cobertura total e rigorosa de todos os momentos essenciais que se irão passar na África do Sul.
fonte: SIC Online

8 de junho de 2009

SIC tem nova aposta para os mais jovens

Estão vários blogs a referir que "O Mundo da Paty" estreia no final do mês. Mais propriamente dia 22 de Junho. Suspeito que seja para integrar o espaço "Tween Box". Aqui fica uma pequena sinopse da história:
No início da história, Carmen (Griselda Siciliani) e sua filha Patricia (Laura Natalia Esquivel), conhecida simplesmente por "Patito"(Na Argentina, Pato é apelido natural para as Patrícias), vivem na cidade de San Carlos de Bariloche. Patito se apaixona por Matias (Gastón Soffritti), no qual chega de férias da cidade de Buenos Aires. Ela põe o nome do seu cachorrinho de Matías, também.Pouco depois, ambas viajam para Buenos Aires para uns estudos médicos. Ali, Patito encontra por casualidade com o diretor do hospital, Leandro Díaz Rivarola (Juán Darthes), sem saber de que ele é seu pai. Ambas ficam na cidade para realizar um tratamento à Patito.Apesar das itenções de Leandro de retomar sua relação com Carmen, o reencontro de ambos se dificulta por Blanca (Gloria Carrá), la novia de Leandro que tenta casar-se com ele por interesse. Sua filha, Antonella (Brenda Asnicar) vai a mesma escola que entra Patito, e era a namorada de Matías.Assim, se generam relações antagônicas entre Carmen e Blanca, e entre Patito e Antonella. Esta última dirige um grupo de coreografias escolares, "Las Divinas". Patito se une a um grupo rival que se forma na mesma escola, "Las Populares".

Horário Nobre da SIC de Hoje

SIC em 2.º e Eleições em 4.º (a análise)

O dia de ontem prometia e muitos foram os que seguiram os conselhos do Rodrigo, da Clara, do Bento, da Ana e do Pedro. A SIC ficou em 2.º lugar. Poderia ter ficado em primeiro lugar dos canais mais vistos se a TVI não voltasse a apostar nas cantorias...
A RTP1 por sua vez gasta o dinheiro que tem (e não tem) e vai para o Mosteiro dos Jerónimos fazer uma emissão gigantesca que ultrapassou em muito o que se falava. Em pleno claustro com grandes tapetes azuis. Um cenário bonito (do claustro iluminado) mas não tão bonito com aqueles tapetes azuis que iriam culminar numa mesa. Não gostei pura e simplesmente. Depois outro pormenor é que poderia ter chovido para lhes estragar a emissão(eh eh eh eh) e outro é a constante falha gráfica e o Zé Alberto a repetir inumeras coisas segundos depois do José Rodrigues dos Santos... E já agora o som das gaivotas era perfeito naquela emissão...
A TVI apostou fraco nesta emissão e perdeu... Muito nervosísmo, muitas falhas técnicas (gráficas e directos), comentadores que não comentam nada, enfim, fraquinho...
A SIC foi a melhor. Os vídeos da SIC Online com os pivots prometiam uma grande emissão. Basta dizer que a SIC voltou a casa durante as noites eleitorais (outras emissões era feitas na Edimpresa). Aproveitar a redacção do canal para fazer um estúdio é bom resultado. Comentadores à altura (principalmente o Ricardo Araújo Pereira - que me surpreendeu pela positiva - e o António Barreto). Rodrigo Guedes de Carvalho, Clara de Sousa, Bento Rodrigues, Pedro Mourinho e Ana Lourenço seguros no que estavam a fazer e a deixar falar os comentadores.
Depois disto digo as audiências: A SIC ficou em 2.º com um share de 24,2%, a RTP1 em 3.º com um share de 22,5% e a TVI que ganha o dia (muito por força das cantorias) com 28,1%.
Em relação às emissões eleitorais propriamente ditas a RTP ganhou! O programa da RTP foi de resto o 2.º mais visto com um share de 28,9%. A SIC aparece em 2.º lugar das emissões eleitorais e em 4.º nos mais vistos com um share de 24%. A TVI vem atrás com 23,7% tendo sido o 5.º programa mais visto.

"Cenas do Casamento" estreia HOJE

Trata-se de uma ideia há muito gizada que esteve na gaveta até agora. Pautada pela comédia, a série "Cenas do casamento", adaptada de original espanhol, chega à antena da SIC com honras de horário nobre tardio.
Várias gerações de actores cruzam-se numa dinâmica que satiriza certas fases do matrimónio. Que não haverá casamentos perfeitos é já um lugar comum. Subjacente a este chavão, a nova ficção da SIC, preconiza, quase em jeito de rábula frenética quanto ao ritmo da narrativa, lançar um olhar apostado na proximidade com os espectadores, cuja tónica se deposita no humor.
Três casais. Outras tantas faixas etárias. Um recentemente enlaçado, que se vai desiludindo com as pretensas maravilhas de uma vida partilhada a dois: Sónia e Miguel. O de meia-idade, já contemplado pelas agruras da união e algo descrente no evoluir positivo da relação: Marina e Roberto. Finalmente, o que está junto há 40 anos, pelo que a troca de palavras se esgota na ironia e se reveste de discussão: Graciete e Avelino.
A partir desta segunda-feira este leque de personagens estará no ecrã da SIC, depois de "Salve-se quem puder", de segunda a quinta-feira, uma vez que o lugar cativo das sextas é ocupado por "Camilo o presidente", como disse o director de Programas, Nuno Santos.
"Cenas do casamento" conta com um elenco de luxo. Márcia Breia e Octávio Matos interpretam os papéis relativos ao matrimónio sénior, Cláudia Cadima e João Didlet dão vida àquele já amadurecido, enquanto Susana Mendes e Tobias Monteiro vestem o de carácter embrionário.
As vicissitudes que tocam aos seis, ainda que pinceladas por cromatismos distintos pelos hiatos geracionais, coexistem no mesmo prédio e, apesar da relação de vizinhança, o único denominador entre os casais reside nas adversidades conjugais.
Em declarações ao JN, Virgílio Castelo, consultor para a ficção da SIC, embora tenha salvaguardado que o projecto era anterior à assunção deste seu cargo, asseverou que a intriga "é suficientemente universal" para que não se procedessem a alterações significativas" ao guião pioneiro.
No país vizinho, a série tem granjeado excelentes audiências na Telecinco.
fonte: site JN

7 de junho de 2009

Mais algumas fotos dos preparativos das Eleições Europeias 09







A SIC tem mais de 100 profissionais a trabahar hoje. Desses, 5 são pivots e 35 são repórteres. Temos 8 comentadores, incluindo os dois Ricardos (o Costa e o Araújo Pereira), directos de Londres e Bruxelas, a mais moderna tecnologia gráfica na Europa, 5 carros de satélite e 20 câmaras



Saiba tudo sobre as Eleições Europeias 09

Algumas fotos dos estúdios de logo à noite