DANCIN' DAYS

estreia SEGUNDA na SIC a novela onde vale a pena sonhar!

ÍDOLOS

Domingo temos músicas do século XXI com os 10 finalistas

BOA TARDE

O talk show das tardes da SIC

ROSA FOGO

Assiste à novela no horário nobre da SIC

FINA ESTAMPA

Já estreou na SIC!

31 de maio de 2009

sicblogue.hi5.com é o Hi5 deste blogue!

Cumpre informar d que o SIC Blogue tem um hi5 criado no dia 13 de Setembro de 2008. No entanto o SIC Blogue sabe que há um outro hi5 com o mesmo nome e com o mesmo grafismo (!) que não pertence a este blogue. Pelo que, se nos quiser adicionar à sua lista de amigos poderá fazê-lo clicando em http://sicblogue.hi5.com. É este o hi5 deste blogue

Violência no Nmoro em Grande Reportagem

“Amor do Avesso” é o título da grande reportagem que vai para o ar domingo à noite, depois do Jornal da Noite, na SIC. Segundo o único estudo académico feito em Portugal sobre o tema da violência no namoro, um em cada quatro jovens portugueses já experimentou essa violência, episódios que marcam para sempre a vida das vítimas.
A reportagem que a SIC hoje emite conta a história de quatro jovens, de ambos os sexos, que viveram relações íntimas devastadoras. São também ouvidas uma agressora e as autoridades.

30 de maio de 2009

Ana Lourenço nas Eleições Europeias 09

29 de maio de 2009

Pedro Mourinho revela alguns segresso das Eleições Europeias 09

António Barreto comenta as Eleições Europeias

O sociólogo António Barreto foi uma das personalidades escolhidas pela estação de Carnaxide para ser comentador de serviço na noite das Eleições Europeias que terão ligar no próximo dia 7 de Junho.
Desta feita, Barreto juntar-se-á aos elementos residentes do programa da SIC Notícias "Quadratura do Círculo", António Lobo Xavier, Pacheco Pereira e António Costa, no centro de debate da emissão que caberá a Clara de Sousa conduzir.
A SIC está ainda a preparar uma mega-operação informativa em virtude do acto eleitoral. Cerca de 100 profissionais, 35 repórteres e pelo menos cinco carros de exteriores, estarão a trabalhar para o efeito. Estão ainda previstas ligações em directo a várias capitais europeias.

28 de maio de 2009

Análise das Audiências do Mundo dos Recordes

Rita Andrade apresenta aos sábados, na SIC, o programa Guinness O Mundo dos Recordes, onde mostra alguns dos desafios mais insólitos e de maior tensão que os candidatos, espalhados pelo planeta, estão dispostos a passar para poderem fazer parte do livro da fama.
O magazine do Livro dos Recordes estreou a 4 de Abril, com 9.3% de audiência média e 30.2% de share que continua a ser das emissões transmitidas, o melhor registo. Até à data foram transmitidos nove programas que detêm 6.6% de audiência média e 26% de share.
No perfil de audiência e por região destacam-se as regiões do Interior e do Litoral Norte. Por classe social, a melhor adesão pertence à Classe C2 que é responsável por mais de 40% da audiência do programa. Por Género, O Mundo dos Recordes regista a melhor adesão junto da população feminina. Na faixa etária, o magazine apresentado por Rita Andrade detêm o melhor perfil de audiência junto dos alvos 4/14, 15/24 anos e 35/44 anos que juntos totalizam mais de 50% da audiência de O Mundo dos Recordes.

Selecção joga na SIC dia 6 de Junho

27 de maio de 2009

Na próxima época não há futsal na SIC

Ponto final na ligação entre a SIC e a FPF. Depois de dois anos a transmitir os jogos da 1ª Divisão e da Taça de Portugal, a estação televisiva já informou os responsáveis da Federação Portuguesa de Futebol que não está interessada em renovar o contrato, segundo informa a edição desta terça-feira do jornal A Bola. Gilberto Madaíl já está a tentar negociar com outro parceiro - a SportTV é sempre uma hipótese - no sentido de assegurar as transmissões nas próximas épocas.
fonte: Sapo Infodesporto

Henrique Cymerman galardoado

"Fiquei muito contente e surpreendido, pois este tipo de distinções são muito políticas e eu nunca estive ligado a lóbis", disse ao CM Henrique Cymerman. O correspondente da SIC em Israel, que também colabora com o diário ‘La Vanguardia’ e com a TV Antena 3, de Espanha, foi distinguido com o Prémio Godó 2009, o mais alto galardão de jornalismo, atribuído pela Fundação Conde de Barcelona.
Uma série de reportagens sobre os 40 anos da guerra entre árabes e israelitas, publicadas no diário catalão, valeu-lhe a distinção. Mas o jornalista considera que foi "apenas um pretexto". "Tomaram a decisão de me premiar e escolheram depois as reportagens. Queriam distinguir o meu trabalho, pois, no fundo, represento uma visão neutral do conflito."
Para Cymerman, receber o Prémio Godó foi "um reconhecimento importante. Fiquei muito contente e quem diz que estes prémios não importam não está certo. Claro que importam. O Prémio Godó já foi entregue a jornalistas como Robert Fisk e, em 2008, foi atribuído ao ‘The New York Times’".
O jornalista, de 50 anos, vive em Israel desde os 16 e tem-se destacado pela imparcialidade com que relata os acontecimentos no Médio Oriente. Já foi distinguido com a Ordem do Infante D. Henrique.
PERFIL
Henrique Cymerman nasceu no Porto em 1959. De origem judaica, mudou-se para Israel, onde se licenciou em Ciências Sociais. Em 1982 trocou a carreira docente pelo jornalismo.

26 de maio de 2009

Conceição Lino de regresso ao "Nós Por Cá"

Depois de ontem o programa ter sido apresentado pelo coordenador do programa Augusto Madureira, Conceição Lino voltou hoje à apresentação do seu "Nós Por Cá".
E por falar do "Nós Por Cá" de ontem este ontem por ser reduzido alcançou apenas 17,7% de share e 5,0 de rat. (fonte: a Minha tv)

Mega Operação SIC nas "Eleições Europeias 09"

Dia 7 de Junho, os portugueses vão eleger os deputados ao Parlamento Europeu. Para além da eleição dos 22 eurodeputados, o início da campanha eleitoral mostra que todos os partidos vão estar também atentos ao efeito que os resultados terão na preparação das eleições legislativas, que se realizarão depois do Verão, em data que o Presidente da República ainda não marcou.
Na noite das eleições, a SIC vai apresentar uma mega-operação de informação. Mais de 100 profissionais, 35 repórteres, pelo menos 5 carros de exteriores, ligações em directo a algumas das principais capitais europeias – eis os meios técnicos e humanos envolvidos na noite eleitoral da SIC. Uma sondagem à boca das urnas vai revelar, assim que fecharem as urnas em toda a Europa, a projecção dos resultados em Portugal. Ficaremos de imediato a saber quem ganha, quem perde, quais são os eleitos e quem vai ficar de fora do Parlamento Europeu. Nos próximos dias revelaremos mais pormenores sobre a emissão eleitoral, que envolverá a SIC, a SIC Notícias e a SIC Online. Este ano, no âmbito da operação “Portugal 2009”, que junta SIC, Expresso e Visão, o acompanhamento das eleições europeias será feito também nas redes sociais da Internet. A próxima operação especial de informação do “Portugal 2009" irá para o ar amanhã mesmo, no Jornal da Noite. Depois do desemprego, da saúde e da educação, amanhã será a vez do “combate à crise”. Como vamos recuperar a confiança? Que medidas concretas existem na sociedade portuguesa para ultrapassar a crise – estas serão algumas perguntas que um conjunto de reportagens, entrevistas e directos procurarão dar resposta, logo a seguir ao Jornal da Noite da SIC.
fonte & vídeo: SIC Online

SIC vai estar na Kidzania

Qualquer criança que tenha vontade de ser apresentador de um concurso, pivô de noticiário ou operador de câmara vai ter um local onde pode realizar esse sonho sem ter de esperar em acabar os estudos. É que a SIC criou um estúdio no espaço Kidzania, no centro comercial Dolce Vita, na Amadora. A inauguração está marcada para o Dia das Crianças, 1 de Junho.
"Vamos ter um estúdio de televisão e uma mini régie, onde as crianças vão ser tratadas como se fossem adultos", começou por explicar ao DN Vanessa Romeu, directora de marketing e publicidade da SIC. "Vão poder apresentar programas de informação e entretenimento ou fazerem de operadores de câmara, editar imagens e som", acrescentou a responsável.
A própria mesa do noticiário vai ser parecida com a do Jornal da Noite, dos estúdios de Carnaxide. E os pequenos pivôs vão vestir um blazer com o logótipo da SIC. "As filmagens vão ser à séria e no final podem levar um DVD com a sua prestação. O estúdio da SIC na Kidzania vai ter monitores, alguns preparados em Carnaxide, que vão ajudar as crianças nas suas funções", explicou ainda Vanessa Romeu.

25 de maio de 2009

Augusto Madureira no "Nós Por Cá"

Surpresa das surpresas. Augusto Madureira está de volta à apresentação de programas informativos. Isto acontece agora no “Nós Por Cá”. Será que a Conceição Lino passou o testemunho a Augusto Madureira? Tem estado por detrás das câmaras a coordenar a equipa do programa mas hoje saltou para a frente das câmaras. Brevemente a resposta.

