DANCIN' DAYS

estreia SEGUNDA na SIC a novela onde vale a pena sonhar!

ÍDOLOS

Domingo temos músicas do século XXI com os 10 finalistas

BOA TARDE

O talk show das tardes da SIC

ROSA FOGO

Assiste à novela no horário nobre da SIC

FINA ESTAMPA

Já estreou na SIC!

28 de fevereiro de 2009

SIC compra SIC Notícias

A compra da totalidade da SIC Notícias pela SIC permite à estação negociar directamente a presença do canal na oferta dos distribuidores e põe fim ao direito de preferência no lançamento de novos canais na TV Cabo.
A compra pela SIC dos 40% da SIC Notícias que eram detidos pela Zon Multimédia (TV Cabo) determina que os distribuidores de canais - como a Cabovisão, a Pluritel ou a Bragatel - terão de "negociar directamente com a SIC" quando chegar a altura de renovar a presença do canal de notícias nos seus pacotes, de acordo com o vice-presidente da comissão executiva da Impresa, Pedro Norton. "Os acordos que já existem mantêm-se, mas quando houver renovação a negociação será directa", admitiu. O negócio hoje concluído põe fim também ao direito de preferência que a SIC dispunha no lançamento de novos canais na TV Cabo. A parceria, formada em 2001 entre a PT (então dona da TV Cabo) e a Impresa (que detém a SIC), levou ao lançamento do canal de notícias.A aquisição, por parte da SIC de uma fatia de 40% detida pela Zon TV Cabo na SIC Notícias, por 20 milhões de euros, permite passar a controlar a totalidade do canal de notícias, divulgou a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). O acordo implicou ainda um prolongamento do contrato de distribuição pela Zon TV Cabo do canal de notícias, da SIC Mulher e da SIC Radical até final de 2013.
fonte: SIC Online

27 de fevereiro de 2009

Futsal na SIC

O jogo entre Benfica e Instituto D. João V inaugura a 20ª jornada do Campeonato Nacional da I Divisão de Futsal/FUTSAGRES, no próximo sábado (28 de Fevereiro), pelas 15h20.
A partida será disputada no Pavilhão nº 2 do SL Benfica e terá honras de transmissão em directo na SIC, apenas para o Continente, Açores e Madeira.

Ronaldo no "Fama Show"

Cristiano Ronaldo regressa ao ‘Fama Show' para dar os parabéns ao programa da SIC, um ano depois de ter sido a estrela da primeira emissão.
Neste especial, que irá para o ar no próximo dia 1 de Março, após o ‘Primeiro Jornal', os telespectadores poderão ver a entrevista que o Melhor Jogador do Mundo deu a Rita Andrade em Manchester, durante esta semana.
Na conversa com a apresentadora, Ronaldo fala sobre o que mudou na sua vida depois da entrega do prémio de melhor futebolista do planeta e recorda a sua participação no ‘Fama Show' de 2 de Março de 2008.
Além de Cristiano Ronaldo, convidados como Cláudia Borges, Orsi Fehér, Liliana Campos, Vanessa Oliveira e Rita Andrade prometem mais surpresas neste primeiro aniversário.
fonte: TVCinema

Fátima Lopes já é mamã

Fátima Lopes foi ontem mãe, com o pequeno Filipe a vir ao mundo pelas 13h40 no Hospital da Luz, em Lisboa. Este é o segundo filho da apresentadora da SIC – já é mãe de Beatriz, de oito anos – e o primeiro do enfermeiro Luís Morais.
O bebé, cujo nome completo vai ser Filipe Lopes da Silva Morais, pesa 3,520 kg e nasceu de parto natural, isto depois de a apresentadora ter dado entrada no hospital cerca de quatro horas antes. "Estamos muito felizes pois o Filipe já nasceu. Correu tudo bem, o parto foi maravilhoso, super-rápido e sem complicações [...]. Assim que nasceu o Filipe chorou, mostrando ter pulmões fortes, o que é sempre importante", confirmou em exclusivo, no local, Luís Morais ao CM, acrescentando que Fátima "está felicíssima, mas naturalmente um pouco cansada e emocionada".
A apresentadora da estação de Carnaxide não contou com Luís Morais a seu lado no momento do parto. "Nós, profissionais de saúde, somos por vezes pouco racionais quando estamos a lidar com os nossos. Decidi não assistir e a Fátima também não fazia questão. Mas acompanhei todo o processo."
Quem não cabe de contentamento com o aumentar da família é a pequena Beatriz. "Ela está feliz e a reagir muito bem", contou ainda Luís Morais. Fátima Lopes, que foi assistida pela médica Manuela Costa, deverá ter alta hospitalar durante o dia de amanhã.
fonte: CM

Análise das audiências d' "A Favorita"

Chegou ao fim A Favorita, a novela que a SIC mantinha em exibição desde 2 de Julho de 2008. A história gira em torno de Flora e Donatella que em tempos formaram uma dupla musical. Flora acaba condenada a 18 anos de prisão pelo assassinato do marido de Donatella. Depois de sair da prisão, Flora está decidida a provar a sua inocência do crime que não cometeu...
Os 200 capítulos desta novela alcançaram de audiência média 5.7% (537.100 espectadores) e 25.2% de share. O melhor episódio foi transmitido a 3 de Fevereiro, quando a novela registou 9.2 de audiência média e 27.1% de share. Na estreia, a 2 de Julho, a novela obteve 7.7% de audiência média (727.400 espectadores) e 19.8% de share. A Favorita despediu-se no dia 20 de Fevereiro com 8% de audiência média (755.600 espectadores) e 37.3% de share.
Os 200 capítulos foram vistos por 8.673.400 indivíduos residentes em Portugal Continental com 4 anos e mais anos, o que representa 91.7% do universo.
No perfil de audiência, esta novela registou melhor adesão no Interior do país. Por classe social, dominam as classes mais baixas. A Classe C2 e D, juntas, representam mais de 62% da audiência desta novela. Por género, A Favorita foi a preferida da população Feminina. Por faixa etária, os indivíduos com mais de 64 anos foram os que mais viram a novela com um consumo de audiência acima dos 22%.
fonte: Marktest

26 de fevereiro de 2009

"Aqui & Agora" sobre sexo

Debate "Aqui e agora", da SIC, conduzido por Rodrigo Guedes de Carvalho, dedica-se esta quinta-feira ao tema da educação sexual. Além dos peritos convidados, esta emissão faz questão em ter em estúdio os principais visados: os jovens.
Entre as temáticas em análise estarão os perigos da internet e o aumento de casos de violência no namoro.
Foram convidados Jesuína Ribeiro, do Ministério da Educação, Daniel Sampaio, psiquiatra, Miguel Oliveira da Silva, obstetra/ginecologista e Vasco Pinto Magalhães, padre jesuíta. JN

SIC Notícias com um especial sobre a governação de Sócrates

O congresso do PS é o motor de arranque da TVI24. Mas logo na estreia, a SIC Notícias mostra-se atenta à concorrência. Faz edição especial sobre os quatro anos de mandato de José Sócrates, com entrevistas aos líderes partidários.
(...) Em simultâneo, na SIC Notícias, Mário Crespo seguido de Ana Lourenço asseguram o desfecho de um dia dedicado aos quatro anos do Executivo, que hoje se assinalam, e de antecipação do congresso dos socialistas - com entrevistas a Manuela Ferreira Leite (PSD), Paulo Portas (PP), Francisco Louçã (BE), Jerónimo de Sousa (PCP) e Augusto Santos Silva, ministro dos Assuntos Parlamentares.
"Obviamente, respeitamos a concorrência. Mas isto não é raro na SIC Notícias. Sempre que há um pretexto forte, fazemos emissões especiais", disse o seu director António José Teixeira.
Henrique Garcia assumiu que haverá uma "competição saudável", mostrando-se convicto de que a irá "ganhar". Mário Crespo negou que o noticiário de hoje tenha carácter "excepcional" para fazer sombra à TVI24.
(...)
Da parte da RTPN, a programação desta noite assinala a centésima edição do "Pontapé de saída". E amanhã, às 23 horas, estreia "Hora de fecho". Dirigido por Maria Flor Pedroso, sustentar-se-á na análise dos directores de jornais sobre a actualidade. É exibido à mesma hora que o "Expresso da meia-noite", na SIC Notícias.
(...)
fonte: JN

25 de fevereiro de 2009

Mais de 20 Mil entradas

O SIC blog está de parabéns. Atingiu hoje a marca das 20 mil entradas no blog. Obrigado a todos aqueles que diariamente visitam a página ou que, por mero acaso, vêm cá parar.
Vou continuar a trazer todas as notícias fresquinhas sobre a SIC e sobre os seus "filhotes" como a SIC Notícias, SIC Radical, SIC Mulher, SIC Internacional.
Podem não se acreditar mas hoje, no momento em que escrevo, já vão nas 20223! Isto é um marco no blog e só de pensar que de manhã o blog tinha 19934...