O "Nós Por Cá" em Viseu

"Nós Por Cá" reduzido em meia hora

Por arrancar hoje a campanha eleitoral para as eleições europeias agora o Nós Por Cá apresentado por Conceição Lino é compactado para apenas meia hora de duração com início previsto para as 19h30. Esta medida está de acordo com o habitual Tempo de Antena que os partidos candidatos gozam antes das eleições

Marta Fernandes em "De Maneira que é Assim"

Marta Fernandes vai voltar a aparecer no ecrã da SIC. Depois de ter encarnado a personagem Lili na novela "Chiquititas" (SIC), a actriz aceitou participar em "De Maneira Que É Assim", um programa de humor que deverá chegar em breve à estação de Nuno Santos. "Tive a gravar há três semanas. Foi um programa relâmpago com a Teresa Guilherme. Cada programa tem um tema e a acção centra-se à volta de duas situações fixas. Existem duas cabeleireiras e dois velhos que estão a assistir a um programa na televisão. O objectivo é falar de um dos temas de forma caricaturada", explicou a actriz à Notícias TV. Embora já não fizesse televisão "há algum tempo", Marta garante que é feliz a "viajar por vários universos". "Eu gosto de fazer televisão mas não é fundamental. Gosto de me envolver em projectos nos quais me identifico. Tenho muitas saudades de fazer teatro. Mas gosto, sobretudo, de viajar por vários universos faz-me sentir realizada", justificou.
fonte: DN

24 de maio de 2009

Nuno Lopes afinal também recebeu um Globo... Veja no Fama Show

Na gala da SIC, o actor Nuno Lopes entregou o Globo de Ouro conquistado com o filme “Goodbye Irene” ao antigo professor António Feio e emocionou a plateia. O programa da estação de Carnaxide “Fama Show” decidiu recompensar Nuno Lopes pelo gesto altruísta e entregou-lhe uma nova estatueta.
Foi no Coliseu dos Recreios, pelas mãos de uma das apresentadoras, Liliana Campos. A reacção do actor e a sua descrição do momento em que atribuíu o Globo a António Feio é transmitida na edição deste domingo do programa.
fonte: site JN
foto: CARAS

Merche Romero na SIC «de pedra e cal»

Tudo parece correr bem a Merche Romero. Dois meses e meio depois de se ter estreado na condução do programa ‘Fátima’, da SIC, Nuno Santos, director de programas da estação, decidiu premiar a apresentadora pela sua prestação e quer garanti-la no canal para projectos futuros.
Apesar de ainda não haver data prevista para Fátima Lopes regressar à televisão, a SIC já está a preparar um programa para Merche. Durante a próxima semana serão acertados os moldes em que o novo projecto irá ser definido, sabendo-se apenas que ocupará a parte da tarde da grelha do canal.
Patrícia Pereira, a agente da apresentadora, não quis adiantar muitos pormenores à Vidas, mencionando somente que Merche Romero não pretende abandonar a televisão. 'Sem dúvida que ela quer continuar ligada à apresentação, mas ainda é cedo para falar dos projectos futuros', referiu.
Por isso, as férias da apresentadora terão de ser adiadas para já, e o Verão deverá ser passado nos estúdios de Carnaxide.
fonte: site CM

23 de maio de 2009

"Salve-se quem puder" dia 1 de Junho na SIC

Parlamento Europeu premeia jornalista da SIC

O Parlamento Europeu premiou a nível nacional jornalistas da SIC, da Rádio Universidade FM e da revista Notícias Magazine por trabalhos que se destacaram pela "qualidade e promoção de um melhor conhecimento da União Europeia (UE)", foi hoje anunciado.
Naquela que é a II edição do Prémio de Jornalismo do Parlamento Europeu, o júri nacional escolheu os três vencedores portugueses nas áreas de Televisão, Rádio e Imprensa, divulgou hoje em comunicado o gabinete em Lisboa do Parlamento Europeu.
Na categoria Televisão, foi distinguida a jornalista Rebecca Abecassis, da SIC, com a reportagem "Como a França vê o futuro da União Europeia", pela "actualidade e recurso a várias fontes, que permitiu tratar um assunto sensível e importante de forma plural e bastante esclarecedora".
(...)
Os vencedores nacionais concorrem agora com os seleccionados nos restantes 26 Estados-membros da União Europeia.
O vencedor europeu de cada uma das quatro categorias a concurso será conhecido em Setembro.
O prémio, no valor total de 20 mil euros (cinco mil euros para cada categoria) será entregue em Outubro.
O júri português foi constituído pelo director do Cenjor, Fernando Cascais, pela presidente da Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal, Belén Rodrigo, pela vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas, Rosária Rato, e pela secretária-geral da Associação Portuguesa da Imprensa, Joana Ramada Curto.
O júri europeu será constituído por três eurodeputados e seis representantes da classe profissional de jornalistas em Bruxelas.
fonte: Diário Digital
foto: Doc Lisboa

Resultado da Sondagem sobre os Globos de Ouro

Vale pela maioria absoluta! Brevemente mais sondagens no SIC Blog

Exame Informática na SIC Notícias

Começa este sábado, na SIC Notícias, o mini-magazine informativo dedicado a novas tecnologias de informação. O programa resulta de uma adaptação para o pequeno ecrã da revista Exame Informática.
Esta aposta, designada de "Exame Informática Tv", pretende "dar a conhecer e avaliar, de forma acessível e atraente, as novas tecnologias da informação", afirma António José Teixeira, director da SIC Notícias.
"Passaram 14 anos desde que nos aventurámos no papel e mais tarde na internet. Agora temos um novo desafio: a televisão", assinala o director da Exame Informática.
fonte: site JN
foto: Exame Informática

Sandra Barata Belo entre o Globo de Ouro e o "Eterno Amor"

De uma ilustre desconhecida, Sandra Barata Belo foi catapultada para as luzes da ribalta. "Amália" foi o papel que lhe valeu reconhecimento, firmado com um Globo de Ouro. Agora, prepara-se para integrar a nova novela da SIC.
Não seguiu os trâmites convencionais de formação como actriz. Ao Conservatório, preferiu o Chapitô. Tendo integrado diversas companhias de teatro, Sandra Barata Belo adquiriu visibilidade pública com o filme que versa Amália Rodrigues, tendo vestido a pele da fadista. Actualmente, encontra-se a gravar a próxima aposta de Carnaxide, cujo título provisório é "Eterno amor", onde terá uma personagem de destaque.
A consagração profissional surgiu nesta edição dos Globos de Ouro, na qual arrecadou a estatueta para melhor actriz de cinema, justamente, em virtude da interpretação na longa-metragem "Amália". "Teatro e cinema são morte ou vida, tudo pode acontecer", disse, afirmando-se surpreendida com a atribuição do prémio. "Nada é garantido, embora as pessoas me dissessem que estaria eleita à partida".
Na cerimónia, Sandra deu nas vistas quando subiu ao palco para receber o galardão, imprimindo uma tónica bastante politizada ao seu discurso de vencedora. "Não temos direitos a nada, é uma profissão que não é reconhecida. Recorremos aos recibos verdes e não há condições", justificou, a posteriori, encaixando-se na figura de proletária da representação. Em jeito de remate, frisou: "O nosso trabalho é sempre político".
Quanto a "Eterno amor", pouco levantou o véu. "Não posso adiantar nada". Sandra, que era dada como protagonista da trama, assumiu que teria um papel de relevo, sublinhando, porém, que "protagonistas seremos todos". A actriz afiançou que se trata de uma "história complexa, de amor". Não poupando elogios ao "elenco fantástico", garantiu que tudo "está a correr lindamente".
Debutante no que toca à dura azáfama do que seja participar numa novela, ainda que tenha tido pequenas experiências no pequeno ecrã em "Chiquititas" e "Família Galaró", assevera que "é mesmo muito difícil". Não sabe se está preparada para o "ritmo alucinante", apenas que está a "gostar do desafio das gravações diárias", entendendo-o como "mais uma absorção de aprendizagens". Salientou "o raro mês de ensaios que houve", descrevendo a intriga como: "Actual, contemporânea, que toca no coração, e vai de encontro às pessoas". Segundo a própria, a sua vida, "como a de todos, é uma novela, às vezes temos é medo de o verbalizar".

Estreou agora uma série na SIC, mas não lhe faltam ideias para o trabalho que se segue. As peripécias de ‘Camilo, o Homem dos Sete Ofícios’ já fervilham na cabeça do actor.
O contrato até 2010 com a SIC obriga o actor a fazer 52 episódios para a estação. Vinte e seis estão já assegurados com a série ‘Camilo, o Presidente’, em exibição. Os outros 26 deverão ser protagonizados por um outro Camilo, um ingénuo homem do Norte que sai da sua pacata aldeia e chega a Lisboa em busca de trabalho e melhores condições de vida.
“É um homem bom, mas é tão ingénuo que se deixa roubar numa caixa multibanco logo à chegada a Lisboa. Sem dinheiro, e com a sua velha mala de cartão, Camilo dorme nos bancos de jardim da cidade. Para sobreviver vai respondendo a anúncios que vê nos jornais que apanha no lixo, mas é tão desastrado que só faz asneiras nos vários empregos por onde vai passando e vai sendo despedido”, desvenda Camilo de Oliveira ao CM.
Este projecto só ficará na gaveta se o produtor Piet-Hein Bakker decidir entregar mesmo a Camilo um formato inglês que quer adquirir por o achar talhado para o popular actor. “Há muito tempo que o Piet-Hein me sonda. Há uns dez anos disse-me que tinha um projecto para eu desenvolver na Endemol. Mas eu tinha um contrato de exclusividade com a SIC e não o podia aceitar enquanto estivesse vinculado à estação”, conta o humorista.
O actor, que está a gravar o novo episódio de ‘Camilo, o Presidente’, mostra-se bastante satisfeito com as condições oferecidas pela SIC e pela CBV, a produtora, e confessa que não fez “exigências nenhumas”. Para evitar madrugar nos dias de gravações, em que começa a trabalhar logo às 08h00, fica instalado num hotel em Alcochete. “Na segunda-feira levanto-me, tomo um duche quase frio para ficar acordado e, às 08h00, estou a entrar no estúdio. No final do dia regresso ao hotel, janto, vejo um pouco de televisão e adormeço”, explica Camilo que grava ‘Camilo, o Presidente’ dois dias por semana. “Os outros dias estão reservados a reuniões com os guionistas, com o realizador, e para estudar os textos”, diz.
“Nunca me faltou nada!”, revela o actor. E, cheio de graça, recorda: “Uma vez, até contrataram uma pessoa para andar atrás de mim com uma cadeira. O homem ainda fez isso um dia ou dois, mas decidi pôr termo à situação. Não fazia sentido, nem eu me sentia bem, por muito que o homem precisasse do emprego”. Mas não é só na televisão que Camilo de Oliveira faz sucesso. Na internet, os sketches de ‘Camilo em Sarilhos’, Camilo, o Pendura’, ‘A Loja do Camilo’ ou ‘As Aventuras de Camilo’, entre outros, são muito procurados. ‘Sabadabadu’, emitido em 1981, onde Camilo contracenava com a actriz Ivone Silva, é um dos ví eos mais vistos.
“Na altura, o País parava para ver a série. O meu sonho era fazer outro igual“, sublinha. Apesar de reconhecer as potencialidades desta plataforma, o actor não lhe dá especial atenção: “Já me falaram nisso. E sei que o público também lá vai. É tecnologia moderna, mas nunca tive essa preocupação”.
Figura de referência para o público, Camilo de Oliveira explica que o sucesso do seu trabalho se fica a dever à preocupação que tem em ir “ao encontro do público”, que “não gosta de coisas muito intelectualizadas”. “O meu humor é inspirado nos grandes actores de teatro como António Silva, Vasco Santana e Ribeirinho. Este tipo de humor nunca morre”, diz.
Camilo de Oliveira nasceu em 1924, em Buarcos, Figueira da Foz. Filho de actores, cresceu com o Salão Rentini, companhia de teatro itinerante da família. Cedo começou a representar e logo se destacou como um dos mais populares na arte de fazer rir. Em 2008 comemorou 60 anos de carreira, data que a SIC assinalou com uma homenagem realizada no Teatro Tivoli, em Lisboa. Na sua longa carreira, o popular actor fez 47 revistas, 24 comédias e vários programas de televisão. Ontem, com a chancela da Esfera dos Livros, Camilo lançou a sua biografia: ‘As Regras da Minha Vida. Camilo de Oliveira, o Actor do Povo’. “Só agora aceitei fazê-la porque é preciso ter passado para lançar uma biografia”, diz. Camilo tem dois filhos rapazes e já adultos. E só agora revelou a idade...
“GATOS SÃO INTELIGENTES”
Os Gato Fedorento assinalaram os últimos dois fim-de-ano com programas na RTP e na SIC. Camilo, admirador do humor irreverente do grupo, juntou-se à festa e deixou-se fotografar, em 2008, com os humoristas. “São uns rapazes inteligentes. Trabalham bem”, elogia. Se nas séries em reposição Camilo fez 8,9% de audiência e 23,4% de share, com ‘Camilo, o Presidente’, atinge 10,8% de audiência e 27% de share. ‘Gato Fedorento: Zé Carlos’ teve 11% de audiência e 28,8% de share.

DETALHES: A PAIXÃO PELA PESCA
Quando tem uma folga, Camilo “agarra” na mulher e vai para a pesca. “Vamos para as barragens do Alentejo. Deixo a Paula à sombra de um chaparro e ponho-me a pescar”, conta.

ACTOR NAMORADEIRO
Camilo conduz o carro dos seus sonhos, um BMW Z3, cabriolet. E diz que nunca teve carros senão de dois lugares, porque era “muito namoradeiro”. “Assim, nunca havia lugar para a sogra”.
fonte: site CM

Diana Chaves e Marco Horácio a partir de 1 de Junho

Diana Chaves vai apresentar, a partir de 1 de Junho, ‘Salve-se quem Puder’ (SIC), concurso da Fremantle, adaptado de um original japonês (‘Hole in the Wall’) que obriga os concorrentes a passarem o corpo por obstáculos de diversas formas, já conhecido como ‘Tetris humano’. A seu lado, a actriz terá o humorista Marco Horácio, que trará divertimento acrescido a este programa exibido diariamente em horário nobre.
- Como encara este desafio de apresentar ‘Salve-se quem Puder’?
- Já tinha tido uma pequena experiência em ‘Clube Morangos’, quando estava nos ‘Morangos com Açúcar’ (TVI). Adorei e só tive pena que não continuasse. Entretanto surgiu esta oportunidade e aproveitei logo.
- O que mais a aliciou neste projecto?
- Há muito que queria voltar a apresentar. Além disso, o formato é giríssimo. Fazia falta um programa assim, que ajude as pessoas a esquecerem os seus problemas e o que se passa no País.
- Conhece a versão original? O que acha?
- Vi alguns excertos do que já foi feito lá fora. É um concurso diferente, pois os concorrentes não estão lá para ganhar prémios mas, acima de tudo, para se divertirem. Ganhar não é a prioridade.
- É fã deste tipo de formatos?
- Muito. Quando era pequena participei num concurso apresentado pelo Júlio Isidro, chamado ‘Oito e Oitenta’ (1990), com muitos jogos e desafios físicos. Diverti-me imenso.
- Então também vai ter vontade de participar em ‘Salve-se quem Puder’?
- Sim, certamente! Mas, para já, acho que não vamos participar. Vamos só controlar...
- Acha que as famílias portuguesas vão voltar a reunir-se à frente do ecrã para assistir a este concurso?
- Acredito que sim. Pelo menos é uma boa oportunidade para recuperar esse hábito perdido. O que é certo é que ‘Salve-se quem Puder’ vai agradar a avós e netos. Vão todos divertir-se.
- O programa vai exigir muita capacidade de improviso dos apresentadores. Isso deixa-a nervosa?
- Não. Gosto de sentir a adrenalina e isso é o mais importante. Além disso, não vou estar sozinha. O Marco Horácio vai ajudar-me nesta tarefa.
- É uma oportunidade de conhecer a verdadeira Diana Chaves?
- Claro que sim. Nem me passaria pela cabeça representar num trabalho deste género, onde tudo o que acontece é inesperado. Temos de ser nós próprios e ser espontâneos.
- Já conhecia o Marco Horário?
- Nunca trabalhei com ele, mas já o conhecia. Acho-o espectacular. Tem muita graça e é um excelente profissional. Ao lado dele vou sentir-me protegida. Além disso, ele também é muito espontâneo. Nada do que ele diz, nomeadamente as piadas, é forçado.
- E a Diana, também tem sentido de humor?
- Não tenho tanta piada. Gosto, essencialmente, de me rir. Acima de tudo vou divertir-me muito e isso é que conta.
- Quais são as suas expectativas para este programa a nível de audiências?
- Depende de muitos factores. Acho que, neste momento, na situação em que está o País, é muito importante que se dê às pessoas a oportunidade de chegarem a casa e poderem distrair-se e divertir-se. Espero que gostem.
- Esta vai ser uma oportunidade de se desligar da personagem de Cláudia, a médica homossexual de ‘Podia Acabar o Mundo’?
- Pessoalmente sinto que já me desliguei deste papel, uma vez que terminei as gravações da novela há algum tempo. E não me sinto rotulada por isso, apesar da polémica que gerou.
PERFIL
Diana Chaves
nasceu em Lisboa, a 11 de Julho de 1981. Até 2006 foi nadadora de alta competição, ao mesmo tempo que dava os primeiros passos na televisão. Começou por participar no reality show ‘1.ª Companhia’ (TVI, 2005). Seguiu-se a estreia como actriz em ‘Morangos com Açúcar’ (TVI, 2006). Na mesma estação participou em novelas como ‘Ilha dos Amores’ (2007) e ‘A Outra’ (2008). No Verão passado Diana Chaves assinou contrato com a SIC, onde integra o elenco de ‘Podia Acabar o Mundo’ no papel de Cláudia, uma médica que vive uma relação homossexual. A actriz, que já foi capa da revista ‘FHM’, namora com o futebolista César Peixoto.
MARCO HORÁRIO: “É UM REGRESSO ANSIADO”
- Entusiasma-o apresentar ‘Salve-se quem Puder’ com Diana Chaves?
- Entusiasma-me regressar a uma casa que sempre me tratou bem e onde cresci como actor e apresentador. É um regresso muito ansiado por mim. Eu e a Diana [Chaves] conhecemo-nos de outras paragens. Ela é uma pessoa humilde e trabalhadora, revelou ter talento e não ter medo de arriscar. Naturalmente serei invejado por muitos mas... (estava morto para dizer esta piada): ‘A César o que é de César.’ Tenho a certeza de que será um parceria equilibrada, divertida e com futuro!
- Este é o seu tipo de formato?
- Será um desafio para ambos. Adoro desafios e espero que daqui a uns tempos possam constatar que, quer eu, quer a Diana, estamos como ‘peixe na água’. Serei igual a mim próprio.
- Vai imprimir ao projecto o improviso e o humor?
- Isso atraiu-me logo de início. Não há um guião-tipo. Basicamente_é acção/reacção. Tenho a confiança da SIC e da Fremantle para dar asas à minha estupidez natural e brincar com os concorrentes. A parte da dignidade e credibilidade fica a cargo da Diana.