"Bolha Mágica" na SIC

A SIC estreou uma nova forma de dar dinheiro aos telespectadores. Este espaço, denominado por "Bolha Mágica", vai para o ar durante a emissão da estação e ao mesmo tempo que um determinado formato está a ser transmitido. Segundo o site da estação, para se habilitar a ganhar o valor que está em constante crescimente, "Ligue 760 10 30 10 e some o último algarismo do seu número de telefone. Se somar o número 2.000, responda a uma pergunta sobre a SIC e ganhe o valor da Bolha.".
fonte: TV Universo

Grelha das 18h às 24h do dia de ontem


fonte: A MINHA TV

SIC em 2.º, RTP 1 em 1.º e TVI em 3.º Lugar

A RTP 1 ganhou o dia de ontem muito por causa da transmissão do jogo da Liga dos Campeões. No total a estação estatal consegui a marca dos 31,9% de share.
A SIC, apesar de ter apenas o programa mais visto do dia em 6.º lugar ("Jornal da Noite"), alcançou o segundo lugar dos canais mais vistos. No total a televisão de todos nós fez 24,1% de share.
Quem caiu a pique foi a TVI que fez 22,8% de share apesar de duas novelas no top5. A RTP 2 ficou-se pelos
5,7%

"O que é a felicidade" na SIC

Que palavra é esta que todos procuramos em todo o lado durante toda a vida? A reportagem que a SIC exibe esta quarta-feira tenta responder à questão.
“O que é a felicidade?”, nome da peça, assinada por Fernanda de Oliveira Ribeiro, conta com uma sondagem SIC/Expresso, que contou às pessoas até que ponto são felizes e o que condiciona esse seu bem-estar.
O trabalho será exibido no final do “Jornal da Noite”, da SIC.
fonte: site JN

24 de fevereiro de 2009

Análise das audiências de "Fátima"

Cerca de 20 dias volvidos após a entrada em cena de Merche Romero e Carlos Ribeiro, que rendem Fátima Lopes no formato matinal da SIC, os resultados pouco flutuaram. O ex-líder segue a perder para a concorrência.
Os tempos áureos do programa "Fátima" parecem ter cessado em Agosto, quando o programa que deu a liderança das manhãs a Carnaxide durante sete anos foi ultrapassado pelo "Você na TV", da estação de Queluz. E nem com a injecção de uma lufada de ar fresco, personificada, sobretudo, pela figura de Merche Romero, que co-assumiu a condução do formato em virtude da licença de parto de Fátima Lopes, o panorama se alterou. Aliás, ainda que não significativo, sofreu um ligeiro revés.
Foi a cinco de Fevereiro que entrou sangue novo para o "Fátima e apesar de o dia da passagem de testemunho ter granjeado o melhor resultado do mês, desde aí o programa tem feito uma carreira descendente. Até dia 20, registou uma audiência média de 2,4%, mas, se analisarmos só o período que compreende a performance dos temporários apresentadores, verifica-se uma quebra. De 1 de Janeiro a 4 de Fevereiro o valor registado foi de 2,5%, logo o trunfo depositado em Merche não está a acrescentar uma mais-valia que se traduza em números para a SIC.
O "Você na TV, conseguiu, atendendo a Fevereiro, uma audiência média de 3%, não muito distante dos 3,2%, se avaliado desde o início do ano. Quando usurpou o primeiro lugar no "ranking" matinal ao "Fátima", este último, ainda permaneceu na luta, taco a taco. Agora a disputa é renhida, mas com o "Praça da alegria", da RTP1, que ocupa o segundo posto: 2,6% é o que obtém em 2009.
fonte: JN

Fernando Seara deixa SIC Notícias

Fernando Seara deixa o canal SIC Notícias e muda-se para o concorrente TVI 24. O benfiquista abandonou ‘O Dia Seguinte’, programa moderado por João Abreu na SIC Notícias, onde partilhava os comentários com Dias Ferreira, do Sporting, e Jaime Guilherme Aguiar, do Futebol Clube do Porto.
Sílvio Cervan, vice-presidente do Benfica e director da revista ‘Mística’, do mesmo clube, foi o escolhido pela SIC Notícias para substitui Fernando Seara.
O abandono da estação de Carnaxide pode estar relacionado com as declarações de João Gabriel, director de comunicação dos encarnados, que acusou o autarca – num programa emitido pelo Canal Benfica no passado dia 1 – de "nunca defender o Benfica". "Já vai sendo tempo de dar lugar a alguém que defenda o clube, em vez de se preocupar com a sua promoção pessoal e eleitoral", adiantou na altura João Gabriel.
O CM tentou entrar em contacto com Fernando Seara mas o comentador escusou-se a falar com a imprensa. Também João Gabriel esteve incontactável até ao fecho desta edição.
"BOM PRETEXTO PARA MUDAR"
O director da SIC Notícias revelou ao CM que a estação "foi confrontada com a saída de Fernando Seara". No entanto, António José Teixeira considera que a saída do comentador foi boa para ‘O Dia Seguinte’. "Esta oportunidade acabou por ser um bom pretexto para a renovação do painel de comentadores. Este é um programa importante na grelha da SIC Notícias, já existe desde Agosto de 2003, e é um dos formatos emblemáticos da estação", salienta. O director do canal considera que Sílvio Cervan é a melhor escolha. "É um homem experiente na comunicação pública, já esteve na vida política e enfrentou a Comunicação Social. E é um benfiquista dos quatro costados, tem aliás uma responsabilidade redobrada no Benfica, é vice-presidente do clube. É um bom reforço do painel e acreditamos que esta renovação acabou por ser uma boa oportunidade para encontrar sangue novo e outra vitalidade".
fonte: CM

Sexo em debate "Aqui & Agora"

O próximo "Aqui e agora", da SIC, espaço de debate moderado por Rodrigues Guedes de Carvalho, é dedicado ao sexo na adolescência.
Segundo informa a estação, na quinta-feira, para analisar a educação sexual nas escolas, os perigos na internet e aumento de casos de violência no namoro, estarão em estúdio o psiquiatra Daniel Sampaio, o obstetra Miguel Oliveira da Silva e Jesuína Ribeiro, em representação do Ministério da Educação.
O programa "Aqui e agora" é transmitido depois do "Jornal da Noite"
fonte: JN

"Não Há Crise" colocou a SIC a liderar domingo

A SIC foi a estação mais vista no domingo, dia 22, em que registou um share total de 28,3%. Para o efeito muito contribuiu o sucesso de ‘Não Há Crise!’, apresentado por Nuno Graciano, que liderou a tabela dos mais vistos com um audiência de 12,9% (correspondente a 1 221 600 espectadores) e um share de 32,9%.
Ao CM, Nuno Graciano frisou que o programa de apanhados faz normalmente "bons resultados e no domingo foi particularmente gratificante por estar a concorrer com ‘Equador’".
A TVI ficou em segundo lugar no dia, com 25,2% de share. ‘Quanto à RTP 1, ficou em terceiro com 22,9% de share.
fonte & foto: CM

20 de fevereiro de 2009

AVISO

Devido à minha ausência do território internáutico, entre os dias 21 e 24 não haverá actualização do blog.
O serviço normal deste blog será retomado no próximo dia 24 de Fevereiro.
Agradeço aos leitores deste blog a compreensão visto que para o sítio onde me dirijo não haver internet (!).
Peço desculpa pelo incómodo causado

Futsal na SIC Radical

Numa partida a contar para a 19ª jornada do Campeonato Nacional da I Divisão de Futsal/Futsagres, Freixieiro e Benfica defrontam-se no próximo sábado (21 de Fevereiro), pelas 18h00.
As duas equipas, separadas por um ponto - o Benfica ocupa o terceiro lugar com 35 pontos e menos um jogo, enquanto que o Freixieiro, com 34 pontos, está actualmente na quarta posição, irão defrontar-se no Pavilhão do Freixieiro (Perafita).
O encontro será transmitido, em directo, pela SIC Radical, apenas para o Continente, Açores e Madeira.
fonte: site FPF

Tá a Gravar e Não Há Crise - resultado da sondagem

Bricolage no ecrã com Cláudia Borges

José Figueiras é o primeiro convidado do programa ‘Mudar é iZi’ com estreia marcada para o dia 1 de Março, na SIC, e apresentação de Cláudia Borges. A campanha televisiva está a cargo dos humoristas António Machado e Manuel Marques.
"Durante um minuto e meio vou desafiar algumas caras conhecidas a arregaçarem mangas e a mostrarem do que são capaz de fazer com os materiais de bricolage", conta a anfitriã do programa que promete transformações a jardins, já que foi para eles que recaiu a escolha de alguns convidados. Figueiras é o primeiro a pôr mãos à obra: "Gostava de ter um jardim oriental... vamos ver se consigo fazer e, certamente, aprender alguma coisa", disse o apresentador.
Diana Chaves, Carla Matadinho e Nuno Graciano são os convidados que se seguem. "Aproveitei este convite para tratar de uma parte da casa que os meus pais têm na Costa de Caparica e que está um pouco degradada porque é antiga. Adoro aquela casa onde passei uma boa parte das férias de infância", revela a actriz, que contratou um decorador para tratar da sua casa. "Gosto de uma decoração minimalista", diz.
Carla Matadinho, por sua vez, quer tornar o seu jardim "num espaço onde posso beber um chá e... bronzear-me". Nuno Graciano precisa de "decorar a garagem de forma funcional".
fonte: CM
Pelo nome do programa este deverá contar com o alto patrocínio das Lojas iZi!