PERFIL
Marco Horácio nasceu em Lisboa e tem 35 anos. Como actor, integra o elenco da série ‘Equador’ (TVI), onde interpreta a personagem de João Forjaz. O seu mais recente trabalho no cinema foi em ‘Arte de Roubar’, de Leonel Vieira (2008), que sucedeu a ‘Filme da Treta’ (2006). Em televisão notabilizou-se na stand-up comedy ‘Levanta-te e Ri’ (SIC, 2003), mas também participou em várias séries como actor, entre as quais ‘O Bairro da fonte’, na SIC, entre 2000 e 2003.

22 de maio de 2009

CD/DVD já à venda

Camilo > " O livro é simples tal como eu"

Camilo de Oliveira lançou ontem a sua autobiografia, intitulada ‘As Regras da Minha Vida’. "É um livro simples como eu", diz ao CM o humorista que ao longo 140 páginas conta como tem vivido os 84 anos de vida e 60 de carreira.
"Orgulho-me de ao longo da minha vida profissional ter conseguido agarrar um público que me é fiel", refere Camilo de Oliveira, que para além do apoio da mulher, Paula Marcelo, contou ainda com a presença de amigos e fãs, no lançamento da sua autobiografia .
O humorista faz questão de destacar "os muitos prémios e Globos de Ouro", que recebeu ao longo de seis décadas. "Tive quatro ou cinco momentos muito altos na minha carreira." Além disso não esconde o orgulho do seu mais recente trabalho na SIC: ‘Camilo, o Presidente’. "A série está em quarto lugar nas audiências, o que é uma honra."
No livro, onde lhe é atribuído o título de ‘Actor do Povo’, Camilo de Oliveira destaca as dez regras da sua vida. A primeira é precisamente "não renegar as origens", segue--se "subir na vida a pulso" e "humildade até morrer".
"Não sou um cómico. Sou, isso sim, um actor cómico", dá início à regra número seis, que vai de encontro à nona: "Parar é morrer." Apesar desta máxima, Camilo de Oliveira diz: "Profissionalmente já fiz tudo o que queria, pessoalmente gostava muito de descansar."
MAIS DADOS
CONTRATO COM A SIC
O humorista tem contrato com a SIC até 2010. Recentemente estreou uma nova série ‘Camilo, o Presidente’.
60 ANOS DE CARREIRA
Camilo de Oliveira comemorou no ano passado 60 anos de carreira. O filme ‘Sabadabadu’, de 1981, foi o culminar do seu sucesso.
INTERNET
Camilo de Oliveira é um dos humoristas mais antigos de Portugal. Aos 84 anos, o actor contabiliza 71 700 referências ao seu nome na internet.
fonte: site CM

21 de maio de 2009

Globos de Ouro em análise

O Coliseu dos Recreios voltou a receber mais uma edição (a décima quarta) dos Globos de Ouro, que a SIC organiza para premiar os protagonistas de 2008 na área do Cinema, Desporto, Moda, Música e Teatro. Manoel de Oliveira foi homenageado com o prémio Mérito e Excelência.
A XIV edição dos Globos de Ouro foi apresentada por Barbara Guimarães e transmitida, em directo, a 17 de Maio, domingo. A emissão, que se iniciou a partir das 21:50, prolongou-se até às 01:00 horas. Nas 3 horas de emissão, os Globos de Ouro registaram 12.5% de audiência média e 38.7% de share, melhor programa da SIC nesse dia. A SIC registou 27.1% de share no total dia, tendo os Globos de Ouro sido responsáveis por 32.4% deste valor.
Os Globos de Ouro contribuíram positivamente para a audiência do canal ao apresentar uma audiência superior em mais de 2 vezes a média registada pelo canal (4.6%), de acordo com o índice Alfa (alp%). Confrontando este evento com os restantes programas no mesmo período horário, verifica-se que os Globos de Ouro estiveram acima da audiência registada pelo conjunto dos outros programas em 43%, como indica o índice Beta (bet%).
A melhor afinidade registou-se junto dos indivíduos entre os 45 e os 54 anos, assim como nos indivíduos dos 55 aos 64 anos e na Região do Grande Porto. Por outro lado, a pior afinidade regista-se sobretudo junto das crianças (4-14 anos) quando comparada a audiência média do universo com a audiência do alvo.
fonte: Marktest

Diana Chaves na apresentação

Uma piscina, com água muito fria, seis concorrentes e muitos obstáculos são a base do concurso que a SIC estreia a 1 de Junho. Diana Chaves e Marco Horácio vão conduzir ‘Salve-se Quem Puder’, que, ainda sem periodicidade definida, está preparado para ser diário.
"Este é um programa de ruptura com a actual oferta da televisão generalista", afirmou Nuno Santos, director de Programas do canal. "Queremos reforçar o horário nobre da SIC e ser mais fortes entre o público dos quatro aos 45 anos. Queremos que se revejam neste formato divertido, transversal e familiar", sublinhou .
Depois das novelas da TVI, Diana Chaves aposta agora na apresentação: "Estou muito ansiosa, mas a adrenalina é necessária para que tudo corra bem. O que mais me assusta no projecto é não haver guião, nem teleponto. É tudo feito na base do improviso. Vai valer-me o Marco Horácio que me deixa confortável e que vai garantir diversão."
Marco Horácio garante que sem guião vai ser tudo na base da "acção/reacção". "De mim podem esperar tudo. O animal está à solta", disse o actor que sublinhou ter-se "feito homem", "actor e apresentador" na SIC, pela qual "veste a camisola".
Baseado num formato japonês, o concurso vai ter 60 edições, mais dez especiais com figuras públicas a liderar as equipas de concorrentes.
fonte & foto: CM

"Salve-se quem puder" estreia dia 1 de Junho

O próximo programa da SIC, apresentado por Diana Chaves e Marco Horácio, arranca as gravações no dia 28 deste mês. "Salve-se Quem Puder", versão nacional do formato original "Hole in the Hall". Segundo o jornal "24 Horas", este programa estreia dia 1 de Junho, indo para o ar de segunda a sexta-feira em horário nobre e, ao fim-de-semana, haverá uma final. O programa estará na grelha até Agosto.

20 de maio de 2009

Resultado da sondagem do novo grafismo do SIC Blog

Obrigado aos cinquenta e seis cibernautas que votaram. Cada um exprimiu a sua opinião que será tida em consideração.

Sketches poderão marcar o regresso dos Gato

O quarteto Gato Fedorento lançou ontem um CD/DVD que reúne as melhores músicas do seu mais recente programa ‘Zé Carlos’, exibido pela SIC no ano passado.
"A primeira vez que lançamos um CD, temos logo miúdas aos berros", começou por dizer Ricardo Araújo Pereira, após a recepção calorosa do ecléctico público que se reuniu na Fnac para saber tudo sobre o álbum musical (com videoclips e karaoke) com 13 temas dos humoristas. "Tínhamos mais 47 temas muito bons, mas não deu", disse Tiago Dores. "Tenho de destacar este estilo diapasão", disse Miguel Góis. José Diogo Quintela – "o único dos quatro que gosta mesmo de cantar" – desabafou: "Tenho a dizer que fizemos um tema da Bimby, que nem sequer nos enviou uma para cada um de nós."
Feita a apresentação do álbum, Ricardo Araújo Pereira desafiou a plateia – "as meninas aí" – a cantar alguns dos temas da colectânea: ‘Seios’ e ‘Rústicos pelo epicurismo’.
Há cinco meses longe do pequeno ecrã, os humoristas preparam o regresso. "Ainda estamos a trabalhar no formato do programa e a escolher conteúdos", revela ao CM José Diogo Quintela, adiantando que "as gravações começam no Verão". O novo programa deverá ir para o ar na SIC em Outubro. "Ou não. Porque o novo formato pode não ser aprovado pelo nosso director", diz Tiago Dores. "O novo formato é, provavelmente, mais próximo do que fizemos na RTP e na SIC Radical. Temos saudades de trabalhar com tempo, de fazer uma coisa com qualidade, que é o problema de ficar colado à actualidade do ‘Diz’ e do ‘Zé Carlos’", explica Miguel Góis.
fonte & foto: site CM

Fátima Lopes descansada sobre o seu regresso

"Ainda estou à espera de indicações relativamente ao meu regresso ao ecrã. Voltarei eventualmente com a nova grelha de programas de Verão. A indicação que tenho é a de que assim que tudo estiver definido me será comunicado, por isso estou tranquila", disse ao CM Fátima Lopes durante a última gala dos Globos de Ouro.
A apresentadora, que foi mãe recentemente e cuja licença de parto termina a 1 de Junho, explicou: "Não sei se continuo com o programa ‘Fátima’. A única coisa certa é que vou continuar nas manhãs."
A partir de Julho a emissão das manhãs e das tardes da SIC vai andar pelo País. Apesar das indefinições em relação aos formatos, uma coisa é para já certa: os programas terão co-produção da Comunicasom, que actualmente é responsável pelos programas ‘Fátima’ e ‘Contacto’.
Ao longo de 55 dias o programa da manhã, actualmente apresentado por Merche Romero, e o da tarde, conduzido por Maya e Nuno Graciano, serão substituídos pelos novos formatos de Verão, cujos apresentadores ainda não são conhecidos. O próprio modelo dos programas ainda está por fechar, mas, ao que o CM apurou, deverá incluir momentos musicais e entrevistas.
O contrato da Comunicasom, empresa de Manolo Bello, com a SIC termina em Junho e os termos da renovação ainda não são conhecidos.
fonte: site CM

"Zé Carlos" em CD e DVD

19 de maio de 2009

"Aqui & Agora" com Corpo Perfeito

O próximo “Aqui e Agora”, espaço de debate da SIC com Rodrigo Guedes de Carvalho, aborda o tema “Corpo Perfeito”. Agora que se aproxima o Verão, as preocupações com o físico podem tornar-se uma obsessão. Os cirurgiões plásticos e nutricionistas não têm mãos a medir, há cada vez mais pessoas preocupadas com a sua aparência, que procuram retardar os sinais de envelhecimento.
Mas não só: cada vez mais jovens, com corpos ditos “normais”, procuram ajuda para retocar o que consideram ser pequenos defeitos. Numa altura em que a obesidade, por exemplo, se tornou um problema grave de saúde pública, será que os que têm peso a mais sofrem, sobretudo, com um sentimento de exclusão numa sociedade que cada vez mais valoriza o belo e a aparência? A resposta é dada quinta-feira a seguir ao “Jornal da Noite”.
fonte: site DN

SIC Radical a partir de hoje com Pokerzada

Arranca esta terça-feira a primeira ficção portuguesa dedicada ao tema poker.A SIC Radical é a antena que recebe "Pokerzada", pelas 18.40 horas.
Tendo João Manzarra, conhecido apresentador do "Curto Circuito", e Salvador Martinha como protagonistas, esta série promete juntar "poker, humor e gajas". A sinopse do programa explica: "Poker, porque gostamos muito. Humor, porque é a única coisa que sabemos fazer para além da quiche de espinafres". Apenas para a questão relacionada com "gajas", os responsáveis pelo projecto não dão resposta clara.
A acção da narrativa começa com a expulsão de Salvador da casa da namorada, o que o leva a pedir abrigo ao amigo de longa data, Manzarra, um jogador compulsivo de poker.
O nascimento deste projecto não é alheio ao patrocínio da Bwin.

18 de maio de 2009

Sítios por onde o Nós Por Cá vai passar

O Nós por Cá está na estrada
Venha assistir ao vivo
18 de Maio, 19h – Faro Jardim Manuel Bívar, junto ao coreto
19 de Maio, 19h – Évora Praça do Giraldo
20 de Maio, 19h – Coimbra Praça 8 de Maio
21 de Maio, 19h – Viseu Praça da República, junto à C.M. Viseu
22 de Maio, 19h – Braga Avenida Central, junto ao chafariz

Mais vídeos dos Globos de Ouro





"Portugal 2009" arranca amanhã e dura até ao final das eleições

A SIC estreia esta terça-feira um conjunto de seis especiais de informação, que visa fazer um retrato económico e social do país e conhecer as propostas dos partidos políticos, disse o director de Informação da estação de televisão. Os especiais, designados como "Portugal 2009", inserem-se num conjunto de várias iniciativas a realizar pela SIC, pelo Expresso e pela Visão, no âmbito das três eleições marcadas para este ano.
O projecto, denominado "Portugal 2009", começa esta terça-feira e durará "até final das eleições", disse o director de Informação da SIC, Alcides Vieira. A ideia é "ir mais longe do que as campanhas eleitorais, fazendo um trabalho jornalístico com as propostas dos partidos mas também com os pontos de vista empresariais, universitários e outros", explicou. O primeiro especial vai abordar a questão do Desemprego e será emitido em directo da fábrica da Delta, em Campo Maior, que não só não está a despedir pessoas mas está a admitir. No programa, estarão em discussão questões como o envelhecimento crescente das populações e as suas reformas, a forma de salvar a segurança social e os modelos alternativos. Na quarta-feira, o cenário será um hospital para falar de Saúde, dos serviços e médicos que os hospitais portugueses oferecem, das listas de espera e da falta de médicos de família. No dia seguinte, o tema principal será a Educação e serão abordadas, directamente da Universidade de Aveiro, as profissões com mais saídas e as escolas de futuro Outro dos temas em debate será a Justiça, dando enfoque ao peso da máquina judiciária, à morosidade dos processos e aos direitos e os deveres dos cidadãos. "Queremos fazer a antecipação do grande debate que vai marcar as eleições", disse Alcides Vieira, acrescentando que os primeiros 6 especiais "já apanham a campanha das eleições europeias" e, depois, antes das autárquicas e das legislativas, "serão abordados mais temas". Algumas das iniciativas "serão divulgadas nos vários meios em causa, outras serão individuais, com especificidades próprias", adiantou, acrescentando que os especiais terão a duração de 20 a 25 minutos cada um, serão apresentados pela jornalista Clara de Sousa e transmitidos como complemento do "Jornal da Noite".
Com Lusa

Globos de Ouro - a reportagem

Sondagem sobre os Globos de Ouro

Os Gobos de Ouro realizaram-se ontem! Hoje o SIC Blog quer saber o que achou desta gala que mais uma vez premeou aqueles que trabalham (muitas vezes com poucos meios disponíveis). Dê-nos a sua opinião na barra lateral esquerda. Gostou? Sim ou não? ou não viu?

Globos de Ouro em 5.º e SIC em 2.º

Pois é! A SIC emitiu ontem a 14.ª gala dos Globos de Ouro com apoio da revista CARAS. O programa contou com muitas surpresas e sobretudo dinamismo. O programa ficou no quinto lugar dos programas mais vistos sendo que alcançou 38,7% de share e 12,5% de rat. Ficou atrás da sua concorrente directa Uma Canção para Ti que apenas fez mais 0,5% de rat e menos 0,7% de share.
No global do dia a SIC ficou com um 2.º lugar muito próximo da TVI pois a SIC ficou com 27,1% e 27,6% para a TVI (diferença de apenas 0,5%) enquanto que a RTP 1 apesar de ter tido futebol não beneficiou pois ficou-se pelos 25 pontos percentuais.

"Nós por Cá" itinerante

Durante esta semana, o programa Nós por cá, da SIC, vai ser emitido em directo a partir de cinco capitais de distrito: Faro, Évora, Coimbra, Viseu e Braga. Para o director de Informação de Carnaxide, Alcides Vieira, "esta iniciativa insere- -se na estratégia da estação de reforçar a relação de proximidade com os portugueses, como de resto irá acontecer com outros programas ao longo do ano".
Assim, hoje, Conceição Lino vai apresentar o programa em directo da Praça Francisco Gomes, em Faro. Amanhã, a equipa do Nós por cá estará na Praça do Giraldo, em Évora, a mais conhecida e emblemática praça da cidade. Nos próximos meses, a SIC pretende levar o Nós por cá a outras cidades, reforçando a aposta na proximidade com os telespectadores.
fonte: site JN

17 de maio de 2009

SIC Notícias continua segura na liderança

Segundo o blog Televisão-Opinião a SIC Notícias continua impavida e serena na liderança. Apesar da concorrência ter aumentado no final do mês de Fevereiro a SIC Notícias ainda não perdeu nenhum dia nem para a RTP N nem para a TVI 24. Exemplo disso foi o dia de ontem. A SIC Notícias tendo ficado em 9.º lugar dos canais mas vistos com uma média de 2,3% e 16 900 espectadores. A RTP N segue no 12.º lugar com uma média de 1,5% de share e 11,300 espectadores e, finalmente, em 3.º Tvi 24 no 14º lugar com uma média de 1,4% de share e 10,400 espectadores.
Ou seja, são mais de 6000 espectadres de diferença (6500 no total) entre a SIC Notícias e a TVI 24.
Continua bem viva uma promo que passava aqui à tempos na SIC Online: Líder nas notícias, líder na opinião, líder no debate e líder na entrevista. Eu acrescento: Líder nas audiências...

Fim do Mudar é IZI

Foi para o ar a seguir ao "Fama Show" o último "Mudar é IZI" que ao longo de 12 semanas contou com a apresentação de Cláudia Borges. 12 semanas, 12 casas, 12 modificações. Este foi o leva deste bloco que deu a conhecer aos portugueses como é facil alterar uma divisão da casa. Durante 12 semanas foi possível conhecer algumas casas (interior e exterior) de famosos. O último programa deu a conhecer a casa de Rita Guerra que colocou uma piscina de madeira. José Figueiras e Isabel Jacinto foram outras caras que fizeram modificações fáceis nas suas casas graças à IZI.