Camilo de Oliveira grava a partir de Março

As gravações de ‘Camilo, o Presidente’ arrancam a 15 de Março e a estreia, na SIC, está prevista para o final desse mês ou princípio de Abril, apurou o CM. A estação tem repetido as séries protagonizadas por Camilo de Oliveira, que continuam a ter boas audiências. O actor, de 75 anos, garante que esta nova série "vai ser uma grande surpresa, escusando-se a revelar mais pormenores.
A série, de 26 episódios, com cerca de trinta minutos cada, é da autoria de Lourenço Henriques e Filipe Avis, actores do Teatro Independente de Oeiras, enquanto a produção está a cargo da CBV, empresa de Pedro Curto, Piet-Hein Bakker e Vasco Vilarinho
A história centra-se na localidade fictícia de Fanecas de Cima, onde Camilo é o presidente da junta de freguesia e tem um inimigo político figadal: o congénere de Fanecas de Baixo. Camilo de Oliveira é o dono e senhor da sua terra e além de presidente da junta é também presidente de tudo o que existe em Fanecas de Cima, desde o clube de xadrez aos bombeiros, passando pelo tiro aos pratos e pelo jogo da malha.
Cada episódio conta uma história como, por exemplo, a visita do ministro das Obras Públicas que quer instalar uma barragem junto às duas localidades, o que vai dar origem a mais uma guerra entre os dois autarcas.
Camilo, o Presidente’ vem na sequência de outras sitcom com o nome do veterano actor no título. A primeira foi ‘Camilo Filho, Lda’, em 1995, onde contracenava com Nuno Melo.
Ao CM, Camilo frisou estar impedido de falar sobre a série. "A SIC pediu-me para não falar sobre o assunto e vou respeitar o pedido."
fonte & foto: CM

19 de fevereiro de 2009

"Fátima" depois de Fátima Lopes

Fátima Lopes, na recta final da gravidez de Felipe, passou a condução do seu programa Fátima, que a SIC transmite todas as manhãs, a Merche Romero e Carlos Ribeiro no dia 5 de Fevereiro. Merche Romero e Carlos Ribeiro deverão ficar à frente do programa cerca de três meses, período durante o qual Fátima Lopes ficará em casa a tomar conta do seu bebé.
Na primeira emissão à frente do Fátima, a nova dupla registou 3.4% de audiência média e 31% de share, que foi o melhor registo alcançado pelo programa este ano. Nas sete emissões transmitidas entre 5 e 11 de Fevereiro, o Fátima alcançou 2.4% de audiência média e 25.1% de share.
Os 7 programas foram vistos por 2.881.600 indivíduos residentes em Portugal Continental com 4 anos e mais anos, o que se traduz num contacto de 30.5% dos indivíduos.
No perfil de audiência, este programa regista a melhor adesão no Interior. Por classe social, domina Classe D que é responsável por 50% da audiência do programa. Por Género, a melhor adesão pertence à população feminina. Por faixa etária, o melhor comportamento manifesta-se junto da população com mais de 64 anos, com cerca de 40% da audiência.
Fátima Lopes apresentou este ano 23 programas que detêm 2.5% de audiência média e 25.8% de share. A melhor performance registou-se a 20 de Janeiro, quando o Fátima obteve 3.1% de audiência média e 29.6% de share. Os cinco melhores programas deste ano do Fátima foram:

fonte: Marktest

"Aqui e Agora" - Eutanásia em debate

A eutanásia é o tema do Aqui e Agora, esta quinta-feira. Como e quem pode decidir a morte de doentes incuráveis? O debate já está aberto: participe e deixe aqui o seu comentário.
Após o Jornal da Noite, teremos em estúdio convidados ligados à medicina, à igreja e à justiça, para além dos testemunhos de doentes ou das suas famílias. Envie-nos a sua pergunta, comentário ou testemunho. Pode usar o e-mail aquieagora@sic.pt. Também por e-mail, pode enviar-nos o seu comentário em vídeo: grave com a sua câmara, webcam ou mesmo com o seu telemóvel.
fonte: SIC Online

É inconcebível o que a concorrência faz!

É inconcebível que a concorrência faz. A SIC planeia um programa especial e a TVI vem e pumba concorre com a SIC com um "programa" especial! A SIC estreia um programa e está a TVI a fazer concorrência desleal. A SIC tem uma novela nova e a TVI contra-ataca com espécies de programas. A SIC vem com uma novidade e a TVI contra-ataca com... novelas. A salvação da tvi é a ficção... Sem isso nada feito e porque? Porque não têm a sabedoria que a SIC tem em inovar senão vejamos: a SIC foi pioneira com "Os Malucos do Riso" da qual sairam vários «filhos» como "Malucos e Filhos, Malucos na Selva", "Malucos nas Arábias" ou "Malucos no Hospital". A TVI criou "Os batanetes" e seus derivados...
A SIC criou o "Mini Chuva de Estrelas" e a TVI copiou com o programa que teve até ao final do ano...
A SIC lança uma novela nova e a TVI contra-ataca com uma novela.
A SIC lançou "Uma Aventura" e a TVI contra-atacou com o Bando dos 4!
A SIC lança um programa especial dedicado ao humor e... a TVI vai com um especial dedicado aos casamentos...
A SIC lança a informação do "Jornal da Noite" em pé e vem a Moura Guedes apresentar o jornal de sexta em pé.
A SIC estreou o "Nós Por Cá" em Janeiro e a TVI uma semana depois ataca... com ficção.
A SIC lançou a informação com a "janela" virada para a redacção e vem a RTP e a TVI a copiarem-na.
A SIC tem o "Nós Por Cá" e a RTP tem no seu regiões a cópia da anterior rúbrica do programa.
Enfim! Para quê falar mais porque quanto mais se fala mais se lhes dá importância... Pobres é a palavra que melhor encontro para fazer aquilo que fazem.
A SIC foi líder aos 5.º ano de existência coisa que a TVI nunca o será!

Raul Solnado homenageado pela SIC

"Tive uma vida louca e dura. Mas saborosíssima. Com esta agitação o meu coração está preso por um fiozinho. Obrigado a todos." Foi assim que Raul Solnado, homenageado ontem pela SIC, agradeceu à plateia do Teatro Armando Cortez que o aplaudiu de pé.
Actores, cantores, humoristas, comediantes e dançarinos animaram a ‘Maratona do Humor’, uma emissão de oito horas conduzida por Herman José.
Além de homenagear Raul Solnado, o espectáculo teve uma vertente de solidariedade. O dinheiro resultante das vinte mil chamadas de valor acrescentado, efectuadas durante a emissão, reverte em prol da Casa do Artista.
Constipado e quase afónico, Raul Solnado chegou à Casa do Artista, da qual é presidente e fundador, amparado por Nuno Santos, director de Programas da SIC.
"Não pude deixar de vos vir dar um abraço", disse o actor de 79 anos dirigindo-se à plateia e aos telespectadores. Clara de Sousa, Ana Bola e Maria Rueff, Eunice Muñoz, José Pedro Gomes e António Feio, Óscar Branco, Gato Fedorento, Bárbara Guimarães e Merche Romero foram alguns dos nomes que enalteceram os atributos pessoais e profissionais de Raul Solnado, uns ao vivo e outros através de vídeo.
Joana Solnado, num depoimento gravado, agradeceu "o rasto de luz" que o avô deixa na sua vida.
fonte & foto: CM

"Fátima" perde audiências com os novos apresentadores

Merche e Carlos Ribeiro não estão a aguentar as audiências deixadas pela apresentadora Fátima Lopes, que abandonou, dia 5, temporariamente o programa matinal da SIC, por estar grávida. Em oito emissões de Fátima analisadas, segundo os dados da Marktest, apenas nos dois primeiros dias da nova dupla o programa da manhã da SIC venceu o formato "irmão" da RTP1. Em todos os outros, Merche e Carlos Ribeiro perderam para Praça da Alegria e para Você na TV!. Na semana passada, entre segunda e sexta-feira, Fátima teve resultados baixos, sendo que o melhor foi na terça-feira (dia 10), com 24,5% de share e o pior na quarta-feira (dia 11), com 20,2%. Comparativamente, nesses dias o Praça da Alegria fez 27,2% e 26,6%, enquanto o programa de Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira fez 35,4% e 31,5%, tendo liderado nesses dias. Ou seja, o melhor que a dupla Merche e Carlos Ribeiro conseguiram, na terça-feira, dia 10, esteve abaixo do que a concorrência alcançou. A pior manhã da TVI na semana passada foi a segunda-feira, com 29,5% de share, que, mesmo assim, bastou para vencer Praça da Alegria, com 27,3%, e, claro, Fátima, com 23,4%. E mesmo na pior manhã para a RTP1, que foi na sexta-feira, Praça da Alegria conseguiu 25,5% de share, atrás de Você na TV!, com 32,2%, mas à frente de Fátima, que não passou dos 24,1%. Já em relação a esta semana, os dados da Marktest são claros: tanto segunda como terça-feira (dias disponibilizados até ontem pela empresa de audimetria), Fátima perdeu. No dia 16, o programa matinal da SIC fez 23,2% de share e no dia 17 baixou para os 21,9%. Recorde-se que nos dois dias anteriores à entrada de Merche e Carlos Ribeiro, ainda com Fátima Lopes (dia 3 e 4), o programa fez 28,2% e 28,4% de share.
fonte: site DN

18 de fevereiro de 2009

Nós por Cá nos 28,3% de share

17 de Fevereiro ficará na história do Nós Por Cá como o dia em que o programa atingiu o seu melhor resultado desde que se tornou diário.
Conceição Lino e a sua equipa conquistaram ontem a preferência de 28.3% dos telespectadores (a média é 21%), o que corresponde a 9,6% de audiência média (a média é 7,7%).
Com este resultado, o Nós Por Cá também conseguiu "morder os calcanhares" ao Preço Certo. Esta terça-feira, Fernando Mendes não foi além de 31,1% de share e 10,6% de ratio.
Para esta subida do Nós Por Cá, muito contribuiu o facto de, à mesma hora, a TVI emitir um jogo de futebol de "pouca importância". O Vitória de Guimarães vs Estrela da Amadora, para a Taça de Portugal, ficou até abaixo da audiência do Nós Por Cá, não indo além de 8,4% de ratio e 24,5% de share.
E este resultado leva-nos a outra conversa. Como já disse em anteriores posts, está cada vez mais provado que a aposta da TVI na Taça de Portugal saiu furada. Moniz foi atras daquilo que a SIC fez no ano passado, mas correu-lhe mal.
O director da TVI abriu os cordões à bolsa, na esperança de ter jogos entre os grandes até ao final da competição. Isso mesmo, valeu aliás à SIC no ano passado, excelentes resultados de audiências.
Sucede que, este ano, o único grande ainda em prova é o FC Porto, e como toda a gente sabe, jogos do Porto não são garante de boa audiência. Para ajudar à festa, a TVI ainda tem que emitir jogos como os de ontem que, não só não trazem bom share, como ainda atiram o canal para baixo.
Ironia do destino, os jogos da Taça da Liga este ano comprados pela SIC, mais parecem uma repetição da Taça de Portugal do ano passado, com os 3 grandes a chegarem novamente às meias-finais, estando já garantido um clássico na final.