Alinhamento do CD e do DVD dos RBL

Alinhamento CD:
Resistir
Amor Imortal
Este Amor
Chegou a Hora
Há que viver
Marcas do Passado
Assim Completamente
P’ra quê Chorar
Vida
Eu sou assim
Ponto final
Rebelde

Alinhamento DVD:
RBL – Amor Imortal
RBL – Resistir
Arsha - Já faz tanto tempo
Starvan - Tracy I go crazy
RBL – Assim Completamente
RBL – Este amor
Skalibans – Tie and suits
Sebenta – Ver vamos
RBL – Marcas do Passado
RBL – Eu sou assim
RBL – Há que viver

Globos de Ouro são já HOJE


Paul Potts HOJE nos Globos de Ouro

O vencedor da primeira edição do “reatity show” “Britain’s Got Talent”, Paul Potts” é um dos artistas convidados que vão actuar este domingo na gala de entrega dos Globos de Ouro.
O cantor vai interpretar temas do seu segundo álbum intitulado “Passione”.
Os prémios são atribuídos pela SIC e pela revista Caras

16 de maio de 2009

Camilo está de regresso mas "esperava mais"

Nuno Santos, director de Programas da SIC, e Piet-Hein, o produtor, foram os primeiros a telefonar e a felicitar Camilo pelos resultados da estreia da série ‘Camilo, o Presidente’. “ Fiquei feliz, porque o resultado é fruto de um trabalho cuidadoso, mas esperava mais depois de tantas reposições e de estar afastado da SIC há dois anos”, conta o actor. A série, um original, foi o programa mais visto da SIC e o quinto na tabela das audiências do dia.
Para Camilo, a divulgação da série deu um empurrão às audiências. “Com a promoção do canal, eu quase caí no prato do público”. Confiante na continuidade do sucesso do seu novo trabalho, Camilo adianta: “Tenho a certeza de que as audiências vão manter-se e justificar os 26 episódios. Aliás, não me lembro de ter feito nunca 13 programas”.
Com 60 anos de carreira, o popular actor diz conhecer bem o que o público gosta e aponta o dedo às grelhas das estações: “Falta graça na televisão. O telespectador chega à noite cansado e precisa de rir, de descomprimir. Nos tempos que correm ninguém quer pensar no dia de amanhã. É isto que justifica o sucesso de programas como ‘Não Há Crise!’. É preciso rir, mas rir com algum sentido, alguma lógica.”
Há muito que Camilo de Oliveira queria escrever uma série original, mas a dificuldade em encontrar uma equipa de guionistas foi adiando o projecto: “A minha ambição era fazer uma produção como o ‘Sabadabadu’, que parava o País. E tentei com outros autores. A sinopse desenvolvida a partir de uma ideia minha era boa e os primeiros três episódios também. Depois disso eu deixava de estar satisfeito. E, para cumprir o contrato, era obrigado a pôr a mão na massa e a acumular trabalho.” Além do sucesso da série, Camilo, nascido em 1924, festeja também o lançamento da sua biografia. “Ainda só li metade do livro. Mas estou satisfeito. É um livro para o público todo. E só aconteceu agora, aos 60 anos de carreira, porque nunca senti necessidade antes.”

MARINA SANTIAGO: BOMBEIRA SEM INCÊNDIOS
“É a primeira vez que tenho uma personagem numa série”, explica Marina Santiago, que se tem dedicado à apresentação na SIC e na TVI. Depois de ter feito “pequenas participações” em ‘Floribella’, ‘Rebelde Way’, ‘Maré Alta’ e ‘Uma Aventura’, a jovem integra o elenco de ‘Camilo, o Presidente’ no papel da bombeira Fontes. “Mas como nunca há fogos para apagar, passo mais tempo na junta a ajudar o presidente do que no quartel de bombeiros”, explica. Uma dedicação que ela espera ver reconhecida.
fonte: site CM

15 de maio de 2009

Globos de Ouro são já no domingo com muitas surpresas

video

SIC altera contrato com a produtora Comunicasom

O vínculo umbilical de cerca de 15 anos entre a SIC e a Comunicasom vai sofrer mudanças. A estação de Carnaxide apostará em produção própria já para este Verão e prepara novo contrato com a empresa para a próxima época.
O compromisso actual expira em Junho e o novo acordo, que está a ser negociado, poderá ditar o fim da parceria privilegiada, responsável pelo sustento de uma empresa com cerca de 80 pessoas, de quem depende a realização dos programas "Fátima e Contrato".
Os formatos da manhã e tarde de Carnaxide vão ser rendidos, em antena, ao longo o período estival, por conteúdos com dinâmica de exterior assegurados por meios próprios da estação. Curiosamente, Manolo Bello, que encabeça a Comunicasom, foi solicitado para garantir essa produção.
A revisão contratual, que com o decorrer dos anos tem vindo a evoluir sempre de forma proveitosa para a produtora, deverá pôr em causa, segundo fonte interna, todo um complexo ornigranograma de uma "empresa sólida, com recursos pouco convencionais, salários acima da média", ao que acresce a agravante de "lá trabalharem núcleos familiares completos". A empresa é descrita como "uma estrutura pesada difícil de manter". Sendo que os seus programas têm vindo a perder a liderança para a concorrência.
Em caso de reestruturação profunda da Comunicasom, "não só profissionais valiosos ficarão desempregados, como, por exemplo, os que têm filhos na creche da produtora terão custos redobrados", faz notar. Contactada a SIC, apenas assume o facto de estar a rever o acordo com a empresa, cuja finalização deve acontecer nos próximos dias, no âmago de uma reestruturação dos conteúdos de "day-time" da sua grelha.
fonte: JN

14 de maio de 2009

"Camilo, o presidente" em análise

Camilo de Oliveira voltou à SIC, agora como Camilo Tondela, o Presidente da Junta de Freguesia de Fanecas de Cima. O Presidente Camilo acumula também os cargos de Presidente dos Bombeiros e dirige o Fanecas Sport, o clube desportivo local.
O episódio de estreia registou 10.8% de audiência média e 27.1% de share. Camilo, o Presidente foi visto por um total de 1.853.700 espectadores que viram em média mais de 14 minutos, o que representa 55% da duração total do programa. O melhor minuto foi transmitido pelas 21:33, quando cerca de 1.138.600 espectadores em média se encontravam a ver o programa.
Camilo, O Presidente contribuiu positivamente para a audiência do canal, ao apresentar uma audiência superior em cerca de 3 vezes à média registada pelo canal (3%), de acordo com o índice Alfa (alp%). Confrontando esta série com os restantes programas no mesmo período horário, verifica-se que o Presidente Camilo Tondela esteve acima das audiências registadas pelos outros programas em 19%, como indica o índice Beta (bet%).
A emissão de estreia registou maior afinidade junto dos indivíduos pertencentes à Classe D e da população residente no Litoral Norte. Por outro lado, a pior afinidade registou-se sobretudo junto da Classe A/B, quando comparada a audiência média do universo com a audiência do alvo.
fonte: Marktest

SIC Radical com mudanças na programação

O "Portugal meu amor" tentou perceber o que significa ser português hoje em dia. Criado por Hugo Gonçalves, o programa da SIC Radical que hoje estreia propõe-se contar histórias de cantores rap da Cova da Moura, de polícias ou até de actores porno.
Sem perspectiva de regressar à sua grelha estão, por outro lado, os programas "Vai tudo abaixo" e "Bruno Aleixo".
Em 30 minutos, explica a estação, "Hugo (jornalista) partirá das memórias do Portugal do passado, para encontrar o Portugal presente - o país dos futebolistas de bigode, que vê agora os seus atletas usados em campanhas publicitárias por todo o Mundo".
Tanto o futuro da equipa chefiada por Jel como os humoristas de "Bruno Aleixo" não renovaram contrato com o canal. Jel limita-se a lamentar o facto, dizendo: "SIC não tem dinheiro para o 'Vai tudo abaixo". A equipa de humoristas que assegura o boneco também está pouco optimista quanto ao seu futuro naquela antena.
fonte: site JN

Depois do Verão SIC passa a produzir em Carnaxide

Impresa adquiriu um armazém em frente à sede da SIC que brevemente será transformado em estúdio. Depois do Verão, os programas da manhã e da tarde deverão passar a ser feitos em Carnaxide deixando assim de ser produzidos pela Comunicasom, empresa de Manolo Bello, instalada no centro de Lisboa.
A negociação entre a SIC e a Comunicasom, quanto ao papel da produtora na reentrée, deverá estar para breve. Para já, os programas ‘Fátima’, actualmente apresentado por Merche Romero, e ‘Contacto’, conduzido por Maya e Nuno Graciano, param em Junho, para dar lugar a programas de Verão que serão assegurados internamente pela SIC.
O contrato entre a produtora de Manolo Bello e a estação de Pinto Balsemão termina em Junho e até ao momento não há certezas quanto ao futuro dos programas da manhã, ‘Fátima’, e da tarde, ‘Contacto’, ambos produzidos actualmente pela Comunicasom.
Uma coisa parece certa, a renovação do contrato entre as duas empresas, que trabalham juntas há cerca de 15 anos, não será feita nos moldes dos últimos anos. De acordo com fonte da SIC a estação de Carnaxide continua a contar com Manolo Bello. Uma das possibilidades já posta em cima da mesa é o produtor passar a prestar serviços no novo estúdio.
MAIS DADOS
CONSULTA CONTRA CRISE
A SIC vai criar novos espaços interactivos: o ‘Consultório Contra a Crise’ e um programa semanal de economia.
ACÇÕES SOBEM EM BOLSA
As acções da Impresa subiram ontem 5,13%, para os 0,82 euros, e, segundo o ‘Jornal de Negócios’, foi devido a informações de que os privados pretendem que o Governo retire a publicidade da RTP.
SITE CRESCE 5,6%
O site da SIC mantém o 19.º lugar entre os mais visitados em Portugal. No mês de Abril cresceu 5,6% face ao mês anterior.
fonte: site CM

13 de maio de 2009

SIC Online inova uma vez mais

Estreou esta tarde a nova barra da SIC Online. É o novo cabeçalho e substitui o antigo que apenas tinha o logotipo da estação e o dia. Este tem um sem número de coisas novas. Pode acessar directamente aos vídeos, ao widgett SIC, receber notícias em última hora, alertas para o telemóvel. Através deste ticker poderá também aceder mais facilmente aos programas da SIC, SIC Notícias, SIC Radical, SIC Mulher e SIC Internacional. Para os descobrir apenas basta passar com o rato por cima de cada um. Descubra-a agora em www.sic.pt.aeiou

Especial Rebelde Way no dia de hoje

Por motivos desconhecidos a SIC troca esta tarde o "Contacto" por "Rebelde Way". Assim sendo será um especial desta novela que vem apaixonando os jovens. A novela tem início às 16h15 sendo que irá para o ar até por volta das 18 horas. São quase duas horas de "Rebelde Way" onde não poderá perder as peripécias dos jovens actores.
foto: arquivo SIC Blog

Susana Vieira no "Fátima"

Estará no próximo domingo na Gala Anual dos Globos de Ouro a entregar um prémio no Coliseu dos Recreios em Lisboa. No entanto a actriz brasileira Susana Vieira está hoje no "Fátima" onde revela alguns segredos da sua vida e de como começou a sua vida de actriz.
Ao longo do programa apresentado por Merche Romero confessou ser fã de empadas e foi sendo surpreendida ao longo dos minutos que esteve no programa "Fátima".

Trailler Salazar - A Vida Privada

Resultado da sondagem - programa preferido

Resultado da sondagem - programa que devia voltar

Portugueses vêem mais notícias

Notícias. É este o género televisivo preferido dos portugueses a uma grande distância do segundo: as telenovelas portuguesas. Isto de acordo com um inquérito realizado pela Metris, em 2008, para o Observatório de Comunicação (OberCom). O que não deixa de ser surpreendente, tendo em conta que as audiências colocam as telenovelas nacionais nos programas mais vistos. Contudo, os noticiários não lhes ficam muito atrás e ainda há três canais de informação no cabo (SIC Notícias, RTPN e TVI 24).
Aliás, um dos pontos analisados no estudo tem a ver com a credibilidade da informação televisiva. E chega-se à con- clusão de que, em geral, é percepcionada de forma positiva, sendo que 63,9% dos inquiridos afirmam confiar bastante ou totalmente nesta fonte, enquanto 30,6% dizem que confia e apenas 5,5% optam pelas categorias de resposta "não confio nada" ou "confio pouco".
Segundo o mesmo estudo, baseado no inquérito, da OberCom, a televisão "permanece um nó central das rotinas diárias dos portugueses: 99,9% da população tem televisor, 98,8% dos inquiridos afirmam ter visto TV na semana que antecedeu a recolha dos dados e cerca de 70% declaram ver pelo menos uma hora de televisão por dia". O acesso analógico terrestre (por antena) continua a ser dominante, com 59,5%, enquanto o cabo tem 37,6% e o satélite 1,8% (outros e não sabe/não responde com 0,9% e 0,2%).
Quanto aos conteúdos televisivos em si, 78,5% dos inquiridos afirmam que a qualidade dos programas emitidos é boa ou muito boa. A mesma classificação foi atribuída por 75,2% das pessoas no que toca à diversidade da oferta de programas, e por 65,1% ao horário de transmissão dos mesmos. Em geral, as mulheres dão melhores notas do que os homens, enquanto os mais novos (sobretudo na faixa etária entre os 15 e os 24 anos) são mais críticos quanto aos conteúdos de TV.
Em termos de equipamentos, 59,8% dos inquiridos afirmam ter leitor/gravador de DVD, e 13,9% possuem um sistema de home cinema. O visionamento de programas de TV em plataformas alternativas continua a ser tímido, já que apenas 1,4% afirmam ver TV no telemóvel e 0,4% dizem utilizar o computador para ver conteúdos televisivos. Já em relação ao tempo gasto a ver TV, o estudo indica que há um decréscimo da percentagem de inquiridos que vêm mais de três horas de televisão por dia (30,7% em 2006, contra 20,7% em 2008), tendo aumentado a proporção dos que vêem uma hora ou menos. Concluiu-se também que as mulheres consomem televisão de forma mais intensiva do que os homens.
A televisão é o meio de comunicação mais valorizado pelos portugueses: quando é perguntado qual a actividade de media que seria mais difícil deixar de fazer, mais de metade (55,3%) referiram "ver televisão", seguido de usar telemóvel (25,6%), ouvir rádio (7,6%), usar Internet (6,4%), ouvir música (3,1%), ler jornais e revistas (1,5%) e jogar vídeojogos (0,5%).
Contudo, nas camadas mais jovens a imprescindibilidade da televisão diminui, face à utilização de outros suportes tecnológicos. A valorização dos vários media pelos mais novos revela diferentes padrões de consumo, sendo que na categoria entre os 15 e os 24 anos a preferência pela televisão regista apenas 25% das preferências, sendo destacadas outras plataformas, tais como a Internet e o telemóvel.

Especial Insegurança com 20,5% de share

O Especial Informação transmitido junto do "Jornal da Noite" que teve como tema a insegurança que se tem verificado no nosso país teve como apresentadora a jornalista Clara de Sousa teve uma audiência total de 8,3% de rat. e 20,5% tendo ficado fora dos cinco mais vistos sendo que ficou em 6.º lugar.
fonte: Marktest

SIC Online em 19.º lugar dos sites mais vistos

A sic.pt mantém o 19º lugar entre os sites com mais visitantes em Portugal. No mês de Abril registou perto de 1 milhão e 950 mil visitantes únicos e mais de 11 milhões de páginas vistas, um aumento de 5,6% em relação ao mês anterior. Na liderança continuam o Sapo, A Bola e o Record. Entre os sites do grupo Impresa, a que pertence a SIC, destaque também para o Expresso, no 15º lugar do ranking, e da Visão, em 42º lugar do ranking. Nos próximos meses, o site da SIC vai continuar a inovar. Estão em marcha novos projectos nas áreas de programação e de informação. Proximamente será apresentada uma renovação gráfica da homepage de informação, com o objectivo de aumentar a qualidade e a quantidade das notícias à disposição dos internautas, bem como a interactividade e a usabilidade do site. As grandes apostas, ao nível da informação, continuarão a ser o acompanhamento permanente da actualidade, o vídeo de todos os jornais da SIC e da SIC Notícias. A SIC irá também criar mais espaços interactivos, como o Consultório Contra a Crise, um programa semanal online do editor de Economia da SIC, Luís Ferreira Lopes.
fonte: SIC online

12 de maio de 2009

Especial Maddie em 5.º e SIC em 3.º

A SIC emitiu ontem um especial informação sobre o caso Maddie onde também abordou pais de outros jovens desaparecidos. O especial foi moderado pela jornalista Clara de Sousa e ficou em 5.º lugar dos programas mais vistos do dia depois das 3 novelas e do telejornal da TVI. O programa ficou com 25,8% de share.
No entanto o dia foi péssimo para a estação de Nuno Santos que apenas conseguiu 18,9% de share ficando atrás da RTP1 e da TVI distanciada por 21,2%. A TVI ganhou (mais um) o dia com um share total de 40,1%.

11 de maio de 2009

"Viver a Vida" a 21 de Setembro na SIC

Mais uma novela de Manoel Carlos, autor dos grandes sucessos como: Páginas da Vida ( a novela mais recente do autor), Mulheres Apaixonadas e Laços de Família, vai estrear dia 21 de Setembro na SIC em simultâneo com a Globo, pelas 21horas. Uma grande surpresa, para quem gosta de ver as novelas do autor.Pela primeira vez, a musa de Manoel Carlos será Taís Araujo que será a primeira Helena negra do horário nobre, fazendo par romântico com Thiago Lacerda e José Mayer.No papel de vilã, coube à belissima Giovana Antonelli. Espera-se mais uma novela com temas polémicos, com histórias veridicas.
fonte: blog Fama Show