JORNAL DA NOITE EM 4º LUGAR
Também graças ao jogo na TVI e a reportagens "especiais" emitidas ontem no principal bloco noticioso da SIC, o Jornal da Noite conseguiu ultrapassar a RTP. O jornal da SIC conquistou 13% de ratio e 31,2% de share.
fonte: blog eujornalista

"Maratona de Humor" hoje na SIC

Humor das 10.00 às 19.00 é a proposta da SIC para hoje, um evento que se insere naquilo que Nuno Santos, director de programas da estação, chama de "eventos televisivos".Herman José vai fazer as honras da casa, a partir da Casa do Artista, em Lisboa, numa emissão que conta com muitos humoristas, tanto a partir do palco como em gravação, como é o caso dos Gato Fedorento."É um presente antecipado de anos que a direcção me ofereceu", começou por dizer ao DN Herman José, que completa 55 anos a 19 de Março. "O importante é que a emissão tenha uma componente positiva e que, pelo menos durante um dia, as pessoas esqueçam a crise", explicou.E que vai acontecer durante oito horas? "Eu vou interagir com todos os convidados e até vai haver um piano e uma guitarra para se fazer umas brincadeiras. Mas eu não quero que a emissão seja um espectáculo de one man show meu. Quanto menos se der por mim, melhor. Vou entrevistar as várias pessoas convidadas e quero que sejam elas a brilhar. Por outro lado, vai haver uma componente de memória, em que vamos homenagear o Raul Solnado", acrescentou.
Pela Casa do Artista vão passar nomes como Fernando Rocha, Ana Bola, Maria Rueff, Aldo Lima, José Pedro Gomes, António Feio, Luciana Abreu, Anjos, Micaela, Ana Malhoa, Clara de Sousa ou Nuno Eiró.Sobre a situação do País "A minha posição em relação a José Sócrates é a mesma que tinha Winton Churchill em relação à democracia. Não digo que ele seja óptimo, mas é a melhor hipótese que temos a trabalhar ao serviço do País. Sócrates, para ser perfeito, teria de ser ainda mais corajoso", referiu Herman. E Manuela Ferreira Leite [líder do PSD, partido da oposição]? "Concordo com ela quando diz que era preciso seis meses de ditadura para meter o País em ordem. Se isso acontecesse e fosse eu a mandar, teria uma lista enorme de pessoas que mandaria para Guantánamo. Em Portugal há muitos que deveriam ir lá parar... (risos)", respondeu o humorista.
fonte: DN

17 de fevereiro de 2009

Caminho das Índias estreou ontem na SIC

Conforme prometido estreou ontem à noite a nova novela da SIC que retrata a vida na Índia. A TV Globo refere que é uma das maiores produções jamais realizadas a nível de ficção.
A estreia desta nova novela "Caminho das Índias" conseguiu um share de 24,2%.
Vai subir ainda mais...

ATV contente com o "Mário Crespo entrevista"

A Associação de Telespectadores (ATV) considerou o novo programa Mário Crespo Entrevista o melhor programa emitido pela SIC, em Janeiro. "Claramente inspirado no jornalismo de 60 Minutos , Mário Crespo introduz, assim, em Portugal um estilo de jornalismo directo, inteligente, episodicamente a roçar o ríspido, mas sem quebra da ética deontológica", refere o comunicado da ATV, subscrito por Rui Teixeira Motta, presidente da direcção.
Da mesma estação, Não Há Crise! foi considerado o pior programa do primeiro mês do ano, pois, segundo a ATV, "aquilo que supostamente deveria ser um programa de humor resulta num produto absolutamente insípido, tipo 'apanhados' (...), mais que esgotado e alguém já deveria ter entendido isso".
fonte: DN

16 de fevereiro de 2009

Associação de Telespectadores contente com Mário Crespo entrevista

Na avaliação de Janeiro, a Associação de Telespectadores elogia as séries “Liberdade 21” (RTP), “Equador” (TVI) e a Mário Crespo entrevista, na SIC.
Segundo a entidade, Crespo introduz um “estilo inteligente, episodicamente a roçar o ríspido, mas, sem quebra de ética deontológica”.
As notas negativas foram para “Preço Certo” (RTP), “Não há crise” (SIC) e “Jornal Nacional” (TVI).
fonte: JN

Desafio aos mais pequenos

Bárbara Guimarães vai desafiar, no domingo de Carnaval, o público infantil do ‘Atreve-te a Cantar’, SIC, a interpretar grandes sucessos musicais.
Neste programa, os concorrentes são crianças entre os 8 e os 13 anos. "Este especial surge no seguimento do entusiasmo manifestado pelas crianças desde que este programa começou. E, claro, vai ser despretensioso, descontraído... onde todos vão cantar", explica a apresentadora ao CM.
Sobre o objectivo deste especial, Bárbara é peremptória: "Espero que as crianças se divirtam tanto quanto eu me vou divertir com elas, assim como me tenho divertido com os mais crescidos."
fonte: CM

Caminho das Índias: a mais recente produção da Globo

A SIC estreia hoje à noite a mais recente produção da TV Globo, 'Caminho das Índias', que no Brasil conseguiu melhores audiências do que 'A Favorita'. A telenovela chega a Portugal numa altura em que a cultura indiana surge em diversas manifestações artísticas - filmes, livros, exposições
Filmes, livros, telenovelas, exposições de arte. Coincidência ou talvez não, a cultura indiana parece estar a cativar atenções um pouco por todo o mundo e em diversas áreas.(...) E hoje chega à SIC a mais recente produção da TV Globo, Caminho das Índias, que vive em grande parte do misticismo e dos contrastes da sociedade indiana em relação à ocidental. A telenovela tem a assinatura da consagrada Glória Perez, bem conhecida em Portugal pelo seu trabalho em O Clone, telenovela em que retratava o ambiente árabe. Caminho das Índias já estreou no Brasil, a 19 de Janeiro, e conseguiu melhores audiências do que A Favorita, que ainda está a passar em Portugal, na SIC. A história gira em torno da paixão proibida entre Maya (Juliana Paes) e Bahuan (Márcio Garcia). Para além de os dois jovens pertencerem a diferentes castas, o noivo de Maya já está escolhido pelos seus pais. Resta saber como vai ser recebida pelos portugueses esta produção da TV Globo, que chega a Portugal num momento em que acabou de estrear Quem Quer Ser Bilionário, filme que na primeira semana foi visto por quase 39 mil cinéfilos, apesar de estar em exibição em apenas 27 salas. O recente êxito deste filme, que já conquistou vários prémios e poderá ser um dos grandes vencedores dos Óscares deste ano, tornou ainda mais evidente a curiosidade que a cultura indiana está a despertar. Mas será apenas uma questão de moda? Há quem defenda que é mais uma oportunidade de negócio. Sobretudo no campo cinematográfico. E não é para menos. A acreditar nos números avançados em 2007 pela consultora PricewaterhouseCoopers, Bollywood, a grande "fábrica" cinematográfica indiana, tem uma audiência mundial estimada em 3,6 mil milhões de pessoas e é responsável por receitas de bilheteiras superiores a 1,7 mil milhões de euros anuais. E apenas 8% dessa verba vai para as produções norte-americanas. Face a este potencial de mercado, e ainda por cima em tempo de crise, é fácil perceber que as grandes produtoras de Hollywood estejam a preparar alianças com as produtoras locais.
fonte: DN

Paixão Asiática

Gravar na Índia, seja filmes, séries ou novelas, está na moda. É o caso da novela brasileira ‘Caminho das Índias’ protagonizada por Juliana Paes no papel de ‘Maya’, que estreia na SIC.
Parte do elenco esteve um mês na Índia a gravar e, apesar do calor, da comida e de pequenos problemas de saúde, todos os actores elogiaram a experiência.
"Gostei muito do país, porque retomámos certos valores perdidos na cultura ocidental, como o respeito pelos mais velhos e o valor da família", explica Rodrigo Lombardi, que faz de ‘Raj’, o noivo prometido a ‘Maya’.
Tony Ramos é ‘Opash’, "indiano conservador que não conheceu o pai. Foi criado pela mãe e pelo tio e recusa qualquer tipo de modernização". O actor sublinha: "Gravei cenas até ao capítulo 120 na Índia durante um mês e é impressionante o respeito dos filhos pelos pais."
Antes da partida, os actores tiveram de aprender a vida e a cultura indianas. "Foi fundamental para chegar à Índia e não nos assustarmos com o inusitado. Lá estávamos a gravar e de repente entrava um elefante na cena."
No Rio de Janeiro, as gravações continuam na cidade cenográfica construída à imagem e semelhança do Rajastão. Aqui nem faltam os animais, como é o caso da vaca ‘Emília’, que ganha um caché diário de 250 euros. Tony Ramos brinca: "O bom dessa actriz é que ela não erra uma vírgula."
fonte: CM

Seja Tertuliano por um dia...

A rúbrica do programa "Fátima" está a convidar todos os espectadores para serem tertulianos por um dia. As únicas coisas que têm de fazer é ter uma fotografia e dar um bom motivo do porquê de querer comentar as notícias da chamada imprensa cor-de-rosa.
Depois tem três hipóteses para fazer chegar à produtora do programa:
2) Tertúlia Cor-de-Rosa - Programa Fátima Avenida Álvares Cabral, n.º35 1250-015 Lisboa
3) telefone: 213867355

Caminho das Índias estreia HOJE na SIC

Aqui fica uma pequena sinopse desta nova produção da TV Globo:
A história principal de Caminho das Índias é traçada entre Raj (Rodrigo Lombardi), um jovem indiano que está noivo de uma brasileira, filho de Opash (Tony Ramos), (um indiano conservador, seguidor das mais antigas tradições) Maya (Juliana Paes), uma linda e jovem indiana que tentará levar adiante um amor impossível com Bahuan (Márcio Garcia), um jovem indiano que não pertence à mesma casta da amada. Para além das histórias de amor serão retratadas ainda a ambição e a ganância, como o caso dos irmãos Cadori, que à frente da empresa da família lutaram entre si para seguir o ideal que cada um acredita individualmente.

15 de fevereiro de 2009

O Wanna Be do "Lucy"

Paulo Duarte Ribeiro. Se se disser apenas isto pouca gente se dá de conta quem será e perguntam. Mas quem é o Paulo Duarte Ribeiro. Pois bem aqui fica uma pequena explicação. Paulo Duarte Ribeiro é um jovem actor português que já fez muitos espectáculos em teatro e também já participou em novelas na televisão. Na RTP 2, na TVI ou mesmo agora na SIC este actor deu e dá a vida a personagens. No seu curriculum já conta também com publicidade durante o Euro 2004 para a RR (Rádio Renascença). Na SIC, por exemplo fez Floribella 2 e a novela Resistirei e actualmente está no programa Lucy! Mas também já fez muitas dobragens para o canal como Digimons 1 e 2, Invasão América, As Pedras Mágicas, As Aventuras de Jackie Chan entre muitas outras. Talvez agora cheguem lá mais depressa. O Wanna Be é o desafio mais recente do Paulo Duarte Ribeiro. Quem não gosta das loucuras deste cientista ou será mágico?
fotomontagem: SIC online e Colectivo Teatral

Maratona de Humor das 10h às 20h

Na quarta feira a SIC terá uma maratona de humor transmitida em directo da Casa do Artista (Lisboa). O objectivo deste programa que irá para o ar a partir das 10h até às 20h é fazer rir e como Nuno Santos disse o objectivo é fazer esquecer os problemas. Num espectáculo de 9 horas de directo (isto porque se retira o programa das 13 às 14h para emissão do Primeiro Jornal) Herman José estará a fazer-lhe uma companhia que se pode dizer divertida e que lida com o lema: O que é que o Herman vai fazer agora?.
A não perder na quarta-feira. Eu não vou perder! Faça o mesmo

Amanhã no "Fátima" há um especial Caminho das Índias

Amanhã, segunda-feira, com Merche Romero e Carlos Ribeiro no comando do "Fátima" deixe-se envolver pelos sabores do Caminho das Índias. Um programa dedicado a esta cultura onde poderá encontrar danças tradicionais, muito humor e muitas novidades.
Um programa especial, que você vai querer ver!
fonte: fatima.tv

Os caminhos cruzados de Maddie e Joana

Uma agência de detectives contratada pelo casal McCann cruzou os dados do desaparecimento de Joana Cipriano, em 2004, com o de Madelaine McCann, em 2007, para descredibilizar as investigações da polícia portuguesa. Esta é a convicção da Grande Reportagem SIC emitida no “Jornal da Noite” de domingo.
O trabalho é assinado pelos jornalistas Pedro Coelho e Rita Jordão, com imagem de Luís Pinto e edição de Ricardo Tenreiro.
fonte: JN

14 de fevereiro de 2009

Os novos rostos do "Fátima" e os bastidores do programa

Em fase de adaptação 'ao formato, ao estúdio, ao plateau, às cadeiras', Merche Romero elogia o espírito que reina na Comunicasom: 'Aqui sente-se que todos juntos podemos fazer melhor. Não é fácil manter um programa diário. Falo de quem o faz, o produz, não de quem dá a cara por ele. Há uma equipa que tem de ser criativa, auscultar o público, saber o que ele quer...'
Quando recebeu o convite de Nuno Santos, director de Programas da SIC, para substituir Fátima Lopes (prestes a ser mãe), Merche ia a caminho do Porto, onde, até ao fim de Fevereiro, tem trabalho como manequim. Não hesitou em abraçar este projecto, o primeiro de outros. 'Não tive dúvidas. Não tem a ver só com este projecto. No futuro veremos', diz. E remata, misteriosa: 'A proposta foi feita assim.' Aos 32 anos, e depois de seis anos de televisão, Merche Romero diz-se mais madura: 'Cresci. Às vezes, a correria não nos deixa parar para pensar, para avaliar o que fazemos. Hoje controlo melhor a minha impulsividade', confessa a apresentadora que sonha conduzir 'um talk show ou um concurso', formatos que aproveitem melhor a sua 'vertente mais física'.
'Queria um programa com vida, alegria. Às vezes tenho de conter-me porque é preciso respeitar os diferentes formatos. Cada programa pede uma responsabilidade e um papel diferente', explica Merche Romero. No contrato com a SIC, diz não ter feito exigências. 'Só perguntei: ‘Posso vestir roupa da minha marca?’'. Da sua passagem pela RTP, a apresentadora lamenta a forma como foi surpreendida pelos acontecimentos: 'Nunca fui recebida pela nova direcção, a quem solicitei uma reunião. Nem o telefone me atenderam. Sei que os programas que fazemos podem terminar a qualquer altura. Sei também que a nova direcção não tinha de assumir os compromisso da direcção anterior, mas acho que merecia um esclarecimento', diz Merche Romero.
Na Comunicasom, o dia de trabalho começa antes das 08h00, hora da primeira reunião de planeamento do programa ‘Fátima’. Merche Romero e Carlos Ribeiro, os apresentadores, João Patrício, editor, João Guerreiro, realizador, e a espanhola Yolanda, directora de programas, são alguns dos 45 elementos da equipa presentes no primeiro encontro do dia. Em 15 ou 20 minutos discute-se o que vai ser o ‘Fátima’. Terminada a reunião, começa a azáfama. Chegam os primeiros convidados. Na maquilhagem, Merche, já vestida com a roupa com que faz o programa, é penteada e pintada. Nos 45 minutos em que a apresentadora se produz, Carlos Ribeiro relê as fichas de trabalho enquanto toma o pequeno-almoço. 'É muita informação para assimilar em pouco tempo. Ainda nos estamos a adaptar. Hoje é só o terceiro programa', explica.
Óscar Branco, o humorista, cumprimenta o apresentador e passa-lhe o guião do que vai ser o momento de comédia do ‘Fátima’. Com os alinhamentos na mão, Carlos Ribeiro esclarece: 'Temos uma rede de trabalho. Hoje à tarde, quando deixar o estúdio, já levo um alinhamento do programa de amanhã. Ao fim da tarde receberei outro, mais completo'. Apesar do guião há espaço para o improviso. 'O programa vive muito da espontaneidade', sublinha Carlos Ribeiro. Tertulianos e convidados fixos do programa chegam à Comunicasom e passam pela maquilhagem. Às 09h40, os primeiros acordes musicais irrompem pelos corredores. É a banda residente do ‘Fátima’ que começa o ensaio. A essa hora, o público, com caras habituais e contratadas, entra, ordeiro, no estúdio.
Às 09h55 começa a contagem decrescente e o frenesim de Eduardo Martinho e Gabriela Príncipe, assistentes de realização, e de uma mão-cheia de técnicos. Música, luzes, ordens e contra-ordens invadem o estúdio. Yolanda e Manolo Bello, sócio-gerente da Comunicasom, ultimam detalhes. Às 10h00, Merche e Carlos Ribeiro começam o ‘Fátima’ a cantar. O dia dos namorados dita a temática e o espírito do programa ao longo da semana. Ao longo de três horas desfilam convidados, cantam intérpretes, recebem-se telefonemas e ouvem-se histórias de amor. A Árvore das Patacas dá prémio grande, 26 500 euros. Depois da Joana, de seis meses, eleita a bebé do mês, é Max, o cachorro de olho azul, que enche o ecrã.
Às 13h00 ‘Fátima’ chega ao fim, depois de dois brevíssimos intervalos aproveitados para afinar pormenores. Carlos Ribeiro e Merche participam na segunda reunião do dia: 'Estes encontros são importantes, porque precisamos de um feedback, há situações a assinalar, corrigir... Uma coisa é fazer, outra é ver como o trabalho resultou', explica Merche, com a voz rouca a acusar uma faringite tratada a antibiótico.
OS SUBSTITUTOS DE FÁTIMA LOPES
CARLOS RIBEIRO
Aos 58 anos é um dos rostos mais populares da TV. Trabalhou 23 anos na RTP, onde apresentou ‘Jornalinho’, ‘Made in Portugal’, entre outros. Na TVI esteve sete anos e conduziu ‘A Vida é Bela’ e ‘Levem Tudo Menos a Casa’. Fez também longa carreira na rádio.
MERCHE ROMERO
Manequim e apresentadora. Tem 32 anos. Estreou-se no canal NTV. Na RTP fez ‘Praça da Alegria’, ‘Portugal no Coração’, ‘Noites de Verão’, ‘Uma Boa Aposta’ e ‘Factor M’, talk show das manhãs da estação pública. Criou a sua própria marca de roupa.
YOLANDA: PROFISSIONAL EXPERIENTE
De Yolanda, directora de programas da Comunicasom, Manolo Bello diz que é uma mais-valia na produtora: 'É uma espanhola que esteve nos Estados Unidos. Tem uma visão de fora, diferente. Veio ajudar a dinamizar a equipa'. Yolanda não fala com a repórter. Diz que é uma profissional de 'bastidores'. Tem mais de 20 anos de experiência em TV. Gosta 'da equipa' e do programa que 'funciona bem'.
fonte: CM

13 de fevereiro de 2009

Carlsberg Cup tem final no Algarve

Estão decididos o estádio e o dia em que vai ter lugar a Final da Carlsberg Cup 2008/09.
A Final da Taça da Liga, edição 2008/09, vai ser disputada no Estádio Algarve, no próximo dia 21 de Março.
A decisão foi tomada esta sexta-feira pela Comissão Executiva da Liga.
Estão apuradas para a Final as equipas do Sporting e do Benfica.