Especial Informação sobre Maddie McCann

A reconstituição de Kate a vigiar os três filhos, no apartamento 5A do aldeamento turístico Ocean Club, na Praia da Luz, dá início ao documentário produzido pela televisão britânica Channel Four, que a SIC vai transmitir amanhã, por volta das 21.00, logo a seguir ao Jornal da Noite.
Na realidade, tudo se passa na casa de Kate e Gerry McCann, em Inglaterra, uma vez que a mãe de Madeleine ainda não voltou a Portugal deste o desaparecimento da filha a 3 de Maio de 2007. "Até gostava de lá voltar, mas não para isto [reconstituição]. Voltar a ver o local, à noite...", refere Kate, emocionada, durante o documentário.
Pelo contrário, o marido que, no início de Abril, esteve na Praia da Luz, com a equipa de filmagens do Channel Four e os dois polícias ingleses que o casal contratou para rever a investigação do desaparecimento de Madeleine.
De regresso ao apartamento, Gerry lembra a última vez que foi ver os filhos e o sentimento de pai babado que o tomou quanto encostou a porta, depois de verificar que os filhos estavam a dormir tranquilamente.
O documentário mostra precisamente a reconstituição de três testemunhos que referem ter visto um homem a observar o apartamento dos McCann e dois de avistamento de um homem com uma criança ao colo na noite do desaparecimento. Aliás, foi a partir desses testemunhos que na semana passada os pais de Madeleine revelaram um novo retrato-robô de um suspeito do rapto da menina. Outra das novi- dades reveladas na semana passada e também referida no documentário é o retrato que especialistas norte-americanos fizeram de Maddie, com seis anos, a idade actual.
Os polícias contratados pelo casal, Dave Edgar e Arthur Cowley, garantem que investigaram a hipótese de os pais serem responsáveis pela morte da menina mas não encontraram provas. E defendem a ideia de que Maddie deve estar viva. "Quando há um assassínio, o corpo normalmente aparece logo nos dias seguintes e junto ao local em que se deu o rapto", explicam. Questionados sobre a hipótese de o corpo ter sido lançado ao mar, lembra que o mar acaba por devolver os corpos.
Na segunda-feira passada, à meia-noite, a SIC emitiu a entrevista do casal à famosa apresentadora de televisão norte-americana Oprah Winfrey, no mesmo dia em que o programa foi emitido nos Estados Unidos. Hoje, para além de um especial sobre Madeleine McCann que será apresentado durante o Jornal da Noite, vai voltar a emitir o programa, mas com as vozes dos pais e da apresentadora dobradas.
Destaque-se que, apesar da hora tardia a que foi transmitida, a entrevista a Kate e Gerry foi acompanhada por 493 600 espectadores.
fonte & foto: DN

10 de maio de 2009

Momentos SIC

São momentos inesquecíveis que fazem a história da televisão, do país e do mundo. São momentos passados que iremos recordar acompanhando o presente. São outros que nos farão pensar como foi, como é e como será. São momentos de alegria, de tristeza, de paixão, de verdade! São o património que partilhamos, são a herança da SIC.Desvendamos todas as semanas alguns momentos que testemunhámos e que o nosso Arquivo não deixará esquecer. Quer se relacionem com os assuntos que actualmente discutimos ou quer através das sugestões e solicitações dos nossos utilizadores, neste espaço recordaremos a história de todos nós...
Tudo isto em

Aposta ganha

A avaliar pela audiência conquistada, a estreia da série de humor de Camilo de Oliveira, na sexta-feira à noite, na SIC, é uma aposta ganha por Nuno Santos. O primeiro programa de Camilo, o Presidente foi acompanhado por mais de um milhão de espectadores. A continuar assim, o artista tem garantida a luz verde do director de programas da SIC para gravar mais 13 programas, a juntar aos 13 já produzidos. Este episódio foi o quinto programa mais visto do dia, depois das telenovelas e do Jornal Nacional 6.ª Feira, da TVI.
fonte:DN

9 de maio de 2009

Promo feita pelo SIC blog aos Globos de Ouro

video

vídeo produzido por SIC BLOG

Camilo de Oliveira de regresso a casa

Camilo de Oliveira regressa esta sexta-feira (ontem) à noite ao horário nobre da SIC com um novo programa. Desta vez, os textos não são adaptações de formatos estrangeiros. Desta vez, dá vida a um presidente de junta azarado.
Depois de dois anos afastado do ecrã, sem contar com as reposições, Camilo de Oliveira volta a integrar a oferta de humor da estação de Carnaxide. "Camilo, o presidente" conta as peripécias de um presidente de Junta de Freguesia, a de "Fanecas de cima", através de um guião original escrito por Filipe David e Lourenço Henriques.
"Tendo feito até hoje adaptações e tido bons resultados com elas, é evidente que nos interrogámos se deveríamos continuar com as adaptações ou ter um original", explicou ontem, em Lisboa, o director de Programas Nuno Santos, na apresentação do programa.
A escolha da estação foi no sentido de apostar em textos inéditos que, segundo este responsável, mantém as características da "marca". "Isto é Camilo", frisou.
"É um programa popular, não popularucho, com um texto tratado, cuidado, destinado ao grande público", sublinhou, por seu lado o actor. Há 15 anos a protagonizar formatos de humor para a SIC , Camilo de Oliveira disse que espera chegar a "80% das pessoas que vêm televisão". "Hoje posso dizer, com alguma vaidade, que todos os meus projectos de televisão têm quase sempre estado no topo das audiências".
Piet Hein Baker, da CBV, que assegura a produção, elogiou o trabalho do actor que considera como "motor de inspiração" do programa. "O projecto vive intensamente das ideias e do talento de Camilo de Oliveira, frisou, acrescentando que a equipa tem "aquele clique que de vez em quando acontece na produção televisiva. Junta-se um grupo de pessoas liderado pelo Camilo de Oliveira e de repente acontece qualquer coisa em gravação que é difícil de explicar. Mas o resultado final fala por si". Segundo o produtor, a "sitcom" (comédia de situação) mostra "traços do Portugal profundo, apanhados de uma maneira muito engraçada.
A SIC contratualizou a produção de 26 episódios , mas para já serão emitidos os primeiros 13. Os restantes ainda não têm data de estreia. Quanto à escolha da sexta-feira como dia de emissão, Nuno Santos adiantou que um dos motivos se prende por as crianças não terem aulas ao sábado: "O Camilo tem grande aceitação junto do público mais novo". O outros deve-se ao facto de a véspera do fim-de-semana ser tradicionalmente reservada à emissão de programas mais populares.
fonte: site JN

Caso Maddie volta à SIC na segunda-feira

O programa do género documental que relata a versão do pais de Maddie, desaparecida há dois anos, na Praia da Luz, no Algarve, produzido pelo Channel 4, será exibido na SIC na próxima segunda-feira. A estreia deste documentário acontece esta quinta-feira em Inglaterra.
A estação de Carnaxide tem vindo a acompanhar a a par e passo a produção televisiva sobre o caso. Na noite da passada segunda-feira exibiu, excepcionalmente, a entrevista realizada por Oprah Winfrey aos pais de Maddie, gravação que foi para o ar nos Estados Unidos há uns dias.
O trabalho da Channel 4 defende a tese de rapto da menina, segundo foi antecipado pela estação.
fonte: site JN

SIC em grande a nível internacional

A área da reportagem documental da estação de Carnaxide volta a estar na charneira das nomeações para o Festival de Televisão de Monte Carlo.
Depois de no ano transacto o canal ter arrecadado o primeiro prémio na categoria de documentários com "Balneário", trabalho da autoria da jornalista Miriam Alves, na edição se 2009, a reportagem "Uma vida normal" levada a cabo por Sofia Arêde, que versa a luta de Paulo Azevedo para ser actor, o qual se recusou ficar refém das suas restrições físicas, integra o leque de nomeados nessa mesma categoria, num total de 20.
Também a cobertura feita ao assalto ao banco BES em Campolide pela SIC, bem como, pela SIC Notícias, estará presente no Festival, concorrendo ao galardão de "Breaking News", com os canais RTVE de Espanha, BBC e SKY do Reino Unido e Bloomerg dos Estados Unidos.
A SIC foi também convidada para fazer parte do júri de Jornalismo.
fonte: site JN

Fátima Lopes regressa ao ecrã no próximo dia 1 de Junho, uma segunda-feira, data em que termina a licença de maternidade. A apresentadora, que foi mãe de Filipe no dia 26 de Fevereiro, está de volta ao seu programa das manhãs da SIC, ‘Fátima’.
O pequeno Filipe é o primeiro filho da apresentadora e do enfermeiro Luís Morais, com quem está casada há cinco anos. Fátima tem uma filha, Beatriz, de nove anos, fruto de um anterior casamento.
Durante a licença, Fátima Lopes foi substituída primeiramente pela dupla Merche Romero/Carlos Ribeiro e depois apenas pela modelo e apresentadora natural de Andorra.
No seu site, www.fatima.tv/, a apresentadora partilhou com os fãs a felicidade de ser mãe pela segunda vez: "É uma enorme alegria. Eu, o Luís, a Beatriz e o Filipe estamos muito felizes." Fátima Lopes contou ainda que "foi um parto maravilhoso", tal como tinha sido da primeira vez.
Além de apresentadora, Fátima Lopes destaca-se também como autora de romances. Lançou em 2006 ‘Amar Depois de Amar-te’, o livro mais vendido do ano. Em 2007, foi a vez de ‘Um Pequeno Grande Amor’ e já este ano ‘A Viagem de Luz e Quim’, publicados pela editora espanhola Esfera dos Livros que os traduziu para a língua de Cervantes.
OUTROS DADOS
'CONTACTO'
O programa vai deixar a grelha das tardes da SIC e ser substituído por um outro que percorrerá Portugal de lés a lés.
VERÃO NA SIC
O especial de Verão será apresentado por Maya, Merche Romero, Daniel Oliveira, Nuno Graciano, José Figueiras e Nuno Eiró.
DE HELICÓPTERO
No formato, Diana Chaves visita as localidades por onde passou Bárbara Guimarães com ‘A Minha Terra Quer’, mas agora no concurso ‘Exploradores’, semelhante a ‘Caça ao Tesouro’