12 de fevereiro de 2009

SIC blog lança nova sondagem

Depois de um interregno sem sondagens voltamos a elas! Desta vez queremos saber qual é o seu programa preferido. Será o Tá a Gravar? Será o Não Há Crise? Não será nenhum destes? Será outro?
É isso que queremos saber nesta sondagem. Para votar só tem de escolher uma das opções da sondagem que está na barra lateral.

Análise das audiências de "A Vida Privada de Salazar"

Diogo Morgado vestiu a pele de Salazar na mini-série A vida Privada de Salazar, que a SIC transmitiu nos dias 8 e 9 de Fevereiro. Esta mini-série mostra o lado secreto do chefe do governo e as suas relações turbulentas e conturbadas com o sexo feminino ao longo de 40 anos, entre a década de 20 e os anos 50.
O primeiro episódio desta mini-série de duas exibições foi o melhor programa da SIC no dia em que foi transmitido, tendo alcançado 12.6% de audiência média e 32% de share. Foi visto por um total de 3.269.400 espectadores que viram em média cerca de 32 minutos do evento, o que corresponde a mais de 36% da duração total do episódio.
O segundo episódio desta mini-série, transmitido no dia seguinte, 9 de Fevereiro, segunda-feira, registou 10.4% de audiência média e 26% de share. Foi visto por um total de 2.632.700 espectadores que consumiram mais de 34 minutos, ou seja, 37.5% da sua duração total. Estes valores também lhe garantiram o primeiro lugar na tabela de audiências do canal nesse dia.
Observando a percentagem de audiência que esteve presente no primeiro episódio, é possível constatar que, entre os espectadores que viram este primeiro episódio, cerca de 47.5% viu também o segundo. Já entre os espectadores que viram o episódio de segunda-feira, mais de 59% tinham visto também o episódio anterior.

No perfil de audiência, A Vida Privada de Salazar registou a melhor adesão no Interior do país. Por classe social, destacou-se a Classe C2 com consumo audiência acima dos 33%. Por Género, a preferência pelo programa pertenceu à população feminina. Por faixa etária, o melhor perfil de audiência verificou-se junto dos indivíduos com mais de 64 anos e entre os 45 e os 54 anos.
fonte: Marktest

"Aqui & Agora" estreia hoje

"Concorrer com a Judite [de Sousa] é-me igual. Do outro lado estará sempre qualquer coisa. "As palavras são de Rodrigo Guedes de Carvalho, que estreia hoje às 21h00 o programa ‘Aqui e Agora’. A debater o tema ‘Mediatismo e a Política’ estarão Gonçalo Amaral, Hernâni Carvalho, Maria José Nogueira, Joana Amaral Dias e António Carneiro Jacinto. O programa, segundo o jornalista, pretende ser uma sala de visitas da SIC.
Durante a apresentação de ‘Aqui e Agora’ o director-geral, Luís Marques, fez duras críticas à concorrência: "A TVI diz que ‘Feitiço de Amor’ antes do ‘Jornal Nacional’ já estava decidido há muito tempo. Planearam isso duas vezes, com alguns dias de intervalo? Revela dificuldades do outro lado." A RTP 1 também é alvo das dúvidas de Marques. "Como é que uma empresa com dificuldades financeiras tira a pausa comercial do ‘Preço Certo?’"
fonte & foto: CM

Luís Marques > "Crise vai afectar a SIC"

Luís Marques foi contratado para consultor e depois nomeado director-geral da SIC. Durante um ano identificou os maiores problemas da empresa.
Com a reestruturação na SIC há centralização do poder no director-geral?
A minha responsabilidade é total em todas as áreas. Os responsáveis sectoriais têm os seus níveis de responsabilidade, mas um director-geral deve ser responsável para tudo. E eu não serei um director-geral que não assume as suas responsabilidades.
É um director-geral mais virado para os conteúdos.
Claramente. Todo o meu currículo para aí aponta. Foi isso que fiz durante toda a vida. E é obviamente aí que eu quero estar mais. Mas não posso deixar de acompanhar todas as outras áreas.
O orçamento para este ano é muito inferior ao de 2008?
– Tivemos de fazer um ajuste no orçamento, claro. Quer em termos de receitas, quer de custos cai em relação ao ano passado, mas vamos tentar que os meios libertos pela empresa sejam superiores aos de 2008, que é uma coisa difícil de concretizar tendo em conta a crise.
Que balanço faz do último ano?
O meu regresso à SIC foi muito pensado. Quando saí da RTP a minha ideia era fazer um período sabático. Depois, tendo em conta a minha relação com o grupo onde trabalhei quase 20 anos, acabei por achar que não poderia deixar de responder a este desafio. No primeiro ano estive com um pé cá e outro fora, dado que era consultor. Sobretudo, deu para conhecer melhor o grupo e os seus problemas. A empresa mudou muito desde que eu saí em 2001.
E quais são os maiores problemas que enfrenta?
A empresa continua a ser muito forte, com uma boa gestão, mas há problemas estruturais que têm de ser resolvidos.
Qual é a diferença entre trabalhar numa empresa pública e numa privada?
São culturas, estruturas e enquadramentos empresariais completamente diferentes. A RTP é uma empresa pública que vive com um grande conforto do ponto de vista dos seus capitais, tendo em conta que é financiada pelo Estado, portanto está confortável nessa matéria, o que não acontece na SIC, porque o risco é muito maior.
É um homem mais preocupado?
Estou preocupado não tanto com a situação que encontrei, mas com a conjuntura económica e os reflexos que isso tem na SIC e nos outros operadores.
PERFIL
Luís Marques – Nasceu há 56 anos em Pombal. Iniciou a carreira de jornalista no ‘Luta Popular’, passou pelo ‘Tal & Qual’ e ‘Expresso’, até se tornar administrador da RTP. Actualmente é director-geral da SIC.
fonte & foto: site CM

11 de fevereiro de 2009

SIC paga taxa de regulação pela primeira vez

A Impresa, que detém a SIC, pagou segunda-feira as taxas reguladoras deste ano devidas à Entidade Reguladora para a Comunicação Social, sendo esta a primeira vez que todos os grupos de media cumpriram essa obrigação.
O pagamento, referente à primeira tranche de 2009, foi entregue pela SIC e pela Lisboa TV (SIC Notícias), disse à Lusa fonte do organismo regulador.
A taxa de regulação e supervisão constitui uma das formas de financiar a ERC, também sustentada por dotação orçamental (cerca de 2 milhões de euros), pela fiscalização e registo de títulos (0,5 milhões de euros) e pelas taxas cobradas por serviços prestados e emissão de títulos habilitadores.
Criada em 2006, a taxa de regulação tem sido sempre contestada, tendo os quatro grandes grupos de media em Portugal - Media Capital (TVI), Impresa (SIC), Cofina e Controlinveste - impugnado várias vezes e decidido não liquidar o valor a pagar.
No ano passado, na sequência de uma impugnação judicial deduzida pela Lisboa TV - Informação e Multimédia, SA, detentora da SIC Notícias (Impresa), o Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra considerou "inconstitucional" a aplicação da taxa da ERC aos operadores de comunicação social.
Decisão que se baseou no argumento de que a taxa "viola o princípio da distribuição da carga fiscal pelos contribuintes" e da legalidade tributária, mas que foi contestada pela ERC.
A deliberação final, pelo Tribunal Constitucional, ainda não foi anunciada.
A segunda prestação da taxa de regulação referente a 2009 será apresentada no fim de Agosto.
fonte: JN

10 de fevereiro de 2009

"Aqui & Agora" estreia quinta feira

video

Resultado da sondagem sobre o "Fátima"

"A Vida Privada de Salazar" - Parte II com 26%

A SIC exibiu ontem o segundo e último episódio da "Vida Privada de Salazar" e no final a série registou um share de 26,0% que representa uma quebra de audiencias em relação ao primeiro episódio. A série nem conseguiu conquistar o top 5 dos programas sendo o 9.º programa mais visto do dia e o primeiro programa mais visto da SIC!

"Fama Show" com melhor audiência desde a estreia

O programa "Fama Show" conseguiu anteontem o seu melhor resultado desde a estreia, segundo revela a estação que o transmite: a SIC.
Conduzido por Cláudia Borges, Rita Andrade, Orsi Féher e Liliana Campos, o formato que junta rubricas sobre eventos a notícias do mundo "social" conquistou 900 mil espectadores e 9.6% de audiência média.
À beira de completar um ano, "Fama Show" tem visto o seu público crescer entre os homens e entre o target jovem, com mais de 15 e menos de 24 anos.
fonte: JN

"Aqui & Agora" na SIC

O debate regressa ao horário nobre da SIC, com o programa "Aqui e agora", conduzido por Rodrigo Guedes de Carvalho. Da rubrica do "Jornal da Noite" herdou apenas o nome e parte do cenário. O formato é diferente.
O espaço dedicado ao debate já estava consagrado no "Jornal da Noite" das quintas-feiras. Mas, a partir desta semana, autonomiza-se, tal como aconteceu recentemente com o "Nós por cá", e ganha um formato próprio. "Aqui e agora" estreia depois de amanhã, a seguir ao noticiário, e embora mantenha o nome e continue a ser conduzido pelo jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho, o programa é distinto da versão anterior.
"O que fica é o título e parte do cenário que nos pareceu uma boa solução", adiantou Rodrigo Guedes de Carvalho, acrescentando que o espaço físico mudou. Em vez do estúdio da SIC, o programa será emitido em directo a partir dos estúdios da Valentim de Carvalho, em Paço de Arcos, e contará com público a assistir.
"São cerca de 30 pessoas, com ligações ou não ao tema da semana, e que poderão ser convidadas a intervir", prossegue o responsável. A flexibilidade do formato permite ainda que o número de convidados oscile entre dois ou quatro. Também aqui há uma novidade. Em vez de comentadores fixos, os convites serão feitos de acordo com cada tema abordado.
A primeira emissão é dedicada ao tema "A televisão e a política". Pretende-se debater as candidaturas mediáticas que têm surgido para as próximas eleições autárquicas e "o que é preciso ser neste país para se ter uma carreira mediática". Dos quatro convidados estão confirmadas as presenças de Francisco Moita Flores, presidente da Câmara de Santarém, o jornalista Hernâni Carvalho, candidato à Câmara de Odivelas, dois casos em que primeiro veio o reconhecimento mediático e só depois a actividade política, e Joana Amaral Dias, que ganhou notoriedade com a chegada ao Bloco de Esquerda.
Além dos membros da assistência, a opinião do público de casa também será tida em conta, mas com a mediação de jornalistas. Aproveitando as funcionalidades da multiplataforma SIC, os espectadores serão convidados a pronunciar-se. "Pedimos às pessoas que participem através do envio de e-mails, vídeos, comentários, testemunhos e até perguntas dirigidas aos convidados", explicou o jornalista.
Durante cada edição, também podem ser enviados e-mails para o debate. A equipa do "Aqui e agora" seleccionará alguns que serão encaminhados para o jornalista, que por sua vez decidirá quantos e quais irá aproveitar para o programa para, por exemplo, "interpelar os intervenientes.
fonte: JN

9 de fevereiro de 2009

Luís Ferreira Lopes no "Fátima"

O jornalista e editor de economia da SIC, Luís Ferreira Lopes, esteve, hoje, no programa "Fátima" a falar do seu mais recente livro "Saber Vencer a Crise". O jornalista despediu-se a desejar uma hora pequenina para a Fátima Lopes.
O livro "Saber vencer a crise" dá dicas aos empresários e não só de como minimizar e, se possível, ultrapassar a crise de que se fala. O livro é lançado hoje às 18h.

A Vida Privada de Salazar com 32,0% de share

A série “A Vida Privada de Salazar” que a SIC estreou ontem ficou no quarto lugar dos programas mais vistos. Ao todo a série, segundo dados da Marktest, alcançou um share de 32,0% e 12,6% de Rating. De resto, diga-se de passagem, este foi o programa mais visto da estação no dia de ontem. O universo da Marktest é de 9459 mil pessoas no total de 10 MILHÕES de portugueses...
Com este resultado vamos ver o que nos reserva hoje esta série histórica.

Envelhecer até aos 80 anos

A figura agastada e cansada que os telespectadores vêem a sair da banheira é a de um duplo que substituiu o protagonista Diogo Morgado na cena mais polémica de ‘A Vida Privada de Salazar’, que estreou ontem na SIC.
A produção da Valentim de Carvalho Filmes decidiu mudar a história e trocar a lendária queda da cadeira por uma outra na banheira, que garantem ser "a verdade, contada por alguém que a tal assistiu". Aí, a imagem nua de um homem de quase 80 anos não poderia ser interpretada por um actor de 29. Mas tudo o mais foi entregue a Diogo Morgado, que ficou "assustado" ao receber o convite para interpretar o chefe do Estado Novo na série da SIC.
"A caracterização demorava duas a três horas diárias, e isso era difícil, mas compor a postura e a personalidade de Salazar foi ainda mais complicado", explicou ao CM.
Segundo o realizador Jorge Queiroga, as gravações foram feitas "cronologicamente para não obrigar o actor a mudar constantemente de imagem". Difícil na rodagem foi "coordenar caracterização, maquilhagem e guarda-roupa" numa minissérie que "abarca períodos tão diferenciados da História".
Além de Salazar, o cardeal Cerejeira, interpretado pelo actor Filipe Vargas, foi outra das personagens mais difíceis de compor. "Imagine três horas de caracterização com Diogo Morgado e outras três com Filipe Vargas", sublinha Jorge Queiroga, que dirigiu também a série ‘Conta-me como Foi’, na RTP 1.
Ainda assim, garante o realizador, "é sempre mais fácil envelhecer um actor do que rejuvenescê--lo. E é isso que se costuma fazer, até em Hollywood". Dar "credibilidade" à personagem de Salazar foi a grande preocupação da equipa de caracterização.
"VOYEURISMO E BANALIZAÇÃO"
"Se a série explicar em que suporte se baseia para contar que Salazar caiu na banheira, não me choca. Será uma versão historiográfica como outras. Se o não fizer, será apenas uma versão artística", diz ao CM o historiador Rui Tavares.
De ‘A Vida Privada de Salazar’, o historiador explica conhecer apenas a "promoção feita na televisão". E confessou não ter "grande interesse" pelo formato por lhe parecer "não trazer um novo contributo". "Acho é que há um certo voyeurismo e uma certa banalização de uma figura que fez bastante mal ao País", conclui.
PORMENORES
A CARACTERIZAÇÃO
Sano de Perpessac é a responsável pela caracterização de Diogo Morgado na pele de António de Oliveira Salazar.
BRANCO MAIS DIFÍCIL
Criar as cabeleiras brancas foi o mais difícil na criação da imagem do ditador, diz a caracterizadora, que só trabalha com cabelo real e que constrói as cabeleiras à mão. "Agora ninguém quer o cabelo branco. Fiz telefonemas para todo o Mundo, até para a China."
A RODAGEM
Ao longo das seis semanas que durou a rodagem desta minissérie da SIC, a equipa da caracterização foi a mais laboriosa. Chegou a trabalhar 12 e 13 horas por dia.
fonte: CM

Herman regressa com maratona anticrise

A SIC exibe dia 18 um programa especial de humor, que o director de Programas da estação, Nuno Santos, caracteriza como sendo uma espécie de "manifesto anticrise". O especial vai decorrer na Casa do Artista, em Lisboa, e tem como figura central Herman José, que regressa assim aos ecrãs da SIC.
Segundo Nuno Santos, o humorista volta à grelha da estação em Março. 'Estamos a trabalhar para isso. Ainda na semana passada tivemos uma reunião e quando chegar a Lisboa teremos outra para burilar uma proposta que ele me apresentou', garantiu, num encontro com os jornalistas no Rio de Janeiro.
Entretanto, aquele responsável revelou ainda que o programa de humor ‘Vip Manicure’ vai gravar um episódio especial no Rio de Janeiro, que irá para o ar nos dias 22 e 23 deste mês.
Nuno Santos frisou ainda: 'A forma de olhar para o desafio que a SIC me colocou no final de 2007 mantém-se, que é recolocar a SIC como estação-chave.'
fonte & foto: CM

8 de fevereiro de 2009

Soraia Chaves está curiosa com a série

"Estou mais curiosa do que ansiosa em ver a série", diz a actriz Soraia Chaves que veste a pele de ‘Maria Emília’ em ‘A Vida Privada de Salazar’, que estreia hoje, às 21h40 na SIC. A actriz, que interpreta a cartomante com quem o ditador se aconselhava, e uma das suas amantes, espera gostar de ver o seu desempenho.
"Quero ver se ficou à altura do desafio e do trabalho do restante elenco", desabafa a actriz, que continua a apostar na sua formação. Na próxima semana, Soraia Chaves torna a viajar, desta vez para Madrid.
Diogo Morgado, por seu lado, alimenta, igualmente, uma forte curiosidade quanto à sua prestação. "Foi complicado compor esta personagem", confessa o actor que dá vida a ‘António de Oliveira Salazar’ e que já disse ter-se sentido "muito assustado" com o convite para ser o protagonista. Também o realizador Jorge Queiroga está "convicto de que a série suscitou alguma curiosidade – o tema causou, certamente, alguma perplexidade – e, por isso, espero que seja vista por muitas pessoas". A série percorre a intimidade do estadista com cinco belas mulheres – uma das quais a própria narradora, a jornalista ‘Christiane Garnier’ (Helena Noguerra) – e promete cenas de grande erotismo. "A versão cinematográfica terá cenas que não mostramos na série", garante o realizador ao CM.
SITUAÇÕES CARICATAS NOS BASTIDORES
Nas seis semanas de gravações da série ‘A Vida Privada de Salazar, ao longo das dez horas de trabalho, viveram-se algumas situações caricatas. Até o perigo espreitou. Ainda assim, nada disto contaminou o bom ambiente nos bastidores. Entre os actores, as brincadeiras prendiam-se com as características das suas personagens ou ainda com situações de cena. "Eu era a cara sisuda, em cena, e isso gerou piada depois nos bastidores", conta ao CM Margarida Carpinteiro, que interpreta a governanta ‘Maria de Jesus’. Também Beatriz Costa, que incarna ‘Maria Antónia, a pupila, recorda um episódio curioso: "Um dia, eram três horas da madrugada e estava a comer bacalhau. Era a ceia de Natal [risos]."
Já o realizador Jorge Queiroga lembra a situação perigosa das gravações: "O último dia de filmagens foi um pouco sombrio. Gravávamos no Terreiro do Paço com a Soraia Chaves a cavalo. O animal assustou-se e ela caiu. Foi preocupante, mas a Soraia surpreendeu-me pela positiva, porque isso não a impediu de continuar."
fonte: CM
foto: SIC ONLINE

"Quinta a Fundo" com nova temporada

Arranca este domingo, na SIC Radical, pelas 23 horas, a décima terceira temporada do magazine sobre automóveis absolutamente invulgares, chamado “Quinta a fundo”.
Nesta produção britânica tudo pode acontecer que tenha a ver com motores. Os testes mais estranhos e elaborados da televisão mundial são ali uma constante. Muitos deles vêm do programa Top Gear da BBC. Testar um Lamborghini num piso de neve é disso exemplo.
fonte: JN

"Uma Vida Normal" nomeada para prémio francês

A reportagem sobre Paulo Azevedo, que nasceu sem mãos e pernas e se converteu num actor conhecido, assinada por Sofia Arêde, Jorge Pelicano e Gonçalo Freitas, da SIC, foi seleccionada para a competição do Festival Internacional de Grandes Reportagens e Documentários, em França.
Descoberto por um repórter da Sport TV, que também sobre ele fez uma reportagem, que partiu da surpresa de o jovem jogar futebol, apesar das suas limitações físicas, Paulo Azevedo motivou depois a peça da SIC que explora o seu percurso e luta por se tornar uma pessoa normal.
Paulo Azevedo, que nasceu na Rendinha, em Pombal, integra hoje o elenco da novela "Podia Acabar do Mundo", em exibição na SIC.
fonte: JN

Reportagem SIC > Aprender música na Beira Interior

A SIC exibe este domingo uma reportagem dedicada ao Zéthoven, projecto musical com 10 anos que mudou a vida a muitos jovens da Beira Interior.
“Ensina Tudo”, garante Luís Cipriano, de 44 anos, maestro, compositor, criador do Zéthoven. Essencialmente, propõe-se encaminhar os talentos que muitas vezes se perdem na infância, aproximando a música clássica dos ouvidos infantis o mais cedo possível. E ainda, diz a produção de “Grande Reportagem SIC”, “contrariar a falta de oportunidades do interior profundo”.
fonte: JN

Salazar da SIC caiu da banheira e não da cadeira

Afinal Salazar não caiu de uma cadeira de madeira, lona, ou qualquer outro material, no terraço do Forte de Santo António, no Estoril, em Julho de 1968. O ditador que governou Portugal durante mais de 40 anos "caiu na banheira, sendo essa cena que faz arrancar a minissérie", conta ao DN Jorge Queiroga, realizador de A Vida Privada de Salazar, que a SIC estreia hoje, às 21.40.
Explicando tratar-se da reconstituição de um facto real e não de uma cena ficcionada, Jorge Queiroga revela que a mesma se deve ao trabalho de pesquisa da dupla Pedro Marta Santos e António Costa Santos. Além de muita pesquisa cruzada, baseámo-nos no relato de uma pessoa, ainda hoje viva, que assistiu a tudo e que acompanhou Salazar da casa de banho até à cama, mas que pediu para não ser revelada, o que nós respeitámos", conta o realizador.
É pois nesta fase de doença e debilidade que Salazar, 79 anos, da minissérie da SIC, faz uma analepse à sua vida, sobretudo amorosa. Felismina, Julinha, Maria Emília, Hermínia, Christine Garnier, Carolina e a sempre fiel governante dona Maria aparecem desde cedo para revelar uma vida secreta, uma vida de paixões e menos austera e casta quanto se pensava."Filmámos na casa de banho onde tudo realmente se passou", revelou ainda Jorge Queiroga, acrescentando que a secretária, a sala, o telefone era aquele que Salazar usou. Esta minissérie de dois episódios de 90 minutos cada (o 2.º passa amanhã à noite), à qual se seguirá um filme, em Abril, é produzido por Manuel S. Fonseca, da VC Filmes. Para a SIC representa o investimento numa estratégia de "criar eventos televisivos relevantes".
A série termina com Salazar a afastar-se numa praia, deixando as botas em primeiro plano. Na vida real, na sequência da queda foi operado (Setembro de 1968), para extracção de um hematoma, vindo a morrer dois anos depois.
fonte: DN

7 de fevereiro de 2009

Milagre da Caracterização

video

reportagem do "Jornal da Noite"

Pinto Balsemão refere que a SIC tem orçamento realista para 2009

A SIC, da Impresa , terá um Orçamento para 2009 que será "realista" quanto a receitas de publicidade e que reduzirá custos para enfrentar a recessão económica, disse o presidente da Impresa.
Francisco Pinto Balsemão adiantou que a SIC, que ocupa o segundo lugar no ranking de audiências, irá reduzir os custos com pessoal, depois de um programa de rescisões levado a cabo em 2008.
"Já fizemos um Orçamento para este ano muito contido, estamos ainda mais atentos aos custos do que até agora, se esse Orçamento se cumprir em matéria de receitas, vamos singrar através da tempestade", disse Pinto Balsemão aos jornalistas, à margem de uma cerimónia em Lisboa.
"O Orçamento é realista, quer em termos de receitas publicitárias, quer em termos de custos, mas não tanto quanto à produção, sobretudo quanto a outros custos, de pessoal, onde vamos gastar menos", acrescentou.
No final do terceiro trimestre de 2008, os custos operacionais dos vários canais da SIC ascendiam a 112 milhões de euros, depois de terem atingido os 149 milhões em 2007.
O director-geral da SIC, Luis Marques, referiu recentemente que a empresa estava a preparar o ano de 2009 com estimativas de uma queda entre sete a 15% no investimento publicitário.
Os vários operadores de televisão assinaram hoje um acordo de auto-regulação para a colocação de produto e ajudas à produção, documento que não deverá ter impacto significativo nas receitas a curto prazo, disse o presidente da Impresa.
"Não altera a curto prazo, mas o facto de haver uma regulação aprovada entre os intervenientes faz com que haja programas pensados, à partida, com a possibilidade de colocação de produto e ajudas à produção", concluiu. fonte: OJE

Rebelde Way com perfume

A Rebelde Way já tem Perfume! A SIC e a K-BIS criaram dois aromas à altura dos nossos rebeldes! Um feminino que deixará a sua marca ao passar, e ainda um aroma masculino que as vai fazer seguir o rasto do perfumado!
O lançamento acontecerá já no próximo dia 10 de Fevereiro, às 18h, na Perfumaria Douglas, no Centro Comercial Vasco da Gama. Mia e Manuel estarão presentes para uma sessão de autógrafos.

Making Of da "Vida Privada de Salazar" hoje

Está a chegar a série de que se tem falado nos últimos dias: "A Vida Privada de Salazar" estreia amanhã às 21h40.
Para antecipar esta grande produção nacional produzida pela Valentim de Carvalho Filmes para a SIC, a estação exibe esta noite (ás 00h15) um making of da história que promete abalar o país. Aqui poder-se-á assistir às gravações, filmagens, bastidores desta série histórica que promete surpreender os portugueses.
Assim sendo, hoje (amanhã) às 00h15 não perca o making of da "Vida Privada de Salazar"

Último programa com Fátima Lopes bate TVI e RTP1

A estreia de Merche Romero e Carlos Ribeiro no programa ‘Fátima’, da SIC, conquistou mais telespectadores para o programa matinal da estação de Carnaxide.
Na quinta-feira, dia 5, ‘Fátima’ foi o programa mais visto nas manhãs, ao registar uma audiência de 3,4% e um share de 31%. O rival da TVI, ‘Você na TV!’, apresentado por Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira, ficou em segundo, com 3% de audiência e 26,8% de share. ‘Praça da Alegria’, RTP 1, com Sónia Araújo e Jorge Gabriel foi o menos visto.
Esta vitória de ‘Fátima’ inverte, desde já, a tendência que se vinha a registar há uns meses, com ‘Você na TV!’ a vencer nas manhãs. Na quarta-feira, dia 4, o programa da TVI registara 3% de audiência e 30,2% de share, enquanto ‘Fátima’, apresentado por Fátima Lopes, não foi além dos 2,8% de audiência e 28,4% de share.
fonte: CM

Globo recria vida na Índia

O elenco da novela ‘Caminho das Índias’, que a SIC estreia no próximo dia 16, esteve um mês na Índia, o palco principal da história na qual contracenam Juliana Paes, Tony Ramos, Lima Duarte, Márcio Garcia e Rodrigo Lombardi.
Lima Duarte interpreta ‘Shankar’, um brâmane (casta mais alta na divisão de classes), e reconheceu que "estar na Índia foi muito enriquecedor". A fazer a sua 56ª personagem, o actor garante que se "encanta por poder fazer personagens diferentes". Prestes a participar no Festival de Cinema Lima Duarte, em que são celebrados os seus 37 filmes, quatro deles feitos em Portugal, Lima Duarte garante: "Quero ser lembrado como uma pessoa que fez rir e chorar os outros."
Depois da Índia, as gravações decorrem na Globo, Rio de Janeiro, onde foram recriados os cenários do estado do Rajastão, cuja capital é Jaipur. Toda a cidade cenográfica é agora um misto de cores e cheiros e decorações orientais. Os figurantes do ‘Rajastão Brasileiro’ chegam aos 150 só para uma cena, todos vestidos com os coloridos saris. A maior dificuldade é o calor, que nalguns dias do Verão carioca chega aos 40o C. Márcio Garcia, que faz de ‘Bahuan’, desvaloriza: "Na Índia é que fazia calor. Houve dias com 50o C."
fonte: CM

6 de fevereiro de 2009

AQUI E AGORA - brevemente

O Aqui e Agora está de regresso. Todas as quintas-feiras, depois do Jornal da Noite, um espaço de debate, com 50 minutos de duração. Participe directamente neste programa: envie perguntas, comentários ou testemunhos, assim que o tema for anunciado. Através do e-mail mailto:aquieagora@sic.ptou directamente no formulário abaixo. No Aqui e Agora daremos voz à sua questão.

Futsal > Sporting - Belenenses na SIC

Sporting e Belenenses reforçaram-se para a segunda volta do campeonato. Divanei, ex-Fundação Jorge Antunes, veste agora a camisola nº 8 dos "leões". Ao Restelo chegou Paulo Henrique, brasileiro que jogava no Santa Fé de São Paulo. Paulinho está em dúvida para o dérbi. O jogador leonino está em tratamento a uma entorse e terá ainda de esperar pela avaliação final do departamento médico. Já o Belenenses, está a 100 por cento. O Sporting não perde há três jogos e quer manter a invencibilidade. O Belenenses goleou o Freixieiro para a Taça de Portugal e pretende segurar a liderança do campeonato. O jogo de sábado está marcado para as 15h00, com transmissão directa e exclusiva na SIC.
fonte: SIC Online